Entreter

Biodome vai preservar a vida selvagem nas montanhas árabes

Por: Redação |

Parece meio futurístico, por causa do seu formato, mas o biodome que será construídas em 2019 no meio das montanhas Al Hajar, nos Emirados Árabes Unidos, promete, além de incentivar a conservação da biodiversidade local, uma experiência única para os turistas, que terão a sensação de estarem no lado de fora.

As cúpulas ficarão prontas em 2022 e  trazem duas promessas interessantes: alavancar o ecoturismo nessa região montanhosa e abrigar um centro de conservação da vida selvagem, pois ali vivem espécies raras.

Biodome, retiro para turistas e centro de conservação
Biodome: retiro para turistas e centro de conservação

As estruturas, incluindo o desenho do interior e o paisagismo, foram projetados pelo escritório de arquitetura Baharash, atendendo à encomenda de um grupo de resorts.

As três cúpulas serão erguidas com peças pré-fabricadas, para facilitar o transporte e a construção. A energia usada será 100% renovável e o local contará com reciclagem de água para irrigação e estações de tratamento de resíduos.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

O interior de cada biodome oferecerá conforto térmico, mas também a sensação de fazer parte da paisagem lá fora
O interior de cada biodome oferecerá conforto térmico, mas também a sensação de fazer parte da paisagem lá fora

No interior, projetado para oferecer conforto térmico para as pessoas, os visitantes poderão apreciar a beleza da paisagem, comer em um restaurante abastecido com alimentos orgânicos e participar de programas de educação ambiental.

Os Emirados Árabes Unidos (formado, entre outros, por Abu Dhabi e Dubai) querem atrair 45 milhões de visitantes, muitos dos quais buscam a beleza das montanhas de Al Hajar, situadas no leste do país.

Segundo o escritório, o ecoturismo traz benefícios para as comunidades locais, por meio da geração de emprego e renda, ao mesmo tempo que contribui para a preservação da biodiversidade e dos ecossistemas.

Leia também: Noruega projeta 1º hotel com energia positiva em clima glacial

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.