Entreter

Chuveiro econômico inteligente usa 10 l de água em banho infinito

Por: Redação |

Banho também é prazer – aqueles momentos em que você relaxa e deixa a chuveirada fluir. Mas é aí que entra o peso na consciência caso esse tempo de desfrute se prolongue demais, contribuindo para o esgotamento dos recursos hídricos do planeta. Afinal, uma ducha de 15 minutos, com o registro meio aberto, consome 135 litros de água, segundo a Sabesp. Um engenheiro mecatrônico paulista, no entanto, chegou para aliviar essas contas – e a culpa de quem adora um banho demorado: ele inventou um chuveiro econômico inteligente que gasta somente 10 litros de água, mesmo que você fique debaixo dele para sempre.

O segredo é simples: o reúso do insumo. Assim, o que escorre pelo ralo é reaproveitado, graças a um eficiente sistema esterilizador que funciona à base de raios ultravioleta e ozônio.

O chuveiro, batizado de Showeair, possui uma bomba que o reabastece com a água já utilizada, e ela se derrama de novo sobre o usuário depois de passar pelo processo de purificação.

Gerenciado por um módulo eletrônico computadorizado, o sistema se baseia na separação física de partículas contaminantes da água, sem o uso de filtros descartáveis.

O chuveiro econômico inteligente diminui o peso na consciência em relação ao banho demorado

Isso é feito por meio de sensores que reconhecem, aglutinam, isolam e descartam essas partículas, provenientes do sabão, de restos orgânicos, produtos químicos e até do xixi. Fezes consistentes, por sua vez, requerem a limpeza manual do equipamento.

Criado pelo engenheiro Pedro Ricardo Paulino e produzido em aço inoxidável, o Showeair promete economia de 90% de água e de 85% de energia elétrica. Ele funciona em 12 Volts de corrente contínua, o que o torna seguro em relação a choques elétricos.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

O chuveiro econômico inteligente Showeair reutiliza a água que escorre pelo ralo
O chuveiro econômico inteligente Showeair reutiliza a água que escorre pelo ralo

Parece, assim, ser uma ótima ideia especialmente para os paulistanos que já sofrem com a perspectiva de uma nova crise hídrica – a chuva no sistema Cantareira ficou abaixo da média em 12 dos últimos 18 meses, o que o deixou com 45% de sua capacidade.

O custo do chuveiro econômico inteligente é o que ainda pode pesar no orçamento em um primeiro momento – cerca de R$ 8.000. Mas, considerando a possibilidade de tomar banhos “infinitos”, esse peso é relativizado.

Leia também: Arquiteta cria luminária de água salgada para comunidades sem luz

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.