Designer de produto cria banco feito de cabelo

Oksana Bondar contou com a ajuda de cabeleireiros de Londres para reunir a matéria-prima necessária para fazer a peça

Por: Redação

Quando se sentar em frente à penteadeira do cabeleireiro, pense que poderia estar acomodado sobre fios como os que o profissional cortará de sua cabeça. Não entendeu? É simples: na lógica de que tudo se recicla, uma designer de produto de Londres criou um banco feito de cabelo.

O banco feito de cabelo foi desenvolvido pela designer Oksana Bondar
Crédito: Reprodução/DezeenO banco feito de cabelo foi desenvolvido pela designer Oksana Bondar

Oksana Bondar, que estudou na Universidade de Kingston, pensou mesmo em uma peça para um ambiente em que se senta em frente a um espelho para dar um trato no visual.

No caso, inspirou-se nos bancos usados nos antigos “boudoirs”, aqueles cômodos mais íntimos, comuns nos teatros do começo do século passado, onde as atrizes dispunham de penteadeiras para fazer a maquiagem, preparar-se para o espetáculo e receber visitas.

Certamente, essas artistas se surpreenderiam se alguém lhes dissesse que, um dia, suas próprias madeixas poderiam compor um item de mobiliário – o próprio banquinho em que estivessem sentadas.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

A peça foi inspirada nos boudoirs dos velhos teatros
Crédito: Reprodução/DezeenA peça foi inspirada nos boudoirs dos velhos teatros

Wiggy, o banco feito de cabelo, combina essa matéria-prima com PLA, um tipo de plástico biodegradável à base de amido de milho ou cana-de-açúcar. Antes de ser usado, o material capilar foi esfregado com água e sabão para formar um emaranhado que, depois, juntou-se ao PLA.

Durante três semanas, Oksana encheu três sacos de lixo com fios em cabeleireiros de Londres, coleta suficiente para que produzisse o banquinho.

O próprio design da peça obedece a uma preocupação com a sustentabilidade: suas curvas e formas arredondadas foram pensadas para que sua confecção gerasse o mínimo possível de resíduos.

Quando sentar-se de novo em frente à penteadeira do cabeleireiro, lembre-se de que, dependendo do volume do qual irá se desfazer, existem muitos usos para ele que não sejam o cesto de lixo: os descartes do corte podem até virar um banco feito de cabelo.

Leia também: Startup alemã produz xícaras feitas de borra de café

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.