Máquinas caseiras transformam lixo plástico em negócio

Engenheiro e designer holandês disponibiliza na internet instruções para a fabricação de equipamentos que transformam os resíduos em objetos úteis

Por: Redação

Quer evitar que o lixo plástico contamine oceanos e aterros sanitários? Uma saída pode ser não mais jogar fora o que consumir desse material. Calma, não queremos que sua casa se torne um depósito de garrafas e outros utensílios feitos de matéria plástica: você pode, na verdade, transformar esses resíduos em objetos úteis. Como? Um engenheiro e designer holandês chamado Dave Hakkens pode ajudá-lo nesse sentido: ele inventou quatro máquinas para fazer a reciclagem caseira do plástico.

Hakkens se baseou em equipamentos industriais para desenvolver suas máquinas, que são menos complexas que aquelas que as inspiraram. Dessa forma, podem ser copiadas por quem queira passar a produzir itens de plástico reciclado, até mesmo como negócio.

Sim, copiadas, porque o objetivo do engenheiro holandês não é fabricá-las para a venda. Assim, ele disponibilizou em seu site desenhos técnicos, listas de materiais necessários e tutoriais em vídeo para o faça você mesmo de suas invenções. Hakkens, contudo, aceita doações para o projeto.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

O lixo plástico pode se transformar em algo precioso com o uso das máquinas de Dave Hakkens
Crédito: Reprodução/davehakkens.nlO lixo plástico pode se transformar em algo precioso com o uso das máquinas de Dave Hakkens

As máquinas são modulares e de fácil reparo. Uma serve para triturar o material plástico, fazendo com que fique em pequenos pedaços; outra o submete à extrusão, criando uma linha fina que pode ser usada em uma impressora 3D; há ainda duas moldadoras, uma por injeção e outra por rotação.

A linha de maquinaria para transformar o lixo plástico em novos objetos foi batizada de Precious Plastic (plástico precioso). O adjetivo também serve para definir a iniciativa de Hakkens para ajudar na preservação do ambiente sem nem precisar sair de casa.

Leia também: Santos troca recicláveis por dinheiro

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.