Projeto calcula pegada hídrica do jeans

Realizado pela Vicunha e Ecoera, projeto vai medir quanto de água se consome no ciclo de vida desse produto e como reduzir seu uso

Por: Redação

O jeans é um dos exemplos mais lembrados quando se fala em pegada hídrica (quanto de água se usa na produção de um produto).

Os números variam – e fala-se de 3.000 a 10.000 litros de água, no caso desta peça de vestimenta.

Pegada hídrica do jeans: de 3.000 a 10.000 de água são usados em sua produção
Crédito: Robie Online/ShutterstockPegada hídrica do jeans: de 3.000 a 10.000 litros de água são usados em sua produção

Para saber exatamente quanto se gasta de água na produção de um jeans, a Vicunha Têxtil e o Movimento Ecoera criaram o projeto Pegada Hídrica Vicunha.

Lançado em novembro, trata-se de uma parceria da maior produtora de índigo e brim e do movimento que busca integrar moda, design e beleza à sustentabilidade.

O projeto Pegada Hídrica Vicunha quer dar mais transparência ao setor têxtil
Crédito: Moreno Soppelsa/ShutterstockO projeto Pegada Hídrica Vicunha quer dar mais transparência ao setor têxtil

O projeto terá uma métrica própria para analisar o consumo de água do jeans, desde o plantio do algodão até o momento do descarte.Além disso, buscará caminhos para reduzir o consumo desse recurso natural e formas de compensação.

Isso será feito por meio de projetos que promovam a conservação do solo e dos recursos hídricos e o combate ao desmatamento.

Também será pensada a criação de corredores de biodiversidade, entre outras possibilidades.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

A iniciativa também irá buscar formas de reduzir o consumo desse recurso natural
Crédito: Nataliya Sdobnikova/ShutterstockA iniciativa também irá buscar formas de reduzir o consumo desse recurso natural

O objetivo é promover a transparência, fortalecer a cadeia de moda e criar indicadores próprios de gestão sustentável da água.

A iniciativa tem como parceiros, ainda, a H2O Company, consultoria de gestão de recursos hídricos.

E a organização Iniciativa Verde, que busca contribuir para a melhoria dos serviços ambientais.

Leia também: 

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.