Site transforma resíduos sólidos em dinheiro

VG Resíduos conecta quem tem material para descartar com quem quer comprá-lo

Por: Redação Comunicar erro

Restos de papelão e lâmpadas, sucatas de ferro, pedaços de madeira, plásticos e outros tipos de sobras das linhas de produção são vistos, em muitas fábricas e indústrias, como uma fonte de despesas, pois precisam ser descartadas adequadamente.

Mas essas sobras também podem virar uma fonte extra de renda, se alguém comprá-las. Para ajudar nessa empreitada, a startup VG Resíduos, de Minas Gerais, criou uma plataforma digital que conecta quem gera resíduos sólidos com tratadores especializados.

Sucatas de ferro, plástico e outros resíduos sólidos podem ser vendidos a empresas tratadoras e recicladoras 
Crédito: quka/Shutterstock Sucatas de ferro, plástico e outros resíduos sólidos podem ser vendidos a empresas tratadoras e recicladoras

A plataforma funciona como uma espécie de “mercado de resíduos”.

A empresa geradora dessas sobras informa no site dados como descrição do material, data, peso e fotos.

Depois, o preço é combinado com os tratadores.

A VG Resíduos filtra as empresas tratadoras que possuem licenças, certificados e documentos corretos.

Papelão também pode gerar oportunidades de negócios 
Crédito: O.PASH/Shutterstock Papelão também pode gerar oportunidades de negócios

Segundo a VG Resíduos, além de possibilitar o comércio desses materiais, a plataforma também auxilia na gestão ambiental.

Isso porque permite aos clientes programarem a retirada dos resíduos e verificarem os certificados dos tratadores.

Também emite relatórios ambientais aos principais órgãos reguladores desse tipo de material.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

Os documentos necessários para o descarte correto de materiais são emitidos pela plataforma
Crédito:  ImagineStock/ShutterstockOs documentos necessários para o descarte correto de materiais são emitidos pela plataforma

De acordo com a empresa, a gestão de resíduos afasta impactos negativos no meio ambiente, preserva a imagem da empresa e evita prejuízos financeiros.

Entre os usuários da startup estão empresas como Bombril e Honda.

A VG Resíduos ficou em terceiro lugar na categoria “Indústrias do Futuro” em 2017. O ranking 100 Open Startups é promovido pela Wenovate-Open Innovation, plataforma internacional que conecta startups a grandes empresas.

Leia também: Estudante cria projeto que mapeia resíduos do Porto de Santos

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: