Estudantes criam filtro de água com isopor reciclado

Informar

Tênis viram vasos de plantas que são obras de arte

Por: Redação

Os tênis Nike costumam ser objeto de desejo não só para praticar esportes mas também no uso social, para se sentir na moda e fazer bonito entre os amigos. Mas, quem diria, esse item tão associado ao consumismo de nossos tempos ganha outras conotações nas mãos do artista japonês Kosuke Sugimoto: as da reciclagem, do incentivo ao verde e da preservação da memória. Afinal, ele transforma seus calçados velhos da marca em vasos de plantas.

Interview and shoot a video of my works. @playtokyo2020 is a video project featuring new and exciting ways to enjoy Tokyo. Find the city's hidden gems and look into the daily lives of its residents with quick clips that invite youto re-discover Tokyo and make the most of your trip. Facebook : https://www.facebook.com/playtokyojp/videos/1651498571638301/?t=8 Youtube : https://youtu.be/6SIocjmgfrE #playtokyo #shoetree #sneaker #kicks #kickstagram #tokyo #repurpose #moss #plants #botanical #hypebeast #hypebeastart #スニーカー #植物 #green #garden

A post shared by Kosuke Sugimoto (@shoetree_2016) on

O artista japonês Kosuke Sugimoto transforma tênis Nike em vasos de plantas
O artista japonês Kosuke Sugimoto transforma tênis Nike em vasos de plantas

É como se a natureza, em sua força, se apropriasse daquilo que perdeu o uso. É o que acontece em prédios abandonados, por exemplo – e, de fato, ruínas estruturais são a inspiração para o trabalho do artista japonês.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

É o que podemos chamar de pegada verde

Ele conta que tem pena de simplesmente jogar fora objetos com um design tão bonito – os tênis, no caso. Assim, cria peças que também simbolizam as transformações que o tempo impinge a tudo.

Os tênis ganham uma beleza mais sustentável

Ele também as vende, por preços que variam entre US$ 105 (cerca de R$ 400) e US$ 122 (R$ 460). Continuam, assim, a ser objetos de desejo, mas em um âmbito muito mais ecológico.

Poderia ser o calçado do menino do dedo verde – dedo do pé, no caso

Leia também: Scooter elétrica é feita de fibra de maconha

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.