Dimenstein: onda de ódio bomba ameaça de Eduardo Bolsonaro ao STF

Por: Gilberto Dimenstein | Comunicar erro
Tags: #News #STF

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello de soltar presos ainda sem condenação final, entre eles Lula, gerou uma onda de nas redes sociais pedindo o fechamento do Congresso.
Basta ver algumas hashtags que explodiram: #IntervençãoNoSTF, #UmCaboUmSoldado e #CaboESoldado
É uma menção à polêmica frase de Eduardo Bolsonaro de que se poderia fechar o STF apenas com um cabo e um soldado, entendida como uma ameaça.
A frase, agora, viralizou – o que é óbvio um perigo à democracia.
É preciso perceber o desgaste no STF além dessa decisão de hoje.
O protesto contra o aumento salarial dos ministros do STF gerou o maior abaixo-assinado da história do Brasil – quase 3 milhões de assinaturas.
Não deu em nada. Mas deixou ressentimento, além de um impacto de até R$ 6 bilhões.
No STF, graças ministro Luiz Fux, foi mantido o privilégio imoral do auxílio-moradia mesmo para quem trabalha onde ja tem casa – uma mamata que custou cerca de R$ 5 bilhões.
Também hoje, um ministro – Lewandowski – resolveu adiantar o aumento dos servidores públicos para 2019. Mais R$ 4 bilhões.
São uma série de desgastes que acabam provocando as iras, aproveitadas por quem não gosta da democracia.

Compartilhe:

Autor: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.