Em escola, ‘ensinar’ felicidade é mais importante que matemática

Por: Redação Comunicar erro

Uma escola na Índia tem como objetivo principal formar alunos felizes e aptos para melhorar o mundo. O projeto da Riverbend School é de Vivek Reddy e Kiran Reddy, que querem levar novos conceitos para a educação.

“Penso que, num ponto de vista ocidental, você tende a acreditar que o ambiente controla sua felicidade. Logo, você tenta controlar seu ambiente”, declarou Reddy. “Numa filosofia oriental, você tende a acreditar que controla a felicidade através de sua mente, no modo como percebe as coisas, então é possível desconectar o ambiente de sua felicidade. Idealmente, é isso que queremos ensinar às crianças.”

Em vez de seguir um currículo tradicional, os próprios estudantes da Riverbend decidem o que querem aprender, segundo informações do site Hypeness. “O dia pode começar com meditação ou basquete, seguido por uma manhã reprogramando um software ou recitando poemas clássicos indianos, um almoço com os amigos e uma tarde trabalhando numa incubadora de negócios dentro do campus”, explicam os idealizadores da escola.

Já os professores focam na mentoria dos alunos e buscam torná-los mais independentes. A meta é integrar os temas que mais despertam interesse em cada um a uma gama mais ampla de disciplinas.

Em escola, ‘ensinar’ felicidade é mais importante do que matemática

Segundo Danish Kurani, responsável pelo projeto arquitetônico da escola, a ideia é focar primeiro e principalmente no caráter dos estudantes. Ele construiu o campus imitando uma aldeia. “Todo aspecto do projeto encoraja a socialização”, diz.

“Se você pensa em escolas tradicionais, a prioridade é a aquisição de conhecimento –encher a cabeça das crianças com informação, depois habilidades, e, com sorte, talvez sua escola se importe com a personalidade, o caráter e o tipo de pessoa que você é”, afirma Kurani, explicando que a Riverbend quer inverter essa ordem.

A escola começará a ser construída neste ano e tem inauguração prevista para 2020. No momento, os criadores estão trabalhando para adequar o projeto às leis educacionais indianas.

Leia a reportagem completa no Hypeness

Compartilhe: