Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica premia Brasil

Por: Redação |

A equipe brasileira conquistou uma medalha de prata e duas de bronze na 11ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, além de duas menções honrosas e um prêmio especial. O evento, que se encerrou na semana passada, foi realizado em Phuket, na Tailândia.

Brasil ganha 5 medalhas na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica

A olimpíada contou com 219 participantes de 44 países, informou Léo Rodrigues, da Agência Brasil. Foi o melhor desempenho brasileiro no evento desde 2013. Na edição anterior, realizada no ano passado na Índia, o Brasil obteve três medalhas de bronze e três menções honrosas.

A medalha de prata foi conquistada pelo paulista João Vitor Guerreiro Dias e as de bronze pelos cearenses Nathan Luiz Bezerra e Vinícius Azevedo dos Santos. Receberam menção honrosa o cearense Pedro Pompeu Carneiro e o paraense Bruno Gorresen Mello. Bruno recebeu ainda o prêmio especial por ter ficado em terceiro lugar na prova em equipe. Cada time era formado por sete estudantes de países diferentes.

Brasil ganha 5 medalhas na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica

Os representantes brasileiros na Tailândia foram definidos a partir de um processo seletivo envolvendo os melhores participantes entre os 100 mil inscritos no nível 4 da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A delegação foi liderada pelos professores Eugênio Reis Neto, do Museu de Astronomia e Ciências Afins do Rio de Janeiro; Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos; e Thiago Paulin Caraviello, do Colégio Etapa de São Paulo.

Com informações da Agência Brasil

Compartilhe: