Consultórios empregam tecnologia para o tratamento de crianças

Por: Redação

A tecnologia é uma realidade e uma aliada dentro de consultórios brasileiros –e, inclusive, na terapia infantil. Profissionais como fonoaudiólogos e psicólogos empregam a ludopedagogia –que alia brincadeira e aprendizagem– por meio de games educativos que auxiliam a coordenação.

Consultórios empregam tecnologia para o tratamento de crianças

A PlayTable, por exemplo, é uma mesa digital interativa e multidisciplinar criada pela startup Playmove. Segundo os fabricantes, ela é adotada por 800 escolas, consultórios e ambientes comerciais, atingindo mais de 300 mil crianças.

A mesa tem sido usada para o tratamento de vários problemas, como paralisia cerebral, autismo, afasia, Down, deficit de atenção e discalculia.

Consultórios empregam tecnologia para o tratamento de crianças

Criada em 2013 em Blumenau (SC), a Playmove realizou pesquisas por três anos até lançar a PlayTable no mercado. O “brinquedo” pode ser utilizado por crianças a partir de 3 anos de idade.

Os jogos são criados considerando matrizes curriculares e são feitos para desenvolver habilidades cognitivas e de coordenação motora, além de conteúdos como alfabetização, matemática, ciências, artes e história.

A estrutura foi desenvolvida para ser segura e simples, permitindo que, em certas ocasiões, as próprias crianças façam uso do equipamento sem a necessidade da intervenção de adultos.

Compartilhe: