CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Estudantes de 6 anos criam livro de receitas saudáveis

Os pequenos aprendizes se puseram a pensar sobre que tipos de alimentos fazem bem à saúde

Por: Pamela Lacerda e Analidia Ferri

Para responder a perguntas como “Como podemos nos alimentar melhor?” e “Como podemos cuidar do nosso corpo?”, presentes no cotidiano de quase todas as famílias, estudantes do 1º ano da Escola Concept de Ribeirão Preto (SP) criaram um livro de receitas saudáveis e outros produtos para falar sobre os benefícios de bons hábitos alimentares.

O projeto inciou com o objetivo de desvendar o funcionamento dos órgãos do corpo humano, o espaço ocupado por cada um deles, seu nome e suas funções, baseando-se nos conteúdos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). No entanto, nós notamos algo que é muito comum na infância: hábitos alimentares que não são benéficos para a saúde, como falta de proteínas e até vegetais na alimentação das crianças.

O desafio passou então também a ser uma missão para que os estudantes entendessem os benefícios de uma dieta balanceada e completa. Os pequenos aprendizes se puseram a pensar sobre que tipos de alimentos fazem bem à saúde, tanto nos momentos de refeição na escola, como também junto de suas famílias em casa.

Um quebra-cabeças com as partes do corpo humano ajudou a entenderem o tamanho e onde cada órgão fica dentro do corpo, usando conceitos sobre perímetro, multiplicação e divisão. Eles também estudaram o sistema digestório e o processo de absorção de vitaminas, além da importância da higiene bucal para este processo.

O ponto alto deste projeto ficou por conta de um livro de receitas, em português e em inglês, escrito pelas próprias crianças, resultado da Oficina de Escritores, adotada pela Escola Concept com todas as turmas. O livro contém receitas favoritas dos estudantes, feitas colaborativamente na escola e outras criadas em parceria com as famílias.

Com a ajuda dos pais, as receitas foram registradas em vídeos de forma muito divertida. Essa experiência em casa fez com que eles refletissem sobre o que faltava de saudável em suas comidas favoritas. Na escola, analisaram a pirâmide alimentar, com foco em alimentos que antes não faziam parte de sua rotina, refletindo sobre as novas e boas escolhas. Os momentos de educação física também foram essenciais para que eles reconhecessem e valorizassem os benefícios das atividades e exercícios físicos, aliados à boa alimentação.

Mais do que a criação de produtos para ilustrar o propósito inicial do projeto, as crianças foram impactadas de forma muito positiva sobre mudanças de hábitos, assim como as famílias, após muitas interações entre educadoras titulares e assistentes, que passam grande parte do dia com as crianças na escola. Escolhas mais conscientes também foram percebidas fora da escola, quando os estudantes passaram a trocar os conhecidos fast foods por refeições mais saudáveis.

Os registros em vídeo (assista aqui) de toda essa empreitada se transformou num jornal apresentado pelos estudantes, com várias entrevistas e informações úteis à toda comunidade escolar.

Leia abaixo o livro feito pelas crianças;

Por Pamela Lacerda e Analidia Ferri, da Escola Concept de Ribeirão Preto (SP)

Compartilhe: