Hologramas podem determinar vida extraterrestre

Por: Redação

No final da década 1970, a Nasa enviou sondas ao espaço, não em busca de vida, mas à procura de água na operação chamada de Viking.

A água foi encontrada em uma lua de Saturno, apesar de estar abaixo de uma camada congelada. Para isso, a Nasa, com ajuda de um de seus telescópios, registrou imagens holográficas que podem detectar vida no espaço.

 

A chamada microscopia holográfica digital funciona da seguinte maneira: o objeto (ou organismo) é iluminado com um lazer e marcado com uma cor fluorescente. Após isso, um detector capta a luz refletida pelo objeto. Por meio de uma imagem 3D o cientista tem as informações de intensidade, volume, massa e outras.

O holograma pode reproduzir também os movimentos feitos pelo organismo.

Por Pedro Foss Conti de Freitas, Victor Foss Conti de Freitas, João Victor Pereira, Artur Arroyo Fonseca e Vitor Arroyo Fonseca, da Escola Concept de Ribeirão Preto

Compartilhe:

Tags: #Espaço #Nasa