Mostra de Repertório da Cia. Ópera na Mala no Teatro SESC Anchieta

A Cia. Ópera na Mala apresenta cinco espetáculos de seu repertório no Teatro Anchieta do SESC Consolação. São eles: Baú de Histórias, Contos da Princesa Noor, Mukashi Mukashi Era uma vez no Japão, As Joias De Krishna e Os Fantasmas da Ópera.

O grupo surgiu em 1998 da união de dois artistas múltiplos – Cris Miguel e Sérgio Serrano – que pretendiam fundir suas habilidades numa linguagem própria, dentro de um pensamento: tirar o máximo do mínimo. Daí o nome que é uma brincadeira sobre o paradoxo de um grande espetáculo multimídia dentro de uma mala.

Programação Completa:

BAÚ DE HISTÓRIAS: 4 de abril.

CONTOS DA PRINCESA NOOR: 11 de abril.

MUKASHI MUKASHI ERA UMA VEZ NO JAPÃO: 18 de abril.

AS JOIAS DE KRISHNA: 21 de abril.

OS FANTASMAS DA ÓPERA: 25 de abril.

Sinopses:

BAÚ DE HISTÓRIAS

O espetáculo é uma coletânea de algumas histórias contadas no programa “Baú de Histórias”, criado e interpretado por Sergio Serrano e Cris Miguel exibido na TV Cultura e TV Ratimbum. Utilizando bonecos de várias técnicas, teatro de sombras e muita música executada com instrumentos típicos, a dupla de contadores reinventa clássicos e contos de tradição oral de forma dinâmica e bem humorada.

CONTOS DA PRINCESA NOOR

Neste espetáculo, Cris Miguel encarna a figura desta princesa para contar belas histórias da tradição oral . “A lebre e o fim do mundo”, “O Búfalo Paciente” e “A Princesa Calada” são as fábulas que trazem de forma divertida e comovente valores como o respeito, a harmonia e a beleza no caminho da busca da verdade. A música executada ao vivo com instrumentos orientais como tabla, derbak, sitar, tampura, bodrán entre outros e a utilização de bonecos e teatro de sombra, buscam a comunhão com o público de todas as idades, no resgate da função ancestral de se contar uma história. Além de Cris Miguel e Sergio Serrano, o espetáculo conta com a participação especial de Valéria Zeidan, percussionista e cantora.

MUKASHI MUKASHI ERA UMA VEZ NO JAPÃO

São cinco histórias baseadas em contos tradicionais do Japão. As histórias apresentadas Issum Boshi – o pequeno polegar japonês; Hagoromô – o véu encantado; Tanabata Matsuri – O festival das Estrelas; Kazajisou – o chapéu de palha de Jizou e Urashimatarô e o paraíso do fundo do mar são reinterpretadas pela dupla de atores Cris Miguel e Sergio Serrano com música ao vivo com instrumentos tradicionais (shamisem e taiko), teatro de sombra, bonecos e brincadeiras.

AS JOIAS DE KRISHNA

O espetáculo tem na mitologia hindu o eixo em torno do qual são trazidas as lendas, músicas, dança e outros elementos da cultura indiana, filtrados por meio da linguagem da companhia, que mistura diversas técnicas no fazer teatral. Assim, a dança clássica indiana Odissi, a música ao vivo executada com instrumentos tradicionais, sitar e harmonium, são releituras da tradição a partir do ponto-de-vista da companhia. Krishna, Ganesha, Shiva e outras personagens deste fantástico universo são apresentadas ao público de forma descontraída e bem humorada, com bonecos e atores.

OS FANTASMAS DA ÓPERA

Um velho baú é resgatado de um naufrágio por um escafandrista. Dentro dele estão os pertences de uma Companhia de Ópera. Vestidos, perucas, chapéus e um velho gramofone, dividem o espaço com dois fantasmas, ilustres cantores das mais famosas óperas. Abandonados no fundo do oceano por muitos anos, estão agora libertos do esquecimento para contar e cantar as obras de Bizet, Mozart, Rossini e Verdi. Em cena Cristiane Miguel e Sergio Serrano interpretam os fantasmas, que contam esta história utilizando bonecos de várias técnicas. A música ao vivo (acordeon, bandolim, violino e cavaquinho), além dos arranjos feitos por computador, recriam as peças originais. O espetáculo busca resgatar e brincar com obras ao mesmo tempo tão populares e tão desconhecidas do público, trazendo um pouco do conteúdo de Carmen, A Flauta Mágica, O Barbeiro de Sevilha e outras de forma lúdica e bem humorada.

Retirada de ingressos com uma hora de antecedência (320 lugares).

Redação

Por Redação

Conteúdos produzidos por uma equipe super diversificada da Catraca Livre. Diferentes perfis se unem para compor um time plural focado em traduzir o melhor do jornalismo para nosso público.