Mostra de cinema espanhol será encerrada com paella

Por: Redação

Entre os dias 4 e 9 de setembro, o MIS e o Instituto Cervantes apresentam a mostra “Realismo no Cinema Espanhol”. Os ingressos custam até R$ 4.

Cineastas como Luis Garcia Berlanga, Carlos Saura, José Nieves Conde, Fernando Fernán Gómez, Marco Ferreri e Juan Antonio Bardem souberam superar a censura com inteligência e humor ácido para retratar o sofrimento de um país triste e ferido pela Guerra Civil e pela 2ª Guerra Mundial. A mostra apresenta uma parcela dessa produção e brinda os espectadores com uma retrospectiva de parte da filmografia de Luis Garcia Berlanga.

Esses filmes mesclam a tradição realista mais heterodoxa com o estilo exigido pela revolução visual e política do cinema europeu da época, em narradas que trazem personagens e espaços cotidianos e familiares, construindo um imaginário que se converteu na cenografia clássica espanhola.

Complementam a mostra de filmes uma exposição de treze cartazes dos anos 1950, que resgatam suas ações no meio cinematográfico, refletindo sobre seu papel na história do cinema. O encerramento da mostra será comemorado com degustação de paella.

Confira a programação:

Dia

17h – Bienvenido, Mr. Marshall

Espanha, 1953

Direção: Luis García Berlanga

Villar del Río é um povoado pequeno e tranquilo, pobre e esquecido, onde nunca acontece nada fora da rotina. Somente a chegada da cantora folclórica Carmen Vargas e de seu agente gera alguma novidade na vida maçante do povoado. Na mesma manhã, chega de repente um representante governamental com a notícia da iminente chegada de uma comissão do Plano Marshall.

20h – Los Golfos

Espanha, 1961

Direção: Carlos Saura

Julián, Ramón, Juan, el Chato, Paco e Manolo são membros da juventude espanhola e, até o momento, somente tinham sido notados pelas delegacias. São rapazes de classe social baixa, miserável e desconhecida. São um grupo de amigos que sobrevive da melhor maneira que pode na periferia de Madri.

[Dia 5, quarta-feira]

18h – Calle Mayor

Espanha/França, 1956

Direção: Juan Antonio Bardem

Calle Mayor conta a história de um grupo de amigos de uma cidade provincial nos anos 1950 que, para lutar contra o tédio, dedica-se a fazer brincadeiras uns com os outros.

20h – El Verdugo

Espanha/Itália, 1963

Direção: Luis García Berlanga

Amadeo é um velho carrasco à beira da aposentadoria. Um patronato de habitação concede a ele um apartamento no qual poderá viver com a filha, Carmem, que acaba de se casar com José Luis, funcionário de uma funerária. A concessão da moradia é condicionada ao emprego do carrasco. Por esse motivo, Amadeo vai ter que convencer José Luis a herdar “sua profissão”. José Luis aceita com a condição de pedir demissão no caso de ser obrigado a “exercê-la”. A vida segue tranquila até que um dia chega o aviso que José Luis deve ser o carrasco de um condenado a morte. Amadeo tranquiliza o genro, tentando convencê-lo de que o condenado, no final, vai ser indultado.

Dia

18h – Plácido

Espanha, 1961

Direção: Luis García Berlanga

Em uma pequena cidade de província, a umas burguesas ociosas ocorre a ideia de organizar uma campanha de Natal cujo lema é: “Sente um pobre a sua mesa”. A proposta é que os mais necessitados desfrutem por uma noite do calor e do afeto que não possuem, compartilhando a noite de Natal com famílias ricas. No meio dos preparativos, encontra-se Plácido, que foi contratado para participar com seu carro no desfile, mas surge um problema que o impede de concentrar-se em seu trabalho: neste mesmo dia, véspera de Natal, vence o primeiro boleto de pagamento de seu carro, que é seu único meio de vida.

20h – Surcos

Espanha, 1951

Direção: José A. Nieves Conde

A família Pérez, formada por um casal com cerca de 60 anos e seus três filhos, sonha com uma idealizada melhora de qualidade de vida na capital, e tenta abandonar a dura vida do campo em uma época especialmente difícil da história da Espanha.

Dia

14h – El Cochecito

Espanha, 1960

Direção: Marco Ferreri

Anselmo, um senhor aposentado, decide comprar um carrinho motorizado para pessoas com necessidades especiais, já que todos os seus amigos aposentados têm um. A família nega-se a satisfazer a vontade do idoso, mas ele resolve vender todos os seus bens de valor e tomar mais algumas decisões para poder comprá-lo.

16h – La Vida por Delante

Espanha, 1958

Direção: Fernando Fernán Gómez

Antonio e Josefina compõem um jovem casal que acaba de se formar em Direito e Medicina, respectivamente. Com o diploma debaixo do braço, tentam integrar-se no difícil mundo do trabalho do final dos anos 1950.

18h – Tamaño Natural

França/Espanha/Itália, 1973

Direção: Luis García Berlanga

Michel, 45 anos, tem tudo que você poderia querer: um bom emprego, uma esposa brilhante e uma amante jovem e apaixonada. Mas um dia, por um capricho, compra uma boneca inflável que, segundo sua publicidade, é quase real, descobrindo toda a submissão e obediência que não pode encontrar em sua esposa. A fixação é tão grande que começa a ser ciumento e desconfiar que alguém possa desejá-la.

20h – Muerte de un Ciclista

Espanha/Itália, 1955

Direção: Juan Antonio Bardem

Um professor universitário (Juan) e sua amante (María José), uma mulher casada da burguesia, atropelam um ciclista. Ambos têm obsessão pela sombra do ciclista morto, abandonado na estrada. Temerosos de que se descubra o adultério, decidem ocultar o trágico acidente.

Dia

14h – El Pisito

Espanha, 1958

Direção: Marco Ferreri

Rodolfo e Petrita estão juntos há 12 anos. Para casar, precisam de um apartamento e não conseguem encontrá-lo. Rodolfo é sublocador de dona Martina, uma senhora à beira da morte, e o caseiro deseja que a casa seja liberada para demolir o edifício. Rodolfo é aconselhado por alguns a uma solução heróica: deve casar-se com dona Martina e esperar a curta vida que ela tem por diante para herdar o aluguel. Rodolfo resiste, mas cada vez com menos força.

16h – Plácido

Espanha, 1961

Direção: Luis García Berlanga

Em uma pequena cidade de província, a umas burguesas ociosas ocorre a ideia de organizar uma campanha de Natal cujo lema é: “Sente um pobre a sua mesa”. A proposta é que os mais necessitados desfrutem por uma noite do calor e do afeto que não possuem, compartilhando a noite de Natal com famílias ricas. No meio dos preparativos, encontra-se Plácido, que foi contratado para participar com seu carro no desfile, mas surge um problema que o impede de concentrar-se em seu trabalho: neste mesmo dia, véspera de Natal, vence o primeiro boleto de pagamento de seu carro, que é seu único meio de vida.

18h – Viridiana

Espanha/México, 1961

Direção: Luis Buñuel

O filme conta a história de um indiano viúvo que tem um filho natural e uma sobrinha que se chama Viridiana. Ela é uma noviça a ponto de fazer os votos e deve abandonar o convento para visitar o tio, Dom Jaime, que pagou os seus estudos. Durante a visita, Dom Jaime tenta retê-la. Ao não conseguir seu propósito, o homem se suicida. Esse ato provoca a renúncia de Viridiana a ser freira e a sua permanência na mansão, praticando a caridade cristã. Dom Jaime deixa sua herança e seu dinheiro ao filho Jorge e à Viridiana, em partes iguais. A chegada de Jorge, filho natural de dom Jaime, vai mudar definitivamente o destino da jovem.

20h – Bienvenido, Mr. Marshall

Espanha, 1953

Direção: Luis García Berlanga

Villar del Río é um povoado pequeno e tranquilo, pobre e esquecido, onde nunca acontece nada fora da rotina. Somente a chegada da cantora folclórica Carmen Vargas e de seu agente gera alguma novidade na vida maçante do povoado. Na mesma manhã, chega de repente um representante governamental com a notícia da iminente chegada de uma comissão do Plano Marshall.

Dia

19h – Encerramento da mostra com degustação de paella

20h – Surcos

Espanha, 1951

Direção: José A. Nieves Conde

A família Pérez, formada por um casal com cerca de 60 anos e seus três filhos, sonha com uma idealizada melhora de qualidade de vida na capital, e tenta abandonar a dura vida do campo em uma época especialmente difícil da história da Espanha.

22h – El Verdugo

Espanha/Itália, 1963

Amadeo é um velho carrasco à beira da aposentadoria. Um patronato de habitação concede a ele um apartamento no qual poderá viver com a filha, Carmem, que acaba de se casar com José Luis, funcionário de uma funerária. A concessão da moradia é condicionada ao emprego do carrasco. Por esse motivo, Amadeo vai ter que convencer José Luis a herdar “sua profissão”. José Luis aceita com a condição de pedir demissão no caso de ser obrigado a “exercê-la”. A vida segue tranquila até que um dia chega o aviso que José Luis deve ser o carrasco de um condenado a morte. Amadeo tranquiliza o genro, tentando convencê-lo de que o condenado, no final, vai ser indultado.

Compartilhe:

1
07:11
5 filmes gratuitos para expandir a consciência
Hoje iremos indicar filmes que vão te ajudar a expandir a consciência, ou seja, vão ampliar suas percepções sobre si …
2
14:48
Os principais momentos do debate sobre ‘violência obstétrica’
O Ministério da Saúde aboliu o uso do termo “violência obstétrica” alegando que tal afirmação é inadequada por que “tanto …
3
04:36
Vamos falar sobre Educação sexual?
É importante falar sobre métodos de prevenção antes de iniciar a vida sexual? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra, fala …
4
03:14
Datafolha: brasileiros não lembram de medidas positivas de Bolsonaro
Um levantamento realizado pelo Datafolha e divulgado pela Folha de S. Paulo mostra que 4 em cada 10 brasileiros não …
5
06:11
As melhores dicas sobre corrimento feminino
Quais os sintomas da Candidíase? Como tratar e saber diferenciar de outros tipos de corrimentos? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e …
6
01:38
A importância da vacina do HPV
Por que tomar a vacina contra o HPV é tão importante? O Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da ANVISA, fala …