“Primeiro Passo” no Sesc Pompeia

Por: Redação | Comunicar erro

“Que as saídas sejam múltiplas” e “Como resistir a você mesmo ou como interromper o outono” são duas apresentações de dança do projeto “Primeiro Passo”, no Sesc Pompeia, que tem por objetivo apresentar trabalhos que demarcam inaugurações, sejam elas obras de novos criadores ou de criadores que iniciam outros percursos.

Além de apresentar tais produções, o projeto os contextualiza em relação à tradição e às linhas de pesquisa em que se inserem.

“Que as saídas sejam múltiplas” investiga a relação de proximidade entre dois corpos, duas pessoas. Para tal, fazem uso de elementos que delimitam um espaço específico, como uma cadeira, um colchão, fendas nas roupas e os próprios encaixes corporais.

Além das limitações espaciais concretas, o uso de tais elementos cria imagens de limites metafóricos com suas impossibilidades e prazeres. Com Alice Ripoll & Fernando Klipel (RJ)

“Como resistir…”, o espetáculo propõe trazer à tona o invisível, ou seja, tudo aquilo que existe apenas como potência no cotidiano, que está na iminência de acontecer, aquilo que nos é estranho e ao mesmo tempo reconhecido como parte de nós.

Como este movimento interno frenético atua na construção do movimento? Como entender no corpo todas estas inquietações? É possível transitar por elas? Com Lia Mandelsberg, Flávia Scheye e Giselle Conversível (SP).