“Amo estar na menopausa”, diz a atriz Angelina Jolie

Por: Redação

A atriz Angelina Jolie, de 40 anos, teve uma menopausa precoce em decorrência da remoção de seus ovários no início deste ano. Essa e outras decisões tomadas pela celebridade hollywoodiana costumam causar polêmica, como a vez em que ela anunciou que havia realizado uma mastectomia dupla preventiva para diminuir o risco de desenvolver câncer de mama.

Com a vinda da menopausa, ela afirmou em entrevistas recentes que está se sentindo mais feliz e realizada. “Na verdade eu amo estar na menopausa. Me sinto mais velha e estou tranquila com a minha idade. Estou feliz por ter amadurecido. Não quero ser jovem outra vez”, afirmou ao site “The Daily Telegraph”.

Wikimedia / philipp von ostau
Angelina Jolie está gravando um filme com o marido, Brad Pitt

Em 2013, a atriz se submeteu à cirurgia de mastectomia após realizar um teste genético, que indicava que ela carregava um gene defeituoso, que aumentavam as chances de ela ter câncer de mama e de ovário. Além disso, a atriz tem um histórico de câncer de mama na sua família. Sua mãe, por exemplo, morreu aos 56 anos, depois de uma década de luta contra a doença.

“Hoje, como mulher, me sinto com os pés no chão. A maioria das mulheres da minha família começou a morrer aos 40. Mal posso esperar para chegar aos 50 e saber que consegui”, disse à revista americana “Vogue”.

Saiba mais sobre o que é e quais são os sintomas da menopausa no artigo do site “Minha Vida“:

  • O que é

Climatério é o período de transição em que a mulher passa da fase reprodutiva para a fase de pós-menopausa. Dessa forma, a menopausa (última menstruação) é um fato que ocorre durante o climatério.

No climatério há uma diminuição das funções ovarianas, fazendo com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até cessarem por completo. Estatisticamente, a menopausa ocorre, em média, aos 50 anos. O climatério tem início por volta dos 40 anos e se estende até os 65 anos.

  • Sintomas

Algumas mulheres nesta fase podem sentir ondas de calor, acompanhadas de transpiração, tonturas e palpitações; suores noturnos prejudicando o sono; depressão ou irritabilidade; alterações nos órgãos sexuais, como coceira, secura da mucosa vaginal; distúrbios menstruais; diminuição da libido; desconforto durante as relações sexuais; diminuição do tamanho das mamas e perda da firmeza; diminuição da elasticidade da pele, principalmente da face e pescoço; aumento da gordura circulante no sangue; aumento da porosidade dos ossos tornando-os mais frágeis.

Compartilhe:

1
Coronavírus: Brasil está pronto para lidar com a doença, diz ministro
O Ministério da Saúde confirmou na quarta-feira, 27, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil. O paciente é um …
2
Coronavírus: doença pode se tornar uma epidemia no Brasil?
Desde os primeiros rumores do surto de coronavírus na cidade de Wuhan, na China, em dezembro, uma enxurrada de informações …
3
Brasil registra primeira suspeita de coronavírus
Em nota, a Secretária de Saúde do Estado de Minas Gerais confirmou a primeira suspeita de coronavírus, doença misteriosa que …
4
Doença desconhecida preocupa médicos e autoridades na China
Uma pneumonia viral e com causas desconhecidas tem despertado a atenção de médicos, especialistas e autoridades na cidade Wuhan, região …
5
Fone de ouvido: o que ele pode causar na sua audição
Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% da população entre 12 e 35 anos corre o risco …
6
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
7
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose.Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
8
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores.Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …