Esta dieta aumenta a chance de Alzheimer

Pesquisas destacam a importância de uma dieta saudável na redução do risco de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer

Os hábitos de vida, especialmente a alimentação, desempenham um papel importante no risco de desenvolver a doença de Alzheimer.

Diversos estudos mostram que uma alta ingestão de gordura saturada é um fator de risco significativo para essa condição.

Isso se deve, em grande parte, à obesidade, que está associada ao aumento do risco de diabetes tipo 2, hipertensão e problemas vasculares que afetam o cérebro.

Esta dieta aumenta a chance de Alzheimer
Créditos: iSTock/bbbrrn
Esta dieta aumenta a chance de Alzheimer

Dieta rica em gordura aumenta o risco de Alzheimer

Recentemente, um novo estudo publicado na revista Nutrients lançou luz sobre o mecanismo pelo qual uma dieta rica em gordura pode aumentar o risco de Alzheimer.

Os pesquisadores usaram ratos que desenvolvem características da doença de Alzheimer, como níveis elevados de beta-amilóide e comprometimento cognitivo, e compararam-nos com ratos do tipo selvagem, usados como controle.

Desde os 21 dias de idade, os ratos foram alimentados com uma dieta normal ou com uma dieta contendo 60% de gordura por um período de seis meses.

Durante este tempo, os pesquisadores monitoraram o consumo alimentar, o peso, e testaram a tolerância à glicose e à insulina dos roedores.

Como esperado, os ratos alimentados com a dieta rica em gordura ganharam mais peso e apresentaram pior metabolismo da glicose e insulina do que os ratos com dieta normal.

Estudo com ratos revela como dietas ricas em gordura podem influenciar o risco de Alzheimer
Créditos: iSTock/AHMET YARALI
Estudo com ratos revela como dietas ricas em gordura podem influenciar o risco de Alzheimer

Impacto da dieta rica em gordura no cérebro

Após seis meses, os cientistas extraíram o ácido ribonucleico (RNA) do soro, córtex e hipocampo dos ratos para análise.

Estudos anteriores já haviam indicado que uma dieta rica em gordura pode agravar as capacidades de aprendizagem e memória dos ratos, além de aumentar a neuroinflamação e a produção cerebral de beta-amiloide.

Os resultados mostraram que, além das alterações metabólicas, os ratos com dieta rica em gordura apresentavam várias diferenças nos microRNAs (miRNAs) em comparação com os ratos com dieta regular.

Esses miRNAs desempenham um papel ativo na progressão da neurodegeneração, um processo que pode ser exacerbado pelo desequilíbrio metabólico resultante do consumo de uma dieta rica em gordura.

Adotar uma dieta equilibrada e rica em nutrientes é fundamental para a saúde do cérebro e prevenção do Alzheimer
Créditos: iSTock/Jelena Stanojkovic
Adotar uma dieta equilibrada e rica em nutrientes é fundamental para a saúde do cérebro e prevenção do Alzheimer

Sinais de Alzheimer

  • Perda de memória que interfere nas atividades diárias.
  • Dificuldade em realizar tarefas familiares.
  • Confusão com tempo e lugar.
  • Problemas com pensamento abstrato e raciocínio.
  • Dificuldade em encontrar palavras ou comunicar-se.
  • Perda frequente de objetos.
  • Mudanças de humor e personalidade.

Estratégias para reduzir o risco de Alzheimer

  • Dieta Equilibrada: Consuma frutas, vegetais e alimentos integrais, e limite a ingestão de gorduras saturadas e açúcares refinados.
  • Atividade Física: Mantenha-se ativo com exercícios aeróbicos e de resistência regularmente.
  • Desafios Mentais: Exercite o cérebro com quebra-cabeças, leitura e aprendizado de novas habilidades.
  • Interações Sociais: Mantenha conexões sociais significativas para a saúde mental.
  • Sono de qualidade: Priorize um sono de qualidade, pois a privação do sono pode afetar negativamente a função cognitiva.