O mais famoso entre os cineastas dinamarqueses, Lars Von Trier, ganha programação especial em outubro na Cinemateca Brasileira.

Em parceria com a Embaixada da Dinamarca no Brasil e com o Danish Film Institute, o espaço traz a “Retrospectiva Lars Von Trier”, de 4 a 20 de outubro,  das 11h às 21h, com entrada a R$ 8.

A mostra inclui grande parte dos filmes dirigidos pelo cineasta, com obras raras e não exibidas pelo circuito comercial brasileiro. É, também, uma oportunidade para  o público ver ou rever, em cópias de 35mm, todos os seus filmes já lançados no Brasil.

Sobre Lars von Trier

Filho de pais comunistas e nudistas radicais, nasceu apenas Lars Trier, em 1956. Descobriu cedo sua paixão pelo cinema e aos 11 anos ganhou de presente uma câmera Super-8 e passou a adolescência fazendo filmes.

Em 1983, se formou na Escola de Cinema de Copenhague e, após trabalhar com curtas e médias-metragens e ser premiado em festivais, estreiou o longa “Elemento de um crime”.

Sua consagração veio no início da década de 1990, com a minissérie “O Reino”, o drama “Ondas do destino” e o grande destque “Os idiotas”.

Sua obra é marcada por uma reflexão profunda e provocativa a respeito da moral e do idealismo num mundo demoníaco em que o único denominador comum entre as pessoas é o sofrimento.

Você encontra a programação completa no site da Cinemateca. Abaixo, três destaques da mostra:

Dia 6, às 20h30 na Sala Cinemateca BNDES
Dia 15, às 16h na Sala Cinemateca BNDES

Dançando no Escuro (Dancer in the dark. Dinamarca/Alemanha/EUA/Inglaterra/França/Espanha/Itália/Argentina/Holanda/Suécia/Islândia/Noruega/Finlândia, 2000, 35mm, cor, 140’, direção: Lars von Trier, 16 anos).

Jovem imigrante tcheca, portadora de uma doença hereditária que a faz perder gradualmente a visão, trabalha com afinco em uma fábrica têxtil nos Estados Unidos, guardando todo seu salário para um dia pagar a cirurgia do filho de doze anos, também ameaçado pela cegueira. Seus vizinhos e colegas ajudam-na tanto quanto possível, mas, quando um deles se vê em dificuldades, resolve roubar-lhe todas suas economias. A partir daí, uma série de acontecimentos trágicos se sucedem. Para escapar à sua triste realidade, a jovem se refugia em fantasias repletas de música e dança. Vencedor da Palma de Ouro de no Festival de Cannes de 2000, o filme é uma profunda subversão das convenções do gênero musical.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=3gUAPeICynU[/youtube]

Dia 5, às 17h15, na Sala Cinemateca BNDES
Dia 8, às 14h30, na Sala Cinemateca PETROBRAS

Dogville (Dogville, Dinamarca/Suécia/Inglaterra/França/Alemanha/Holanda/Noruega/Finlândia, 2003, 35mm, cor, 178’, direção: Lars von Trier, 16 anos).

Perseguida por um bando de gângsteres, uma jovem fugitiva chega à pequena cidade de Dogville, um lugarejo nas Montanhas Rochosas. Com o apoio de um rapaz, porta-voz dos habitantes, ela é acolhida pela comunidade. Em troca de esconderijo, é forçada a realizar pequenos serviços para o grupo. No entanto, à medida que a perseguição e o risco de escondê-la aumentam, os moradores da cidade passam exigir cada vez mais recompensas e sujeita-la a inúmeras humilhações.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8rPllm4WEXw[/youtube]

Dia 4, às 19h, na Sala Cinemateca BNDES
Dia 12, às 21h, na
Sala Cinemateca BNDES

Os Idiotas (Idioterne. Dinamarca/Espanha/Suécia/França/Holanda/Itália, 1998, 35mm, cor, 117’. 18 anos)

Grupo de amigos saudáveis e de bom nível social se muda para uma propriedade nos subúrbios de Copenhagen, onde passam a se comportar propositalmente como doentes mentais, constituindo uma comunidade dedicada a exacerbar a idiotice como modo de vida. Agindo o tempo todo como se fossem portadores de debilidade mental, não apenas na relação com as outras pessoas, mas também entre si, eles julgam estar se colocando à parte dos valores nos quais se funda a sociedade capitalista contemporânea e expondo a hipocrisia e o preconceito de seus concidadãos.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=iR2S-p4g5Sg[/youtube]

Retrospectiva Lars Von Trier

04 Out
a
20 Out

  • de 4 a 20/10
    • Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 11:00 às 21:00

Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207 Vila Clementino - Sul São Paulo - SP (11) 3512-6111
R$ 8*
*R$ 4 (meia). Verifique a classificação indicativa dos filmes.