Últimas notícias:

Loading...

Seis mitos sobre passagens aéreas

Por: Márcio Diniz

Existem alguns mitos relacionados às passagens aéreas que muitas vezes fazem com que as pessoas desistam da tão sonhada viagem de férias. O site Voopter, comparador de preços de passagens, procurou entender e esclarecer as principais dúvidas que geralmente impede as pessoas de viajarem com frequência.

Foto: MoiseevVladislav/iStockphoto

1 – Só pode comprar passagem aérea quem tem cartão de crédito?

Já faz um tempo que as companhias aéreas perceberam que precisavam oferecer outras opções de pagamento, como transferência bancária, boleto, débito em conta e até pagamento em casas lotéricas da Caixa, porém, o ponto fraco continua sendo o parcelamento, que, normalmente, é oferecido apenas para quem paga no cartão de crédito ou no débito automático.

Mas já é um começo, né? Principalmente para quem deseja comprar passagens nacionais, que costumam ter um valor mais acessível. Algumas cias aéreas que oferecem diversas opções de pagamento são: TAM, Gol, Azul, KLM e  Copa Airlines.

2 – Quanto antes omprar a passagem, mais barato fica?

Mentira. Acompanhando esse mercado, percebe-se que é justamente o contrário. Calma, isso não quer dizer que você terá que comprar em cima da hora, mas sim, com poucos meses ou semanas de antecedência. Mas, e se pintar uma promoção? Compre! Independente disso.

3 – Como saber se uma promoção é boa?
Primeiro: cabe no seu bolso e atende as suas expectativas (é rápido, com uma boa companhia aérea, saindo em um horário bacana?). Se sim, é uma boa promoção. Mas se você quer saber os parâmetros gerais de preço promocional, sem taxas, são: EUA e Europa por menos de R$ 1.800; América do Sul por menos de R$ 500 (Buenos Aires, Montevidéu) e R$ 800 demais destinos; Caribe por menos de R$ 1.200; Ásia e Oceania por menos de R$ 2.500.

4 – A passagem sai mais em conta se você comprar um pacote de viagem”

Não é uma regra e faz sentido apenas em voos fretados, quando operadoras de viagem fecham um voo para levar seus clientes a um determinado destino, como Bariloche em julho, por exemplo. Um bom agente de viagens pode auxiliá-lo a viajar de forma econômica, claro, mas isso não acontece sempre e, para evitar cair em uma roubada, é bom comparar os valores oferecidos pela agência com aqueles que você consegue encontrar sozinho na internet.

5 – As passagens aéreas são mais baratas de madrugada?

Voar de madrugada pode ser mais barato em trechos nacionais, já que a ocupação do avião tende a ser menor, assim como das 10h às 16h, comprar passagens durante a madrugada ou a tarde não faz diferença. Na verdade, não existe nada de especial depois da meia noite, exceto que o número de pessoas acessando as páginas das companhias aéreas tende a ser menor.

6 – Só rico viaja de avião?

Nãoooooo! Esse mito limita o sonho de muitas pessoas, que poderiam estar voando sem comprometer o orçamento e viajando com muito mais conforto! Se você pensa assim, repita: “eu posso e vou viajar de avião. Mais do que isso, eu mereço”, pronto. Use a tecnologia para te dar uma mãozinha. Comparando os preços através de ferramentas desenvolvidas especialmente para isso,você vai descobrir que existem várias passagens de ida e volta, sem taxas, por menos de R$ 200.

Alertamos sempre sobre a importância de pesquisar os preços disponíveis no mercado antes de comprar. Para viagens, você pode utilizar comparadores de preços como Submarino Viagens, Skyscanner, Decolar.com, ViajaNet e Voopter ou verificar diretamente nas principais companhia aéreas.

Ainda recomendamos sites de defesa do consumidor como o Reclame Aqui, IDECProcon para que você sempre esteja bem informado sobre seus direitos.

Compartilhe:

?>