Últimas notícias:
Loading...

Barreiro (SP) é paraíso para praticantes de hiking e trekking

Cidade na divisa com o estado do Rio de Janeiro é a porta de entrada do Parque Nacional da Serra da Bocaina

Localizada entre as divisas dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, a cidade de São José do Barreiro é um paraíso para praticantes do hiking e do trekking.

Porta de entrada do Parque Nacional da Serra da Bocaina, o pequeno município paulista oferece experiências adaptadas ao perfil de cada tipo de trilheiro para uma imersão na Mata Atlântica.

São José do Barreiro (SP) é paraíso para praticantes de hiking e trekking
Créditos: Divulgação/SMT
São José do Barreiro (SP) é paraíso para praticantes de hiking e trekking

Para chegar à entrada do parque nacional , o visitante leva cerca de 40 minutos de carro a partir do centro de São José do Barreiro pela rodovia Francisco Mendes Ribeiro (SP-221), percurso de estrada de chão devido à preservação ecológica.

Tempo disponível para a caminhada, condições físicas e o espírito aventureiro são os três fatores que irão determinar qual será a rota ideal. Seja o hiking, uma trilha leve de poucas horas, ou o trekking, uma verdadeira vivência em meio à natureza, com pernoite, é fundamental que os grupos sejam conduzidos por guias especializados locais.

“Uma caminhada até a cachoeira mais próxima já é a garantia de contato extremo com a natureza, que já começa logo pelo caminho. Além disso, os guias locais são conhecedores de cada caminho e estão capacitados para oferecerem uma vivência muito mais aprofundada”, afirma Lucas Bocaina, administrador da Bocaina Experience, uma das agências que organiza visitas guiadas e que prometem experiências sensoriais no contato com a natureza.

São José dos Barreiros tem cenários de tirar o fôlego

Para quem quer uma caminha mais leve e de poucos minutos, o ideal é fazer a rota até a cachoeira Santo Isidro. No caminho, o turista se depara com uma rica fauna e flora, além de corredeiras para fazer pausas e refrescar. A chegada é recompensadora: imagine mergulhar em uma grande piscina natural, contornada por paredões verdes e, ao centro, vislumbrar uma cachoeira que tem uma queda de 80 metros de altura.

Um das inúmeras cachoeiras de São José do Barreiro (SP)
Créditos: Divulgação/SMT
Um das inúmeras cachoeiras de São José do Barreiro (SP)

Ao extremo da prática, o trekking atrai adeptos à Serra da Bocaina que fazem a Trilha do Ouro, três dias de caminhada por uma rota de 40 km que liga São José do Barreiro a Angra dos Reis em um caminho aberto mata adentro pelos índios. Na rota, o trilheiro encontra mais quedas d’águas, como a cachoeira do Veado, que tem uma queda de mais de 200 metros, fazendas, vales e o famoso rio Mambucaba.
Trilhas para diversos perfis

Nas agências de turismo de São José do Barreiro, o turista que escolhe a experiência do pacote para a guiada vai receber instruções de segurança, o que levar, informações sobre roupas e calçados adequados para a prática e a infraestrutura para pernoitar na natureza, no caso do trekking.

“O turismo em Barreiro, entre outras vertentes, como o histórico e o pedagógico, traz experiências únicas ao visitante que está à procura de contato direto com a natureza. Por isso sempre recebemos diferentes tipos de públicos, desde as pessoas que nunca fizeram uma trilha até os mais experientes e esta demanda também aquece a rede hoteleira, a economia de serviços e outros atrativos”, explica Ana Paula Almeida, secretária de Turismo de São José do Barreiro.