Park City, nos EUA, está com novidades para temporada de neve

Informar

Confira destinos mais baratos que os novos iPhones

Com os preços dos novos modelos lançados pela Apple dá para viajar e ainda comprar um celular

Por: Redação | Comunicar erro

Viajar ou ter um celular de última geração, eis a questão! A Apple lançou nesta quarta-feira, 12, três novos iPhones: o XR, o XS e o XS Max, que começarão a ser comercializados nos Estados Unidos a partir da próxima semana.

Os novos modelos irão custar a partir US$ 749 (R$ 3.108) para o iPhone XR, US$ 999 para o iPhone XS (R$ 4.145) e US$ 1.099 (R$ 4.560) pela edição Max.

Segundo a empresa, os telefones desembarcam no Brasil até o fim do ano, e os preços de venda por aqui ainda não foram divulgados.

Levando em consideração as versões anteriores, comercializadas por aqui, estima-se que os valores sejam ainda mais altos. Sites especializados já falam em quantias entre R$ 5.520 para o modelo mais simples, até R$ 10.150 para o mais completo.

Se você é desses que já está ansioso aguardando o lançamento dos três aparelhos por aqui e pensando em quebrar o cofrinho para garantir o seu novo iPhone, vale colocar na balança o que poderia fazer com o mesmo valor.

Praga, República Tcheca
Crédito: ourtyardpix/iStockPraga, na República Tcheca é um dos destinos que custa mais barato que os novos modelos de iPhones

O Voopter, comparador de preço de passagens aéreas, listou alguns destinos que custam menos do que um iPhone. E o melhor, ainda é possível aliar as duas coisas.

Viajando para algumas cidades americanas, você consegue aproveitar os atrativos turísticos de cada destino e ainda trazer um iPhone com você. Esse é o caso de Miami, primeira opção da lista.

1 – Miami (EUA)

Miami Beach
Crédito: Sean Pavone/iStockPassagens aéreas para Miami custam em média R$ 1.828

A conta é simples. Se os preços estimados para a vendas dos novos iPhones no Brasil se confirmarem, então vale mais a pena viajar até os Estados Unidos, curtir um pouco todas as atrações que Miami tem a oferecer e ainda voltar com o novo aparelho da Apple na mala.

Serão em média R$ 1.828 de passagens aéreas e, em alguns casos, até menos (partindo de Fortaleza os valores começam em R$ 1.417), mais os R$ 3.108 do iPhone XR no câmbio de hoje. Isso totalizaria R$ 4.936, menos que os possíveis R$ 5.520 que podem ser cobrados por aqui.

2 – Joanesburgo (África do Sul)

Joanesburgo, África do Sul
Crédito: THEGIFT777/iStockAs passagens aéreas para Joanesburgo custam em média R$ 2.300

Atravessar o Atlântico e pousar no continente africano! Sim, essa é uma opção de viagem que dá para fazer se você substituir o investimento no novo celular da Apple por um roteiro incrível na África do Sul, com direito a safáris e praias maravilhosas.

Em Johanesburgo, a simpatia dos moradores encanta os turistas. As atrações são muitas, incluindo o Museu do Apartheid. Impossível não se emocionar ao ver os vídeos e toda a história contada através de fotos e textos, além de objetos da época. Vale também uma visita ao Lion Park para ver de perto esses incríveis animais.

Na Cidade do Cabo o tour romântico inclui jantares no Victoria & Albert Waterfront; vinhos nas vinícolas da região; ou passeios de helicóptero pelo litoral da cidade. E não deixe de explorar o Parque Natural do Cabo da Boa Esperança, o pôr do sol de lá é simplesmente fantástico.

3 – Pequim (China)

TommL
Crédito: TommL/iStockEntrada para a Cidade Proibida, em Pequim; passagens para a capital chinesa custam em média R$ 3.800

E que tal conhecer a China? Você pode programar um roteiro pela capital do país e desbravar tudo que o destino tem a oferecer aos turistas. Começando, é claro, pela Cidade Proibida.

Este foi o palácio imperial da China desde meados da Dinastia Ming até ao fim da Dinastia Qing. Fica localizada no centro da antiga cidade de Pequim e hoje abriga um complexo de palácios e museus imenso com tours, exposições de arte e restaurantes.

Vale até reservar mais de um dia para o passeio completo. Ali perto fica outro ponto que merece atenção, a Praça da Paz Celestial.

Gosta de esportes? Então aproveite para ver de perto o Estádio Ninho de Pássaros, construído para as Olimpíadas de 2008. Essas são apenas algumas atrações, sem contar a exótica gastronomia e os centros de compras!

4 – Auckland (Nova Zelândia)

Auckland
Crédito: DivulgaçãoVista da Sky Tower em Auckland, Nova Zelândia; bilhetes custam em média R$ 4.100

Já pensou em conhecer a Nova Zelândia? Auckland é a maior cidade do país. Destino ideal para quem curte um mix de compras, restaurantes e belezas naturais.

Imagine um ambiente urbano onde as pessoas vivem a meia hora de distância de belas praias, trilhas para caminhada e uma dúzia de ilhas encantadoras. Some a isso um clima ensolarado, embalado pela cultura oriunda da polinésia, a paixão pela gastronomia, vinhos e compras de alto requinte.

Coloque no seu roteiro: Wynyard Quarter, Viaduct Harbour e o Britomart. Após ter conhecido a cidade, dirija-se a uma das quatro zonas distintas de vinho em Auckland, onde é possível degustar os vinhos locais tendo como o pano de fundo as colinas e o mar.

5 – Praga (República Tcheca)

Praga, República Tcheca
Crédito: narvikk/iStockVista panorâmica do rio Vltava e da ponte Charles, em Praga; passagens para a capital tcheca custam em média R$ 2.928

A República Tcheca é uma excelente opção de viagem para quem gosta de cultura, história e muita, muita cerveja.

Esses três “ingredientes” estão presentes a todo momento, formando uma receita perfeita para quem busca uma viagem inesquecível. E, o melhor, comparada com outros destinos da Europa, por lá os preços são bem menos salgados.

Para começar, a moeda não é o euro, e sim a coroa tcheca (CZK), com câmbio favorável para nós, ou seja, R$ 1 equivale a CZK 5,3. Calma, isso não quer dizer que tudo custa uma pechincha, mas os preços são equivalentes ao que pagamos por aqui.

Praga é dividida em quatro: Cidade do Castelo, Cidade Pequena, Cidade Velha e Cidade Nova, em cada área há muito a ser descoberto! Entre as atrações imperdíveis estão o Castelo de Praga, o Relógio Astronômico, a Ponte Carlos, o bairro Judeu e a Igreja de Nossa Senhora da Vitória, dedicada ao Menino Jesus de Praga.

6 – Dubai (Emirados Árabes Unidos)

Dubai Marina
Crédito: Yongyuan Dai/iStockVista dos arranhas-céus de Dubai; passagens aéreas para o destino custam em média R$ 4.000

Passagens aéreas custam em média R$ 4.000

Dubai não é a capital dos Emirados Árabes (e sim Abu Dhabi), mas é a cidade da região mais conhecida internacionalmente.

O destino nunca para e, a cada ano, surgem novas atrações, todas gigantescas e a maioria com o título de “maior do mundo”!

Ali, as coisas mudam rapidamente, alavancadas pela riqueza gerada pelo petróleo. Carros velozes, grifes de luxo e muito, muito ouro estão por toda parte! E a cidade que atrai pelo glamour e ostentação, ainda mantem tradições como as cinco orações diárias voltadas para Meca, como determina a religião muçulmana.

Entre as atrações imperdíveis estão o passeio de 4×4 no deserto (com direito a jantar com apresentação de danças típicas e ainda uma volta em cima do camelo), os shoppings Dubai Mall e Mall of the Emirates, o Burj Khalifa, o Burj al Arab e os souks.

*Valores citados se referem aos voos mais baratos encontrados no Voopter partindo de SP
** Os preços são todos relacionados a passagens aéreas (hospedagem e alimentação não entram neste cálculo)

Zanzibar, o exótico paraíso africano em pleno oceano Índico

Compartilhe: