Informar

Confira destinos mais baratos que os novos iPhones

Com os preços dos novos modelos lançados pela Apple dá para viajar e ainda comprar um celular

Por: Redação | Comunicar erro

Viajar ou ter um celular de última geração, eis a questão! A Apple lançou nesta quarta-feira, 12, três novos iPhones: o XR, o XS e o XS Max, que começarão a ser comercializados nos Estados Unidos a partir da próxima semana.

Os novos modelos irão custar a partir US$ 749 (R$ 3.108) para o iPhone XR, US$ 999 para o iPhone XS (R$ 4.145) e US$ 1.099 (R$ 4.560) pela edição Max.

Segundo a empresa, os telefones desembarcam no Brasil até o fim do ano, e os preços de venda por aqui ainda não foram divulgados.

Levando em consideração as versões anteriores, comercializadas por aqui, estima-se que os valores sejam ainda mais altos. Sites especializados já falam em quantias entre R$ 5.520 para o modelo mais simples, até R$ 10.150 para o mais completo.

Se você é desses que já está ansioso aguardando o lançamento dos três aparelhos por aqui e pensando em quebrar o cofrinho para garantir o seu novo iPhone, vale colocar na balança o que poderia fazer com o mesmo valor.

Praga, República Tcheca
Crédito: ourtyardpix/iStockPraga, na República Tcheca é um dos destinos que custa mais barato que os novos modelos de iPhones

O Voopter, comparador de preço de passagens aéreas, listou alguns destinos que custam menos do que um iPhone. E o melhor, ainda é possível aliar as duas coisas.

Viajando para algumas cidades americanas, você consegue aproveitar os atrativos turísticos de cada destino e ainda trazer um iPhone com você. Esse é o caso de Miami, primeira opção da lista.

1 – Miami (EUA)

Miami Beach
Crédito: Sean Pavone/iStockPassagens aéreas para Miami custam em média R$ 1.828

A conta é simples. Se os preços estimados para a vendas dos novos iPhones no Brasil se confirmarem, então vale mais a pena viajar até os Estados Unidos, curtir um pouco todas as atrações que Miami tem a oferecer e ainda voltar com o novo aparelho da Apple na mala.

Serão em média R$ 1.828 de passagens aéreas e, em alguns casos, até menos (partindo de Fortaleza os valores começam em R$ 1.417), mais os R$ 3.108 do iPhone XR no câmbio de hoje. Isso totalizaria R$ 4.936, menos que os possíveis R$ 5.520 que podem ser cobrados por aqui.

2 – Joanesburgo (África do Sul)

Joanesburgo, África do Sul
Crédito: THEGIFT777/iStockAs passagens aéreas para Joanesburgo custam em média R$ 2.300

Atravessar o Atlântico e pousar no continente africano! Sim, essa é uma opção de viagem que dá para fazer se você substituir o investimento no novo celular da Apple por um roteiro incrível na África do Sul, com direito a safáris e praias maravilhosas.

Em Johanesburgo, a simpatia dos moradores encanta os turistas. As atrações são muitas, incluindo o Museu do Apartheid. Impossível não se emocionar ao ver os vídeos e toda a história contada através de fotos e textos, além de objetos da época. Vale também uma visita ao Lion Park para ver de perto esses incríveis animais.

Na Cidade do Cabo o tour romântico inclui jantares no Victoria & Albert Waterfront; vinhos nas vinícolas da região; ou passeios de helicóptero pelo litoral da cidade. E não deixe de explorar o Parque Natural do Cabo da Boa Esperança, o pôr do sol de lá é simplesmente fantástico.

3 – Pequim (China)

TommL
Crédito: TommL/iStockEntrada para a Cidade Proibida, em Pequim; passagens para a capital chinesa custam em média R$ 3.800

E que tal conhecer a China? Você pode programar um roteiro pela capital do país e desbravar tudo que o destino tem a oferecer aos turistas. Começando, é claro, pela Cidade Proibida.

Este foi o palácio imperial da China desde meados da Dinastia Ming até ao fim da Dinastia Qing. Fica localizada no centro da antiga cidade de Pequim e hoje abriga um complexo de palácios e museus imenso com tours, exposições de arte e restaurantes.

Vale até reservar mais de um dia para o passeio completo. Ali perto fica outro ponto que merece atenção, a Praça da Paz Celestial.

Gosta de esportes? Então aproveite para ver de perto o Estádio Ninho de Pássaros, construído para as Olimpíadas de 2008. Essas são apenas algumas atrações, sem contar a exótica gastronomia e os centros de compras!

4 – Auckland (Nova Zelândia)

Auckland
Crédito: DivulgaçãoVista da Sky Tower em Auckland, Nova Zelândia; bilhetes custam em média R$ 4.100

Já pensou em conhecer a Nova Zelândia? Auckland é a maior cidade do país. Destino ideal para quem curte um mix de compras, restaurantes e belezas naturais.

Imagine um ambiente urbano onde as pessoas vivem a meia hora de distância de belas praias, trilhas para caminhada e uma dúzia de ilhas encantadoras. Some a isso um clima ensolarado, embalado pela cultura oriunda da polinésia, a paixão pela gastronomia, vinhos e compras de alto requinte.

Coloque no seu roteiro: Wynyard Quarter, Viaduct Harbour e o Britomart. Após ter conhecido a cidade, dirija-se a uma das quatro zonas distintas de vinho em Auckland, onde é possível degustar os vinhos locais tendo como o pano de fundo as colinas e o mar.

5 – Praga (República Tcheca)

Praga, República Tcheca
Crédito: narvikk/iStockVista panorâmica do rio Vltava e da ponte Charles, em Praga; passagens para a capital tcheca custam em média R$ 2.928

A República Tcheca é uma excelente opção de viagem para quem gosta de cultura, história e muita, muita cerveja.

Esses três “ingredientes” estão presentes a todo momento, formando uma receita perfeita para quem busca uma viagem inesquecível. E, o melhor, comparada com outros destinos da Europa, por lá os preços são bem menos salgados.

Para começar, a moeda não é o euro, e sim a coroa tcheca (CZK), com câmbio favorável para nós, ou seja, R$ 1 equivale a CZK 5,3. Calma, isso não quer dizer que tudo custa uma pechincha, mas os preços são equivalentes ao que pagamos por aqui.

Praga é dividida em quatro: Cidade do Castelo, Cidade Pequena, Cidade Velha e Cidade Nova, em cada área há muito a ser descoberto! Entre as atrações imperdíveis estão o Castelo de Praga, o Relógio Astronômico, a Ponte Carlos, o bairro Judeu e a Igreja de Nossa Senhora da Vitória, dedicada ao Menino Jesus de Praga.

6 – Dubai (Emirados Árabes Unidos)

Dubai Marina
Crédito: Yongyuan Dai/iStockVista dos arranhas-céus de Dubai; passagens aéreas para o destino custam em média R$ 4.000

Passagens aéreas custam em média R$ 4.000

Dubai não é a capital dos Emirados Árabes (e sim Abu Dhabi), mas é a cidade da região mais conhecida internacionalmente.

O destino nunca para e, a cada ano, surgem novas atrações, todas gigantescas e a maioria com o título de “maior do mundo”!

Ali, as coisas mudam rapidamente, alavancadas pela riqueza gerada pelo petróleo. Carros velozes, grifes de luxo e muito, muito ouro estão por toda parte! E a cidade que atrai pelo glamour e ostentação, ainda mantem tradições como as cinco orações diárias voltadas para Meca, como determina a religião muçulmana.

Entre as atrações imperdíveis estão o passeio de 4×4 no deserto (com direito a jantar com apresentação de danças típicas e ainda uma volta em cima do camelo), os shoppings Dubai Mall e Mall of the Emirates, o Burj Khalifa, o Burj al Arab e os souks.

*Valores citados se referem aos voos mais baratos encontrados no Voopter partindo de SP
** Os preços são todos relacionados a passagens aéreas (hospedagem e alimentação não entram neste cálculo)

Zanzibar, o exótico paraíso africano em pleno oceano Índico

Compartilhe: