CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Cresce denúncias de xenofobia contra brasileiros em Portugal

Também cresceu o número de brasileiros barrados no país. Foram 2.758 em 2018

Por: Redação

Dispararam as denúncias de xenofobia contra brasileiros que moram em Portugal no ano passado. Dados do CICDR (Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial) revela um aumento de 150% no número de queixas.

Em 2017, apenas 18 brasileiros fizeram queixas ao órgão português de prevenção e combate às práticas discriminatórias. Em 2018 esse número disparou para 45. As informações são do “O Globo”.

brasileiros em Portugal
Crédito: ReproduçãoEm abril, estudantes portugueses colocaram caixa com pedras e paus para atirar nos “zucas” (brasileiros) na faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Os dados são do Relatório Anual sobre Situação da Igualdade e Não Discriminação Racial e Étnica. Os brasileiros ocupam a terceira posição no ranking das queixas recebidas, com 13%, atrás dos denunciantes negros que se consideram discriminados pela cor da pele (17%, que podem incluir brasileiros) e ciganos, com 21%.

Os brasileiros formam a maior comunidade estrangeira no país, com mais de 85 mil residentes oficiais, podendo ultrapassar os 100 mil este ano, segundo estimativas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

8 PAÍSES PARA VIAJAR APENAS COM O SEU RG

No final de abril, um grupo de estudantes brasileiros denunciaram um caso de xenofobia na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Estudantes portugueses colocaram um cartaz oferecendo pedras grátis para atirar em alunos brasileiros. “Grátis se for para atirar a um zuca (que passou à frente no mestrado)”, dizia o cartaz sobre uma caixa com pedras.

Zuca é uma gíria para se referir a brasileiros. Os dados oficiais da UL apontam que, dos 5.488 alunos da Faculdade de Direito, 1.227 são brasileiros.

Brasileiros barrados

O número de estrangeiros barrados em Portugal cresceu 74% no ano passado. De acordo com o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), 3.758 estrangeiros foram impedidos de entrar no país — 2.758 eram brasileiros.

Controle de passaporte
Crédito: Asiandelight/iStockO número de estrangeiros barrados em Portugal cresceu 74% no ano passado

O número é mais do que o dobro do registrado em 2017, quando 1.336 brasileiros foram mandados de volta ao Brasil.

Os casos mais comuns de proibição à entrada são de suspeita de que o motivo da viagem não é de fato aquele que é expresso –por exemplo, pessoas que têm visto de estudante, mas buscam trabalho– ou a falta de um motivo para estar em Portugal.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.