Descubra 8 passeios para um roteiro completo em Toronto

Visite cenários de Hollywood, mercadão e cartões-postais para a viagem inesquecível

Por: ladobviagem

Toronto, no Canadá, foi eleita uma das cidades imperdíveis em 2019. A revista “National Geographic” incluiu a metrópole na seleta lista de uma das melhores para visitar neste ano.

O destino multicultural tem tanta coisa para fazer que fica até difícil fazer uma listinha de passeios.

Mas abaixo estão alguns lugares realmente incríveis, que farão sua viagem mais especial.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemDistillery District, antiga destilaria, é um complexo cheio  de restaurantes e lojas lindas em Toronto

A diversidade de culturas se deve pela colonização de estrangeiros, muito bem-vindos, que ajudaram e ainda ajudam a construir uma misturinha boa e lugares especiais, como os bairros Chinatown, Little Italy, Little Portugal, entre outros.

Se você tem mais de 4 dias e pode programar a data, acrescento o festival incrível de arte contemporânea gratuita que rola no final de setembro, a Nuit Blanche Toronto. Festa da arte na madrugada, nas ruas.

No seu caminho pela cidade, também vai topar com muita  street art. Para quem ama, há um passeio especial para encontrar as obras pelas ruas.

Para o brasileiro é ainda mais fácil a viagem, pois o visto* foi simplificado, e o voo é direto.

Voos saem de São Paulo direto a Toronto só pela Air Canada, com várias promoções durante o ano.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemCN Tower, um dos cartões-postais de Toronto, tem uma das vistas mais legais da cidade

1 – Castelo do X-Men

Casa Loma é um castelo urbano em estilo gótico, em Toronto, que já foi a escola do professor Xavier na saga X-Men.

Suas salas com pé direito gigante, paredes de pedra e passagens secretas de verdade impressionam. Todos os anos mais de 350 mil pessoas passam por lá.

O castelo foi construído no começo do século 20 pelo canadense milionário Henry Pellatt, um sonhador, para ser sua mansão. Mas, endividado, perdeu sua propriedade para o governo.

Cocktail (1988 com Tom Cruise), Chicago (2002, com Catherine Zeta Jones) e Halloween, em novo filme de 2018, 40 anos após o primeiro ser lançado, também têm cenas no castelo.

Na minha visita, o guia mostrava em um ipad cenas de ação do Wolverine dentro do castelo que havia sido invadido. E nós corríamos atrás dele que, enlouquecido, revivia a aventura do herói.

Veja outras fotos, detalhes do lugar e saiba mais sobre a visita.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemJardim do castelo urbano Casa Loma, em Toronto, que tem vista para a CN Tower

Casa Loma – 30 dólares canadenses ( cerca de R$85)

2 – Tour fashion e brechós descolados

Eleito um dos bairros mais descolados do mundo, é na  Queen St. West, em Toronto, que rola o tour fashion da cidade.

Suzanne Colmer, uma style coach canadense chamada Your Shop Girl, sabe tudo sobre as ruelas  do bairro e estilistas. Quem ama moda vai se realizar no tour.

Durante a caminhada, ela indica os nomes locais mais famosos, leva às lojas que bombam e te dá dicas para se vestir conforme seu biotipo.

Entre as grifes locais indicadas por Suzanne está a Smythe, com as jaquetas e casacos canadenses mais cobiçadas. Famosos amam a marca, que já foi vista até em Kate Middleton.

Outras lojinhas legais estão na região, como uma só para coquetéis e outra que produz o batom personalizado, de acordo com o seu tom de pele.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B VIagemSuzanne faz tour fashion em Toronto para ajudar quem ama moda a encontrar os lugares mais legais

Essa região, Queen St. West, no entorno do Trinity Bellwood Park, foi eleito pela revista Vogue como o segundo bairro mais descolado do mundo. Fiz um roteiro lá também.

Já se você curte a vibe brechós, vá a Kensington. Fica longe do lugar onde fizemos o tour fashion da Queen West.

Chinatown está do ladinho de Kensington e as duas regiões podem ser visitados na mesma ocasião.

Inúmeras lojinhas coloridas e  cheias de peças retrôs vendem de tudo o que você imaginar, de bijuterias, a cintos, chaves antigas e até máscaras de luta livre.

É um mundo fashion por preços baixos, como casacos de inverno de marcas famosas por volta de 50 dólares canadenses.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemPasseio delicioso pelos brechós descolados de Kensington, em Toronto

Dentro da galeria Kensington Mall, procure pelo bar secreto Cold Tea. É escondido mesmo, você passa por uma porta corta fogo no meio dos corredores.

Trata-se de um bar megadescolado, com área externa e que serve o melhor drink de lichia com sakê que você vai tomar na sua vida.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemDentro do Kensington Mall, procure pelo bar secreto Cold Tea e seu drink de lichia

3 – CN Tower

Um cartão-postal. Sabe a foto de viagem maravilhosa no topo da cidade com o skyline aos seus pés? É aqui na CN Tower, no topo de Toronto.

Um dos prédios mais altos do mundo, com 553 metros, permite você subir e fazer a foto do babado nas paredes de vidro.

Para os corajosos, há também o temido chão de vidro, vedete para selfies com pessoas deitadas nele.

Os extremamente destemidos se arriscam no Edge Walk, do lado de fora, no topo da CN Tower.

Com treinamento, roupas especiais e preso a cabos de aço, o passeio permite uma volta em torno da torre.

A aventura é paga à parte, depende do clima e época do ano e custa $ 225 (aproximadamente R$ 650). Ainda não fiz essa aventura, o que é um dos pretextos para voltar.

Crédito: DivulgaçãoEdge Walk leva visitantes a caminhar no topo da CN Tower pendurados por cabos de aço

CN Tower – a partir de $ 38 (cerca de R$ 105)

4 – Distillery District

Toda vez que eu for à Toronto, quero visitar o Distillery District. O complexo gigante construído no século 19 já foi a maior destilaria no império britânico, de uísque e aguardente.

Todo em tijolos seguindo arquitetura industrial vitoriana, o Distillery é um lugar para curtir bares, galerias de arte, lojinhas fofas, cervejarias e restaurantes lindos, como o Cluny Bistro, ideal para um brunch.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemO charmoso restaurante Cluny Bistrô fica dentro da Distillery District, em Toronto

Distillery é mais do que um complexo de lojas e restaurante, é um pouco da alma moderna de Toronto.

Também frequentemente serve de cenário para Hollywood. Assim como no castelo Casa Loma, cenas de X-Men também foram feitas aqui.

Uma das estrelas do lugar é a cervejaria centenária Mill Street Brewery, onde há degustação de cervejas, inclusive, da primeira orgânica do Canadá.

Passear no Distillery District é de graça. Quem quiser também pode contratar um tour com degustações, lá dentro mesmo, com a GoTours. Custa a partir de $ 44 (cerca de R$ 125).

View this post on Instagram

❤️ na onda de espalhar amor ❤️ . Aqui, fotos do Distillery, @distilleryto lugar imperdível durante a sua viagem a Toronto, no Canadá @seetorontonow ??‍♀️? #beautifulmuseums @catracalivreviagem . Lojinhas, cervejarias, restaurantes charmosos se reuniram nesse antigo complexo que foi a maior destilaria do mundo no século 19 ? . #MinhaViagemLivre #seetorontonow @seetorontonow #meucliquenafolha #MeuCliqueEstadao #BBCtravel #LoveTheWorld #lovedesign #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters #luxwt #luxuryworldtraveler #cooltravelers #wonderfulplaces #travelawesome #architecture #design #architecture_hunter #architectures_need

A post shared by Andrea Miramontes ??| Travel (@ladobviagem) on

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemDistillery District reúne restaurantes, lojas, bares e cervejarias em Toronto

5 – Letreiro, Financial District e mercadão

Aproveite os três lugares em um mesmo passeio de uma tarde. Trata-se de uma caminhada, que, se você fizesse sem paradas, duraria apenas 30 minutos.

Mas vamos aos pontos de visita a prédios ímpares, para chegar ao mercadão morrendo de fome.

Crédito: Reprodução/ Google MapsCaminhada começa pelo letreiro, passa pelo centro financeiro com prédios lindos e finalmente chega ao St Lawrence Market

O famoso letreiro luminoso e colorido de Toronto fica na Nathan Phillips Square, em frente à prefeitura da cidade. É o ponto de partida da sua caminhada e a primeira foto deste passeio.

O lugar é muito legal de dia e de noite, escolha quando quer fazer sua foto. Costuma ficar cheio de gente, especialmente quando há protestos na cidade. Capriche no ângulo.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemLetreiro luminoso de Toronto fica na Nathan Phillips Square, em frente à prefeitura da cidade

De lá, siga para o centro financeiro da cidade, que lembra muito Nova York, com arranha-céus gigantes e prédios de arquitetura marcante.

Alguns deles merecem uma atenção especial durante seu passeio, como o prédio feito de ouro, literalmente. Os dois estão no mapinha que coloquei acima.

Construído com película de ouro na década de 70, o Royal Bank Plaza é formado por duas torres brilhantes, sendo uma delas com 180 metros. Lindíssimo.

Ainda no Financial District, entre no edifício Brookfield Place, que abriga a Allen Lambert Galleria, um dos espaços internos mais maravilhosos de Toronto.

O projeto é do arquiteto espanhol Santiago Calatrava,  responsável pela maravilha brasileira inaugurada no Rio, o Museu do Amanhã.

Com sorte, você vai topar com exposições fotográficas gratuitas. A galeria está entre os lugares imperdíveis de Toronto para quem ama arte e arquitetura.

Ao andar dento do edifício você vai topar também com a fachada original de 1848 do Banco Comercial Midland, preservado dentro da galeria.

Seu almocinho está a algumas ruas dali, há 10 minutos de caminhada você chega ao St. Lawrence, o mercadão de Toronto.

Construído em 1850, o mercadão tem degustações gratuitas de mostarda, queijos e vinhos canadenses, como o delicioso ice wine.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemIce wine é uma das delícias canadenses que você pode provar no St Lawrence Market em Toronto

Vinho licoroso, para sobremesa, feito com uvas congeladas, o ice wine só é produzido no Canadá.

Trata-se de uma iguaria que você tem que provar e que não é baratinha. Uma garrafa não sai menos de  $ 30 (aproximadamente R$ 90)

St. Lawrence é uma delícia de passeio gratuito, que já foi eleito Top Food Market do mundo pela National Geographic, em 2012.

6 – Toronto Islands

Em uma navegação pelo lago Ontário, a 10 minutinhos de ferry do continente, está Toronto Islands, um arquipélago de 14 ilhotas.

Carros não circulam na ilha, onde também não pode fumar. É lá que você vai ver no horizonte o skyline completo de Toronto.

Pode levar algumas guloseimas para um piquenique à beira do lago. Mas se quiser almoçar mesmo, há pelo menos dois cafés gostosos.

Turistas e canadenses se divertem com piqueniques, passeios de bike, parquinhos para as crianças e até shows de rock.

Verdadeiros festivais acontecem na Toronto Islands, que conta também com um aeroporto.

Uma das ilhas abriga uma praia nudismo. Já pensou ir ao Canadá e, em vez de ver neve, topar com nudes? Já entrevistei um peladão da ilha, em 2016:

7 – ‘Times Square’ de Toronto

Telões gigantes, artistas de rua e shows acontecem na Dunda’s Square, a ‘Times Square’ de Toronto. Inclusive também fica lotada como a de Nova York.

A visita é o momento das compras. Lojas locais e de grifes internacionais se encontram lá, em especial dentro o Eaton Centre, o maior shopping de Toronto.

Reserve um tempinho para compras. Meninas, não deixem de visitar nesse shopping a loja La Senza, a rival canadense da Victoria’s Secret. Até melhor que ela nos preços.

Crédito: Facebook/ Dundas Square TorontoDundas Square é a Times Square de Toronto, com luminosos e lotada de gente

Na visita à Dunda’s Square, aproveite para conhecer o Path, mais de 30 km de extensão de passagens subterrâneas da cidade.

Path é formado por passagens que interligam Toronto, por prédios, transporte e shoppings. Foi criado para a circulação  durante o inverno, que pode ultrapassar -20ºC.

8 – Museus

Cultura está na veia da cidade, então a visita a ao menos um dos museus maravilhosos que estão em Toronto tem que fazer parte do seu roteiro.

Sempre há novos museus e são inúmeros. Se tem pouco tempo, terá que selecionar.

Crédito: DivulgaçãoFachada do ROM Toronto, cuja arquitetura foi inspirada em cristais

Como amante de arte e arquitetura,  indico alguns lugares imperdíveis como a Art Gallery of Ontário (AGO) e o Royal Ontário Museum (ROM).

Neste post, você pode ver com detalhes esses e sugestão de outros muito legais.

O AGO, abaixo, de arquitetura impressionante em madeira, é uma uma das obras-primas do arquiteto canadense Frank Gehry, o mesmo do Guggenheim de Bilbao, na Espanha.

View this post on Instagram

✔️ na listinha “must see”que nunca termina! Delicioso ? passear pelo @agotoronto feito pelo arquiteto canadense Frank Gehry @frankgehry ??, o mesmo do Guggenheim, em Bilbao, na Espanha . Passe para ver mais fotos. Acompanhe também no stories de Toronto, salvo aí ??????? @chrisfenyo ?? . O museu de arte contemporânea é um dos maiores da América do Norte e fica em Toronto, no Canadá @seetorontonow ??‍♀️? #beautifulmuseums @catracalivreviagem . #MinhaViagemLivre #seetorontonow @seetorontonow #meucliquenafolha #MeuCliqueEstadao #BBCtravel #LoveTheWorld #lovedesign #luxurylifestylemagazine #bestvacations #IamaTraveler @beautifulmatters #beautifulmatters #luxwt #luxuryworldtraveler #cooltravelers #wonderfulplaces #travelawesome #architecture #design #architecture_hunter #architectures_need

A post shared by Andrea Miramontes ??| Travel (@ladobviagem) on

Onde ficar

muitos hotéis em Toronto, para todos os bolsos, com o perdão do chavão. Conheço dois, que indico dependendo do que se busca na cidade.

Para os mais descolados e que querem se hospedar em um lugar que é a cara da cidade, há o The Broadview Hotel, com decoração moderninha e retrô.

Broadview fica em um prédio do século 19, lindíssimo. Está localizado a leste da Queen St., conhecida por cantinhos com comida gourmet e boutiques.

No hotel há também um dos rooftops mais legais para bons drinks na cidade.

Crédito: Andrea Miramontes/ Lado B ViagemFachada do The Broadview Hotel, no prédio do século 19

Mas a partir dele não dá para ir a pé aos passeios acima, como CN Tower, ao castelo Casa Loma ou museus. Tudo precisa de táxi ou uber.

Fiz uma avaliação do hotel bem como pesquisa de preços para você.

Quem quer ir a pé em passeios centrais, como CN Tower, o letreiro de Toronto e o centro financeiro pode ficar no Delta Toronto,  hotel onde, inclusive, acontecem festas do famoso festival de cinema.

Visto

Para entrar no Canadá o processo foi facilitado, desde o ano passado. Quem tirou o documento canadense nos últimos 10 anos , mesmo expirado, ou tem visto válido de turista nos Estados Unidos, não precisa tirar novamente.

Nestes casos, basta fazer a Autorização Eletrônica de Viagem (eTA) no site do governo.

Atenção. Não compensa pagar despachante ou preencher em outros sites que cobram o serviço. Vá direto ao link  acima. A taxa é supebaixa (7 dólares canadenses) e o processo, rápido.

Já quem não cumpre os requisitos acima tem que fazer o pedido de visto normalmente.

Por: ladobviagem

Andrea Miramontes, jornalista, viajante e curiosa. Sou vegetariana e jamais divulgo atrações que escravizem animais :) Faço os blogs Lado B Viagem e Patas ao Alto. Seja muito bem-vindo!

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Lado B Viagem da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
03:32
Viva Chile: um passeio pela beleza da Cordilheira dos Andes
Está com viagem marcada para Santiago e ainda não faz ideia do que fazer na capital chilena? Então, antes de …
2
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
3
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece. -------------------------------------------------------- DIREÇÃO: …
4
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
5
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …
6
01:31
O que fazer em caso de bagagem extraviada pela companhia aérea?
Um dos maiores medos de que vai pegar o avião é perder a bagagem. Saiba como proceder em uma situação …
7
01:17
Sky Costanera, o maior observatório da América Latina
O Sky Costanera é considerado o maior observatório da América Latina e fica em Santiago, no Chile. Nele é possível …
8
01:01
Zipflyer: a tirolesa só para quem tem MUITA coragem
A Zipflyer, é considerada a maior tirolesa do mundo e fica localizada em Pokhara, no Nepal. Ela conta com 1850 …