Informar

Dez coisas que você precisa saber sobre Curaçao

Por: Pra Onde vai Agora? | Comunicar erro

Está aí se preparando para conhecer este maravilhoso destino? Então anote algumas das coisas que você vai adorar saber sobre a Dushi Curaçao.

1 – Faz calor, muito calor

Não perca tempo colocando na mala roupas pesadas, calça comprida, blusas, sapatos fechados. Nada disso será utilizado e você só vai carregar peso extra com coisas que trará de volta intocadas. O clima de Curaçao é ensolarado durante todo o ano. As temperaturas máximas variam entre 28°C em janeiro e 32°C em setembro. Já as temperaturas mínimas ficam entre 23°C e 26°C.

2 – Abuse do protetor solar

Um dos conselhos que qualquer morador vai te dar logo de cara é: use protetor solar! Em Curaçao, qualquer caminhadinha na praia sem o cosmético pode acarretar em queimaduras sérias que podem estragar um pouco a viagem. Portanto, não saia do hotel desprevenido e não esqueça de levar na bolsa para repassar várias vezes durante o dia.

3 – Você vai precisar alugar um carro

A não ser que você seja o tipo de viajante que se contenta em curtir a estrutura e a praia do hotel (em Curação muitos hotéis possuem praias particulares), você precisará de um carro para se deslocar de um lugar a outro. E entre ficar confinado dentro de um estabelecimento e sair para conhecer a paradisíaca ilha, a decisão é fácil. Para chegar às praias – que podem ficar até 40 minutos de distância do centro de Willemstad, não há maneira mais prática do que esta.

Claro, o taxi também é uma opção, mas tende a sair mais caro. Já o transporte público por lá é bastante deficiente. Outra vantagem de se alugar um veículo é que a maioria dos hotéis oferece estacionamento gratuito aos hóspedes.

4 – Não, não tem furacão!

Quando se fala em Caribe as pessoas já se amedrontam um pouco por conta da possibilidade de furacões. No entanto, Curaçao é um destino caribenho que não sofre com esta questão. Você pode visitar a ilha durante todo o ano sem precisar se preocupar se a data da viagem cai na temporada de furacões ou não.

5 – O Carnaval da ilha é animadíssimo

O Carnaval é uma das melhores épocas para visitar a ilha. Usando máscaras e roupas coloridas, grupos se juntam para dançar nas ruas seguindo bandas musicais. Há marchas e bailes em locais fechados e também há carros alegóricos, fantasia e muita animação. Claro que o carnaval brasileiro possui outro nível, mas a festa de Curaçao vale bastante a pena.

6 – As iguanas estão em todos os lugares

Iguanas são répteis que parecem uma mistura de lagartixa e de dinossauros, mas, brincadeiras à parte, embora a aparência destes bichinhos não seja a coisa mais fofa do universo, se tratam de criaturinhas inofensivas. Claro que isso não significa que você deva enfiar a mão na boca de uma delas, mas não é necessário sair correndo e gritando e nem chamar a polícia porque se deparou com uma. Acostume-se a vê-las, pois estão em toda parte. Algumas delas estão tão acostumadas com as pessoas que se aproximam e praticamente fazer pose para fotos.

7 – Curaçao é um destino seguro, mas…

Se não quiser ter uma surpresa bem desagradável, jamais deixe malas, bolsas e objetos de valor no carro. Muitas pessoas que estacionam em pontos turísticos da cidade e não têm este cuidado ficam sem seus pertences e isso pode ser o suficiente para estragar uma viagem incrível. Portanto, cuidado!

8 – Não deixe de provar o autêntico Curaçao

O licor originário da ilha caribenha é confeccionado a partir de cascas de laranja azedas e secas. O Licor Curaçao é conhecido em praticamente todos os continentes e, além da versão incolor, é comercializado também em outras 10 cores, entre elas o azul – o famoso “Curaçao Blue”. Independentemente da cor, a bebida é utilizada na preparação dos mais diversos coquetéis. Uma vez que você esteja na ilha, não deixe de visitar a destilaria da Senior & Co que produz a bebida desde 1896. A empresa ocupa uma casa de fazenda no bairro de Salinas onde é possível comprar a bebida e conhecer mais a respeito de sua fabricação e história. A fábrica ainda possui um simpático bar onde é possível experimentar diversos coquetéis feitos com a bebida.

9 – Aprecie a gastronomia local

Não existe nenhum lugar melhor para apreciar a autêntica gastronomia de Curaçao do que o Plaza Bieu. O galpão reúne vários restaurantes em um espaço onde as pessoas compartilham grandes mesas de maneira. De maneira simples é possível experimentar pratos típicos do Caribe – de iguana a carne de bode – e fazer uma imersão cultural nos hábitos dos habitantes da ilha já que o galpão é muito frequentado pelos moradores. Os preços dos pratos são justos. Não deixe de se refrescar com uma deliciosa limonada e, para se exibir faça o pedido da bebida em papiamento: awa di lamunchi.

10 – Conheça o trabalho de Nena Sanchez

Nena Sanchez é uma das artistas mais consagradas de Curaçao. Nascida e criada na ilha, a pintora cria coloridas obras inspiradas em seu cotidiano com cores brilhantes e cenas resplandecentes. Sua galeria fica em uma casa na fazenda Jan Kok, local que ficou conhecido pelo tratamento cruel dispensado aos seus escravos. No caminho até a galeria é possível apreciar um lago repleto de flamingos. Vale a visita.

Tuka Pereira, do blog Pra Onde Vai Agora?,viajou a convite da Copa Airlines e do Curaçao Tourist Board

Porque você precisa visitar Londres ao menos uma vez na vida

Compartilhe:

Autor: Pra Onde vai Agora?

Se desta vida não se leva nada, vamos sair pelo mundo e coletar memórias de lugares maravilhosos! Pra onde você vai agora?

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Pra Onde vai Agora? da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.