Turismo e aventura na Serra do Rio do Rastro

Informar

Dicas para tirar fotos noturnas

Por: Redação | Comunicar erro

Para os fotógrafos mais experientes, as fotos noturnas podem ser tão misteriosas quanto o escuro que as deixam tão interessantes. Pode parecer difícil focar, medir a luz e muitas vezes só é possível capturar grandes borrões. No entanto, com a técnica e os equipamentos corretos, é possível conseguir ótimas imagens.

Estabilidade para o equipamento 

É necessário, antes de tudo, fornecer estabilidade para o seu equipamento. Como você precisará mudar algumas funções da sua câmera, ela precisa estar bem fixada para evitar os borrões e as imagens tremidas. Para isso, você deve escolher o modelo de tripé que melhor atenda as suas necessidades, considerando o peso, tamanho e o espaço que ele ocupa –porque normalmente você deverá levá-lo em viagens.

Os tripés maiores são recomendados para fotografar as estrelas ou até mesmo auroras boreais, mas nos outros casos um modelo menor poderá ser bem eficiente.

Evite deixar o resultado torto

As câmeras costumam vir com uma função chamada “nivelador”, e que normalmente é subestimada por fotógrafos profissionais e amadores. Porém, esse nivelador acaba com um grande problema de se fotografar no escuro: a falta de referência. Utilizando essa ferramenta já embutida em sua câmera, você pode ter uma precisão maior ao escolher fotografar horizontes mais retos.

Verifique no manual do equipamento se existe essa função em sua câmera. Se não, você pode usar o nivelador de bolha do tripé.

Mude a abertura da câmera

Para conseguir captar melhor toda a luminosidade do ambiente, você pode utilizar aberturas menores, como a F/22, que permite uma exposição mais longa e, consequentemente, possibilita o registro dos movimentos de uma maneira diferente, trazendo mais efeitos para sua imagem. Para fotografar as luzes, por exemplo, essa abertura menor garante que os pontos luminosos tenham também “raios de luzes”, deixando-os parecidos com estrelas.

Compartilhe: