Publicidade

Informar

Dicas para viajar em companhias low cost na Europa

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

Uma forma barata de viajar de avião, os voos low cost têm sido cada vez mais procurados como alternativas para viajar de um país para outro, principalmente na Europa. Algumas das empresas europeias mais famosas são a Easyjet e a Ryanair, mas existem mais algumas outras espalhadas pelo mundo.

É uma ótima solução para você que quer se deslocar de um país para outro sem gastar muito, tudo depende da sua necessidade, da sua pesquisa e organização com horários para evitar surpresas indesejáveis para o seu bolso.

Nós fizemos diversos voos pela Europa por meio de companhias low cost e vamos compartilhar com você algumas dicas importantes para evitar que você tenha dor de cabeça e que isso acabe atrapalhando a sua viagem ao invés de ajudar.

Pesquise preços e aeroportos

Já fizemos aqui um post exclusivo de como encontrar passagens aéreas baratas e muitas dicas podem ser aplicadas também para achar um voo barato em companhias low cost. As passagens nessas companhias são bem mais baratas do que nas convencionais, o que pode encarece-la são os itens a mais que você tem a opção de acrescentar como malas e reserva de lugares no voo. Veja se vale a pena.

Um outro ponto a ser levado em consideração são os aeroportos. Para diminuir custos, esses tipos de companhia podem utilizar aeroportos mais afastados dos grandes centros por terem taxas mais baixas. Veja se os custos de pegar um ônibus, trem ou táxi do aeroporto até o seu destino valem a pena. Em muitos casos é melhor pegar um voo com uma companhia aérea convencional ou fazer o transporte de ônibus ou trem até o seu destino. Lembrando que isso não é padrão, muitas utilizam sim aeroportos bem localizados, por isso se você ainda não conhece o lugar, é válido pesquisar muitos antes de comprar a sua passagem.

Leia termos e condições

Eu sei, eu sei… Poucos leem isso porque é chato pra caramba, mas lá estará tudo o que você precisa saber para não ter transtornos e ter que desembolsar mais grana no voo. Saiba dos seus deveres e seus direitos para poder cobrar algo, todas as especificações estão lá nas letras miúdas. Siga exatamente o que está lá, e você evitará passar por transtornos no check-in, no despacho da bagagem ou no portão de embarque. Como eles ganham dinheiro nas taxas extras, qualquer coisa fora do padrão pré-estabelecido pela companhia, vão querer te cobrar, então precisa ficar atento.

Fique atento check-in

Em uma dessas viagens quase tivemos que desembolsar € 40  cada um simplesmente porque deixamos para fazer o check-in no aeroporto e a companhia aérea cobrava por esse serviço se fosse ser feito no guichê (sim, € 80 para fazer check-in). Para piorar a situação, já tínhamos usado os 30 minutos de internet gratuitos que o aeroporto (Barajas – Madri) cedia e não conseguíamos fazer nem mesmo o check-in online. A sorte que foi que eu não tinha conseguido usar a internet gratuita do meu celular e conseguimos fazer o check-in em cima da hora e por muito pouco não tivemos que desembolsar uma grana maior do que o próprio preço da passagem.

Depois dessa aprendemos que, apesar de chatos, os termos e condições precisam ser lidos. Lá estava claramente escrito que tínhamos que fazer o que check-in pelo menos 2 horas antes do voo e que fazer no aeroporto iria gerar uma cobrança.

Lição do dia: Sempre fazer o check-in antes de ir para o aeroporto e principalmente, ler os termos e condições e nunca confiar na internet. Imprima seu check-in ou leve um print do seu celular. Recomendamos ainda, que caso você opte por levar no celular, que você salve no máximo de dispositivos possível, no seu celular, notebook ou tablet para caso acabe a bateria de um aparelho, você já salvo tem em outro lugar.

Veja no Viajar com Pouco as outras dicas para não errar na hora de usar as companhias low cost.

Por Juliane Soares, do blog Viajar com Pouco. Acompanhe também o Instagram, Facebook e Snapchat: viajarcompouco

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade