Últimas notícias:
Loading...

Drinque criado em Cuba por espanhóis agrada paladares brasileiros

Carajillo era usado por soldados como estimulante antes de irem à guerra

A segunda bebida mais consumida no mundo –perdendo apenas para a água–, o café merece ser celebrado em um dia especial. Neste sábado, 1º de outubro, é comemorado o Dia Internacional do Café –data criada em 2015, em Milão (Itália), pela Organização Internacional do Café (OIC).

A data é mais uma forma de aproveitar o saboroso preparo, em suas variadas formas, do clássico cafezinho coado até ou mais diferentes e criativos, como o famoso Carajillo.

O clássico drinque espanhol Carajillo, feito com café e Licor 43
Créditos: Emmanuel Perez/iStock
O clássico drinque espanhol Carajillo, feito com café e Licor 43

Em 2020, a receita do drinque espanhol feito com Licor 43 e café espresso foi a mais procurada do ano no Difford’s Guide –guia para amantes da coquetelaria–, que anualmente publica a lista das 20 receitas mais acessadas a partir dos dados de audiência coletados pelo Google Analytics.

O clássico Carajillo apareceu pela primeira vez no guia e foi direto para o primeiro lugar. O drinque nasceu na época da colonização de Cuba pelos espanhóis, que combinavam café com rum para ganhar coragem (‘corage’, em espanhol), durante as batalhas. A partir daí, a palavra teve sua pronúncia modificada para “Corajillo” e, mais recentemente, “Carajillo”.

Inicialmente usado como digestivo em algumas churrascarias mais requintadas do país, o Licor 43, que pertencente ao catálogo da importadora Aurora Fine Brands, aos poucos conquistou os paladares dos brasileiros, que passaram a degustá-lo de outras maneiras, como misturando ao café.

Confira abaixo como preparar o coquetel em casa

  • Coloque 3 pedras de gelo em um copo baixo
  • Acrescente 50 ml de Licor 43 e 50 ml de café espresso
  • Misture todos os ingredientes e complete com mais gelo
  • Para a versão batida, basta adicionar todos os ingredientes em uma coqueteleira e agite vigorosamente