Equador passará a exigir seguro viagem a partir de maio

Por: Redação | Comunicar erro

Está com planos de viajar para o Equador? Então é bom ficar atento. É que a partir de 1º de maio, os turistas que visitarem o país serão apresentar um seguro viagem.

As mudanças adotadas pelo Equador fazem parte da atualização da Lei Orgânica de Mobilidade Humana. A medida era para ter entrado em vigor em fevereiro, mas foi prorrogada por 90 dias.

A lei não obriga que seja contratada uma cobertura mínima, somente informa que deverá ser contratada uma apólice de seguro viagem, que possua cobertura para assistência médica, para o período completo de estadia no país.

Crédito: Getty Images/iStockphotoMArco do “Meio do Mundo”, em Quito/ Equador exigirá seguro viagem de turistas

A partir de agora, o tempo autorizado de permanência dos visitantes é de 180 dias, e não 90 dias como era antes.

“Aos poucos, os destinos vão, um a um, adotando medidas como esta. Isso não é novidade na Europa, por exemplo, onde a maioria já faz parte do Tratado de Schengen. A decisão do Equador traz à tona uma tendência que temos acompanhado ao longo dos anos”, diz José Carlos Menezes, da Affinity Seguros.

Europa

Viajar para Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Holanda, Itália, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, Suíça, Liechtenstein, Bulgária, Romênia ou Chipre, precisa de um seguro viagem com cobertura mínima de € 30 mil, para auxílio médico em caso de doença ou acidente durante sua viagem.

Esta é uma obrigatoriedade do Tratado de Shengen, para garantir o controle da circulação de visitantes entre os países integrantes.

Compartilhe: