Últimas notícias:

Loading...

Exposições imperdíveis para ver em NY durante a WorldPride

Diversos museus e galerias de Nova York estão com exposições temáticas do universo LGBTQ+

Por: Redação

Uma dica bem legal para quem vai a WorldPride, em Nova York, é reservar um tempo para ver as fantásticas exposições. Vale a pena dar uma mexidinha na sua programação de viagem para incluir esses passeios incríveis.

O pessoal do Sonder, plataforma de turismo e entretenimento LGBT preparou uma lista de recomendações, aproveitem!

***

Love & Resistence: Stonewall 50, até 14 de julho na New York Public Library. Conheça mais sobre o surgimento do movimento LGBTQ durante os anos 60 e 70 em uma grande exposição de fotografias coletas pelos jornalistas Tobin Lahusen e Diana Davies.

Crédito: Divulgação/New York Public LibraryTusristas na exposição Love & Resistence: Stonewall 50

Implicit Tensions: Mapplethorpe Now, até 5 de janeiro de 2020, no Guggenheim Museum. Uma retrospectiva de colagens e fotografias de Robert Mapplethorpe, bem como trabalhos de artistas contemporâneos que fazem referência a sua obra.

Crédito: Divulgação/GuggenheimFotografias da exposição Implicit Tensions: Mapplethorpe Now

On the (Queer) Waterfront, até 4 de agosto na Brooklyn Historical Society. Aprenda sobre as comunidades LGBTQ em grande parte esquecidas, que prosperam no Brooklyn nos anos 1.800 e durante a 2ª Guerra Mundial, destacando o que mudou e o que foi mantido nas ideias e experiências da sexualidade.

Crédito: The Pop-Up Museum of Queer HistoryExposição mostra as comunidades LGBTQ no Brooklyn

Lincoln Kirstein’s Modern, até 15 de junho no Museum of Modern Art & PS1, em Manhattan e Queens. Mais conhecido por estabelecer o New York City Ballet, Kirsten também foi uma figura­ chave no início da história do MoMA. Reunindo cerca de 300 obras de arte raras, juntamente com materiais retirados dos arquivos do museu, a exposição destaca a influência de Kirsten e sua posição na comunidade de artistas queer da cidade.

Art After Stonewall: 1969 to 1989, até 20 de julho, na Grey Art Gallery da NYU e no Leslie­Lohman Museum, em Manhattan. Uma amostra com mais de 150 obras de artistas queer que revelam o impacto dos movimentos para a defesa dos direitos LGBTQ no mundo da arte.

Crédito: Divulgação/Grey Art GalleryObras da exposição Art After Stonewall:

Camp: Notes on Fashion, até 8 de setembro, no The Met Fifth Avenue. A exposição do Costume Institute é inspirada no ensaio de 1964 da escritora Susan Sontag, “Notes on Camp”. É composta por quase 200 objetos, incluindo moda feminina e masculina, bem como esculturas, pinturas e desenhos que datam do século 17 até o presente.

Stonewall 50 Exhibitions, até 22 de setembro, no New York Historical Society. A exposição vai mostrar a história dos bares LGBTQ, clubes e a vida noturna em Nova York durante a segunda metade do século 20; a vida das lésbicas depois de Stonewall e apresentará imagens de cinco décadas de paradas NYC Pride.

Crédito: DivulgaçãoExposição mostra a história dos bares LGBTQ en NY

Pride, de 6 de junho até novembro, no Museum of the City of New York. Examine Nova York pelas lentes do fotógrafo Fred W. McDarrah, que criou um arquivo enciclopédico de cultura e política para o jornal The Village Voice. Há imagens das batidas dos anos 1950 à contracultura dos anos 60, da revolta de Stonewall aos principais eventos políticos do início dos anos 1970.

Crédito: Museum of the City of New YorkExamine Nova York pelas lentes do fotógrafo Fred W. McDarrah