Conheça Foz do Iguaçu por terra, água e ar

O @entaovah te leva para conhecer Foz do Iguaçu, um dos lugares mais legais do Brasil.

Antes de ir

Quando escolhi o destino estava um pouco receosa, tinha um lance com clichês brasileiros. Foz do Iguaçu me fez entender o porque o mundo inteiro se debanda para lá.

Meu voo era cedo e eu tenho o poder de perder voos. Então tive uma grande ideia, dormir no aeroporto de Guarulhos. Não me arrependo, o aeroporto de Guarulhos está cheio de novidades e inovações.

Comecei jantando no Friday’s e foi uma boa pedida. Resolvi experimentar o Slaviero Fast Sleep Guarulhos e fiquei muito surpreendida. Cama muito confortável, banheiro amplo e limpo e tive uma noite ótima. Já incorporei às minhas viagens!

Crédito: Entaovah - Patricia GrafPara dormir e não perder o voo!

Acordei descansada e fui para o coworking Urban Airport para terminar os famosos jobs e ir viajar despreocupada. Com pão de queijo, café e brigadeiro trabalhei olhando a pista, o que só me inspirou. Vale a pena seguir para o centro de exposições do aeroporto se você tiver algum tempo sobrando!

Dali, segui viagem para Foz do Iguaçu, onde encontraria o Henrique Rangel, fotógrafo e amigo que me acompanharia na viagem.

Chegando lá

Fui recebida pelos queridos da Loumar Turismo que iria nos acompanhar a viagem toda. Eu que sou uma viajante independente me surpreendi em como a vida pode ser fácil, divertida e conhecendo muito mais de uma cidade. Só agradeço.

O André é uma figura e muito engraçado. Me pegou no aeroporto e já começou a me situar na cidade. Uma grande avenida, te leva para os extremos, de um lado a Itaipu e do outro as Cataratas.

Crédito: Entaovah - Patricia GrafChegando em Foz!

Uma outra opção é o Ticket Loko que vende todos os passeios com desconto e parece um fast food de passeios!

Outro grande barato é poder tomar café da manhã no Paraguai, almoçar no Brasil e jantar na Argentina. Rápido e fácil assim!

Poesia

Nosso destino era o Hostel Poesia e eu estava bem animada. Tinham me indicado e eu falei bastante com a Fernanda, que me orientou e facilitou completamente minha viagem, entendendo quais eram minhas vontades e necessidades e fazendo todos os links para que tudo acontece e fosse inesquecível. E foi.

Piscina, camas confortáveis, quartos amplos, varanda para ver o pôr do sol, sala de cinema, bar e os melhores funcionários. Quer mais o que? Quer a Flávia, também dona do hostel que dá o tom da cidade, indica, te ajuda e te acompanha.

Fiquei impressionada com a qualidade e recomendo até para morar! Cheio de gringos e de pessoas interessantes, era fácil ficar por ali para descansar ou tomar uma antes de dormir.

Crédito: Henrique Rangelárea comum linda <3

Além das Cataratas

Foz vai além das famosas Cataratas, começamos a descobrir pelo Templo Budista. Vá com tempo para descobrir cada pedaço e cada buda. O lugar é lindo e traz muita paz e conhecimento.

Crédito: Henrique RangelPara meditar e relaxar!

De lá, partimos para a Mesquita Omar Ibn Al-Khattab e como toda mesquita por respeito, mulheres entram cobertas, inclusive a cabeça e ficamos em local restrito. Não se preocupe, que eles disponibilizam o véu. A mesquita é toda azul e linda. Descobri ali que Foz tem uma comunidade muçulmana imensa, a maior do Brasil.

Crédito: Entaovah - Patricia GrafMesquita Omar Ibn Al-Khattab

Seguimos em frente para o Marco das três fronteiras, no lado do Brasil. Achei um tanto esquisito, já que esse marco celebra o fim da Guerra entre os três países e pouco se vê sobre história. Ele gira em torno de um parque de diversões. Mas notem que a história é extremamente importante para não esquecermos que dizimamos o Paraguai, bem chocante e merece o estudo.

Crédito: Henrique Rangel Estudar sobre a guerra do Paraguay.

Voltamos ao hostel para um mergulho, já que o calor é de matar e dar um relax!

Argentina

Na parte de tarde a Argentina nos esperava! O André da Loumar nos pegou no hostel e o passeio começou. A fronteira é bem simples e passamos para Puerto Iguazú.

O La Aripuca foi nossa primeira parada, e é uma estrutura em madeira para chamar atenção para os cuidados com os recursos naturais e o meio ambiente. É lindo e dá uma vontade imensa de ficar ali dentro tentando entender como aquilo foi feito!

Crédito: Henrique Rangel Conscientização ambiental

Fomos no Marco das três fronteiras do lado Argentino e achei mais gostoso. A galera fica tomando mate curtindo o “visu” e tem uma atmosfera mais tranquila e mais local.

Terminamos a noite em La Feirinha de Iguazu, tomando Patagônia, que é uma cerveja local bem gostosa e comendo empanadas na Barraca da Mirian. A Feira é local e turística ao mesmo tempo, e perfeita para ver a banda passar e comprar doce de leite. Tem um astral jovem e alcoólico.

Crédito: Entaovah - Patricia Grafcerveja Patagônia

Cataratas do Iguaçu

Acordei ansiosa para ver a quantidade de água das Cataratas do Iguaçu, lado brasileiro, que tinha ouvido falar e para fazer o passeio Macuco Safári, que vai embaixo de uma das quedas da Catarata.

Chegamos ao parque e fizemos uma pequena trilha que é bem gostosa e você pode ir imergindo na fauna e na flora do parque. No ponto de partida dos barquinhos, colete salva vidas vestido e a adrenalina a mil. O prazer e a energia que existe embaixo daquela queda só se sente realmente embaixo daquela queda. Tem que gostar da adrenalina correndo nas veias! Imperdível.

Banho tomado e expectativas superadas, fomos descobrir o parque e todas às quedas. É realmente impressionante se você se dispor a fazer com calma e contemplando cada cantinho desse lugar bonito por natureza, que é imponente e muito forte.

Crédito: Henrique RangelImpressionante!

O ponto alto é realmente a passarela que te leva quase que no meio das águas, eu só consegui me emocionar e agradecer por ter a possibilidade de estar ali sentindo o poder e a força das águas. Do nosso lado (brasileiro) às paisagens são mais amplas e se vê às águas um pouco mais distante, o que não tira a potência da paisagem.

Meu lugar preferido para ver a queda, é saindo da passarela principal à direita. Ali consegui um cantinho pra ficar quietinha e sozinha.

Almoçamos no Porto Canoas dentro do parque olhando para o rio que leva a queda principal, uma tranquilidade que pouco tem a ver com a potência que se vê em baixo.

Custa R$60,00 por pessoa e se come a vontade. A comida é boa, mas o melhor é estar onde está!

Crédito: Henrique RangelSantuário de espécies da Mata Atlântica

Passeio feito e a alma reenergizada, fomos para o Parque das Aves, que é o maior santuário de conservação integrada de espécies da Mata Atlântica. Ali se recebe muitas aves vinda do tráfico animal e achadas em situação de perigo. Tinha medo de ser algo parecido com um zoológico, mas não, ali eles tratam, cuidam, procriam e reintegram animais ao seus habitat naturais. Me surpreendi.

Se liga que três noites por mês na lua cheia tem o passeio às Cataratas noturno sob a luz do luar. Perdi por poucos dias, mas deve ser inesquecível.

Paraguai

Crédito: Henrique Rangela fronteira

Ir a Foz e não aproveitar a zona franca do Paraguai é quase uma loucura. Fomos com o leva e traz da Loumar para a cidade que faz fronteira com Foz, a Ciudad del Leste e não nos arrependemos, já que para ir de táxi, dá trabalho e é caro. Os táxis de cada país não atravessam para o outro lado.

Crédito: Henrique Rangelentaovah na chuva!!

Quem procura por eletrônicos, a Casa Nissei é a pedida. Ali tem muita oferta e cair em roubada não parece difícil. Ali tinha os melhores preços, equipamentos originais com garantia e um atendimento ótimo. Checamos os valores e ali foi imbatível.

Chovia no Paraguai e encaramos uma queda generalizada de energia. Nada grave, mas tem que ter muita atenção aos cabos soltos pela rua.

Itaipu Binacional

Foi chegando em Foz que me dei conta que pouco sabia sobre a Itaipu. Apenas que era a nossa maior hidrelétrica, que éramos dependentes dela e que a dividíamos com o Paraguai.

Mas o “bagulho é louco” e descobri que além de ser imensa e arquitetonicamente impressionante, ela não responde a nenhum país específico e tem uma lei própria. Preocupante.

Crédito: Entaovah - Patricia GrafInteressante e controversa

A Itaipu não tem casos de escândalos de corrupção, é uma empresa com às contas transparentes (você pode acessar tudo pela internet) e investe muito em educação e tecnologia. E ela deve, afinal tem validade de 200 anos a partir da construção e alguém precisa descobrir o que fazer com esse elefante branco com capacidade de inundar muitas cidades, cruzando estados depois dessa dita validade.

O passeio é legal e interessante, e muitas dúvidas vão surgindo no caminho. Um lugar para ir atento e questionador.

Tem passeios diferentes para você escolher com níveis distintos de descobrimento da Itaipu. O passeio noturno com às luzes eu não fiz, mas queria!

Por terra

Esse dia estava bem cotado. Tinha ouvido falar que o lado das Cataratas Argentinas era mais legal que o nosso e é verdade. Te conto o porque.

linda de viver!A divisa de um país para outro se dá em uma ponte que tem às cores pintadas no chão, então você acompanha o exato momento da travessia!

Passamos pela fronteira bem fácil de novo e seguimos para o parque, O grupo era bem diverso, com Irlandeses, Israelenses e brasileiros o que deixou ainda mais legal pela troca de experiências e de impressões.

Um trenzinho te leva mais próximo das águas e pudemos perceber o acompanhamento da quantidade e saúde das árvores do parque, demarcadas. Percebemos também uma quantidade bem maior de pássaros e animais. Macacos, jacaré e muitos quatis passeiam livremente.

Crédito: Henrique RangelNas cataratas Argentinas

Fomos direto para a garganta do diabo que é surreal. Em forma de U com mais de 80 metros de queda te deixa quase dentro das cataratas e notamos como todos nós somos feitos de água, às lágrimas não te deixam esquecer. Fiquei emocionadíssima e dalhe selfie!

Seguimos para ver às mais de 275 quedas que nos esperavam.

Às paisagens desse lado são maravilhosas e às passarelas te levam mais próximo das quedas, o que deixa o passeio muito interessante e impressionante. Um dos lugares mais lindos em que eu já estive, sem dúvidas.

Vá com tempo e calma, para poder realmente sentir e contemplar o que às cataratas têm de melhor. Fique um tempo entre às cachoeiras principais, em silêncio e sozinho. Agradeça.

Por água

Crédito: Henrique RangelCaiaque pelo Rio entre Brasil e Argentina

Acordamos e mandamos ver no café da manhã maravilhoso do Hostel Poesia. Iriamos precisar de energia para fazer a travessia de caiaque entre Brasil e Argentina. Estar à margem dos dois países dentro do Rio Iguaçu é uma sensação e tanto e você pode praticar o deboísmo feliz. O Aguaray conhece tudo e nos levou em lugares lindos.

Crédito: Henrique RangelCachu reenergizante

O passeio inclui trilhas, caiaque e duas cachoeiras, além de redes para o relax final.

A expedição começa pela Trilha do Índio, linda e fácil que nos leva até os caiaques, onde percorremos o Rio Tamanduá. Mais uma trilha simples e chegamos na Cachoeira da Toca, para lavar a alma sem pressa. Dali seguimos para mais caiaque e mais uma cachu já pertinho da base do Aguaray! Nunca tinha ouvido falar desse passeio e amei.

Por ar

A tarde tínhamos marcado um voo panorâmico em cima das cataratas de helicóptero.

Fomos com a Helisul e é um passeio mais salgadinho, que demanda mais planejamento financeiro, mas que certamente vale a pena.

Quem já voou de helicóptero sabe que é super tranquilo e quem ama voar, o faz sempre que pode. Eu sou dessas e me joguei pelos ares para ter uma outra perspectiva das Cataratas, que faz parte das 7 maravilhas da natureza do mundo.

Crédito: Henrique Rangelhelicóptero!

Pedi adrenalina extra e ganhei, o piloto da uns rasantes e vira o máximo que pode te dando a sensação de estar em um looping maravilhoso! Manda adrenalina que eu sempre quero mais! São aproximadamente 10 minutos, que parecem uma eternidade maravilhosa.

Onde comer

Tivemos experiências maravilhosas. A melhor delas certamente ficou a cargo do Europa Bar, com drinks de respeito e clássicos e com o melhor barman do mundo, que serve uns combinados japoneses a preços justíssimos. No melhor estilo pub original sem mimimi. O melhor bar de Foz e acho que do mundo.

Crédito: Entaovah - Patricia GrafO melhor bar do mundo!

O Burgerz é a melhor hamburgueria da cidade, com decoração moderna, atendimento rápido e ótimo, produtos fresquíssimos e o melhor queijo empanado que já comi na vida. De amigos que amavam fazer hambúrguer em casa para o mundo com certeza! Voltaria mil vezes

Crédito: Henrique RangelA melhor hamburgueria de Foz

O Empório com Arte Foz é perfeito para um “almojanta” mineiro lento. Entrada, prato principal, sobremesa, drink e cafézinho. A comida é ótima e muito bem apresentada. É também uma galeria de arte e quase tudo está a venda, o que faz com que a casa fique maravilhosa e te dê vontade de não ir embora.

Crédito: Henrique RangelUm restaurante com galeria! <3

O La Mafia é um italiano corretíssimo, com ótimo custo benefício. Os arancinis fazem com que você realmente se transporte para a Itália. O restaurante é dividido por salas temáticas que você certamente vai ter vontade de voltar mil vezes para ir em todas e comer todos os pratos. Escolha a massa que quiser e não vai errar, mas acredite no filé a milanesa para acompanhar.

Crédito: Entaovah - Patricia GrafAcredite no milanesa!

Hotel Bella Itália faz um jantar turístico, com apresentação de dança, uma mesa com 38 tipos de queijo e um rodízio de massa. Vá pelos queijos e peça um vinho!

Crédito: Entaovah -Patricia Graf32 tipos de queijo!

Vou voltar para fazer alguns passeios que não consegui fazer, como o ritual indígena, chamado Forest Experience em que você não pode nem filmar e nem fotografar para proteger os costumes. Paraquedas, a observação das estrelas no Polo Astronômico da Itaipu, e claro, o Luau das Cataratas. Visitação noturna sob somente a luz da lua cheia nas principais quedas do parque. Para ter certeza do passeio, deve entrar no site e checar se tem ingressos à venda, que custam o mesmo valor da visitação diurna, e todos esses segredos que eu descobri por lá!

Foz me mostrou porque os clichês existem e porque a partir de agora eu acredito neles.

Já foi marcar sua viagem para Foz? #entaovah

Em parceria com entaovah

Viajante por natureza, partilho pequenas descobertas.Roteiros com amor para você realizar seus sonhos ?‍♀️❤Já foi? Então vah

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário entaovah

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.