CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Holambra, cidade das flores o ano todo, muito além da Expoflora

Festa deu fama a Holambra, cidade à frente de 45% das flores do Brasil. Na viagem até lá, há de visita a campo de gérberas a sorvete de rosas

Por: Como Viaja

Holambra, a cidade das flores no interior paulista, poderia ter sido um destino famoso pelo queijo ou mais um município leiteiro no Brasil. O plano inicial dos imigrantes holandeses, que chegaram ali na metade do século 20, não deu certo porque as vacas morreram de doenças tropicais.

Por volta da década de 1960, então, os novos moradores decidiram cultivar flores, outra tradição na Holanda. Hoje elas estão em todo canto de Holambra (SP): nome de ruas, placa de trânsito, desenhos do calçamento, campo de flores e até em doces e sorvetes locais.

Flores do campo vistas numa das paradas do passeio em Holambra

É chegar a primavera para o destino a 140 km da capital paulista ser lembrado. A época coincide também com a Expoflora, festa anual que lhe deu fama nacional. Atualmente é a maior exposição desse tipo na América Latina, com recorde de público ano após ano — em 2019, a 38ª edição do evento foi vistada por 342.613 pessoas. A região recebeu a primavera com uma novidade: a inauguração do Ceaflor, mercado com 676 pontos de venda, aberto também ao público.

Mas o que tem em Holambra além da Expoflora? Foi com a intenção de descobrir isso que voltamos à cidade em 2019. Quando fomos à primeira vez à feira, há seis anos, nem passamos pelo centro do município no interior paulista. Neste ano, queríamos também conhecer os campos, comer nos restaurantes em Holambra, andar pela rua turística (a Dória Vasconcelos, com prédios parecidos com casinhas holandesas) e passear pelo destino com nosso filho, Joaquim, de 10 anos. E, obviamente, descobrir onde comprar flores em Holambra.

Arquitetura reproduz casinhas holandesas na rua turística de Holambra

Circuito das Águas Paulista

Holambra faz parte do Circuito das Águas (SP). Dá para ir apenas até lá ou fazer um roteiro combinando com as outras oito cidades; entre elas, Serra Negra, Jaguariúna, Monte Alegre do Sul, Socorro e Águas de Lindoia. Nesse caso, é preciso mais tempo do que um fim de semana para aproveitar o passeio com calma. Talvez seja uma boa ideia para um feriado prolongado.

Nós nos concentramos apenas em Holambra porque também íamos à Expoflora, que em si já toma um dia inteiro para não virar maratona. Ficamos no novo Hotel 1948, batizado em alusão ao ano de chegada dos holandeses à região. Tem minicozinha e está localizado no Centro, distante umas quadras do miolinho da Rua Dória Vasconcelos. Se você busca hotel em Holambra no Centro e próximo à Expoflora, existem outras opções perto do Lago Vitória Régia, o principal da cidade.

Localizado no Centro, o Hotel 1948 é novo e tem minicozinha

Ali fica o Deck do Amor, com um coração enorme. O lugar é muito buscado para fotos por apaixonados, que também deixam cadeados presos ao parapeito, uma prática que começou na Pont des Arts, em Paris, e se espalhou pelo mundo. Nosso filho até parou para fazer a foto a pedido de um casal que queria registrar o momento florido.

Emancipado em 1991, o município preserva a cultura e a culinária trazidas pelos imigrantes da Holanda que ali chegaram em meados do século 20. Se você não mora muito distante de lá, como nós, que vivemos na capital paulista, Holambra, cidade das flores do Brasil, pode ser um agradável e despretensioso destino de fim de semana ou feriado ao longo do ano todo.

Abaixo contamos o que achamos interessante nos três dias que passamos lá entre flores. Gostamos mais do que poderíamos imaginar. Joaquim até se divertiu fazendo fotos dançando com Tulipo, o mascote da Expoflora, num dos postes da Praça dos Coqueiros.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por #viagem | Como Viaja (@comoviaja) em

Cidade das flores até nas placas

“Há flores em tudo o que eu vejo”: foi impossível não lembrar da música dos Titãs. Compreensível, como aprendemos com a guia durante nossa visita aos campos de flores de Holambra, 45% da produção nacional de plantas ornamentais saem desse município com menos de 15.000 habitantes. Os produtores se agrupam em cooperativas. A Cooperflora se intitula a número 1 em flores de corte no Brasil, e Veiling Holambra, maior cooperativa de produtores, conta com a participação de 400 fornecedores da região.

Os desenhos de pedra portuguesa no calçamento do centro exibem tulipas, moinhos e tamancos holandeses.

Flores em desenhos de pedra portuguesa nas calçadas

Até as placas de trânsito têm formato de flores de Holambra. Uma curiosidade: a cidade tem apenas um sinal de trânsito. Fica na esquina da Rua Rota dos Imigrantes com a Rua Dr. Jorge Latour.

Tulipas até nas placas de trânsito

Junção de HOLanda, AMérica e BRAsil, o nome da cidade está sempre escrito perto de um canteiro de flores, como visto no Moinho Povos Unidos e no letreiro Eu Amo Holambra, na Praça dos Coqueiros. Fica em frente ao Parque Van Gogh, onde cavaletes com reproduções dos quadros do pintor holandês também exibem espécies de plantas ornamentais.

Letreiro com o nome da cidade para uma foto divertida

Campo de flores

Os famosos girassóis de Van Gogh também estão nos campos de flores da região. Mas esses têm data marcada para serem vistos: entre junho e começo de agosto. Já outras espécies podem ser apreciadas ao longo do ano todo. Uma informação importante: os produtores recebem os visitantes levados por agências locais.

É interessante pesquisar com elas que tipos de flores visitam. Nós fizemos o passeio a convite da Theos Turismo, que levava também até o cultivo de antúrios, além de gérberas e flores do campo. Foi uma tarde deliciosa e literalmente bela em família. Leve a máquina ou o celular com bateria porque as cores e formas rendem bonitas fotos.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por #viagem | Como Viaja (@comoviaja) em

Onde comprar flores em Holambra

Durante a visita a campo de flores, veja se os produtores vendem mudas, pois os preços costumam ser mais em conta do que os encontrados nos grandes centros. Nós compramos girassol, antúrio e orquídea. Ainda que você vá apenas visitar a cidade no interior paulista, sobram opções de onde comprar flores em Holambra.

Antúrios à venda durante a visita ao produtor da planta

Localizada no Centro, a Pronta Flora funciona em sistema de autosserviço. É uma das lojas bem procuradas para comprar mudas de flores em Holambra. Mas, antes da chegada à cidade, na Rodovia Aziz Lian (SP-107), o visitante já encontra várias opções. Entre elas, Holambelo e Gran Flora, que vende no varejo pelo preço de atacado. Bem perto do Portal de Holambra, estão outras, como Gardencenter e Flores na Mão.

O Ceaflor, aberto na mesma SP-107, tem 44.000 m² cobertos num terreno de 126.000 m² no total. O mercado reúne produtores de vários estados — mesmo distantes dali, como Rondônia — e vende de flores e plantas ornamentais a acessórios usadas em decorações e festas, de vaso de vidro a fitas.

Doces e sorvetes de flores

Dá para provar até sorvete e doce de flores em Holambra, como os que experimentamos na Zoet et Zout, conhecida também por um nome mais simples, Confeitaria do Lago. Provamos doce de flor de laranjeira e sorvete de rosa.

Doces feitos com flor de laranjeira e rosas, na confeitaria Zoet et Zout

Além dos sabores de flores, há os sorvetes cremosos de stoopwafel e de speeculas, dois biscoitos típicos de Holambra. Deliciosos, eles são facilmente encontrados nas confeitarias e lojas de Holambra e são uma boa opção de presentinho para amigos e família. Ao lado de vasos e mudas de flores, é claro.

Por Nathalia Molina e Fernando Victorino

Por: Como Viaja

Nathalia Molina e Fernando Victorino escrevem o Como Viaja, com dicas de viagem e destinos. Jornalistas, os dois adoram conhecer culturas, hotéis e gastronomia. Na montanha, na praia ou na cidade. Sozinhos, a dois ou com o filho, Joaquim.Veja mais em comoviaja.com.br e @ComoViaja nas redes sociais

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Como Viaja da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
Coronavírus: dicas valiosas para você que tem viagens marcadas no meio da pandemia
Fronteiras fechadas, vôos suspensos e reservas canceladas. Se você tinha viagem marcada e precisou mudar os planos por causa do …
2
03:32
Viva Chile: um passeio pela beleza da Cordilheira dos Andes
Está com viagem marcada para Santiago e ainda não faz ideia do que fazer na capital chilena? Então, antes de …
3
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
4
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece.--------------------------------------------------------DIREÇÃO: …
5
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
6
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …
7
01:31
O que fazer em caso de bagagem extraviada pela companhia aérea?
Um dos maiores medos de que vai pegar o avião é perder a bagagem. Saiba como proceder em uma situação …
8
01:17
Sky Costanera, o maior observatório da América Latina
O Sky Costanera é considerado o maior observatório da América Latina e fica em Santiago, no Chile. Nele é possível …