CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Itália: O que ver, fazer e comer em Vêneto

O cenário típico da costa de Vêneto é a lagoa veneziana e, nesta mesma lagoa, fica talvez a cidade mais única do mundo -Veneza

Por: Redação

Localizada no nordeste da Itália, a região do Vêneto se estende das Dolomitas ao Mar Adriático, por meio de uma extensa gama de colinas e um vale sulcado por rios, canais e pelo delta do rio Po.

O cenário típico da costa de Vêneto é a lagoa veneziana e, nesta mesma lagoa, fica talvez a cidade mais única do mundo –Veneza, visitada por milhões de turistas todos os anos.

Crédito: Bluejayphoto/iStockO Grande Canal com a basílica di Santa Maria Della Salute à dir., em Veneza

No entanto, todo o Vêneto, uma região com mil faces diferentes, é o guardião de tesouros naturais, artísticos e tradicionais da Itália.

Vêneto expressa uma variedade extraordinária em seu cenário: das Dolomitas, mergulhadas nos tons avermelhados do pôr do sol, até a costa leste do lago Garda e Peschiera del Garda, Torri del Benaco e outros destinos turísticos. Longas praias de areia se alternam com resorts conhecidos, como os de Jesolo, Bibione, Cavallino e Caorle.

Crédito: Eurotravel/iStockOrla da pequena comuna de Jesolo, às margens do Mar Adriático

Neste cenário natural espetacular encontra-se uma rica herança cultural que torna o Vêneto uma região tão fascinante, desde suas cidades de arte até as magníficas vilas paladianas espalhadas pela Riviera Brenta. E não se deve esquecer as pequenas aldeias de Arquà Petrarca, Monselice, Asolo e Bassano del Grappa que reúnem os aspectos mais típicos desta região diversificada e variada.

BRASILEIROS PODEM ENTRAR EM MAIS DE 150 PAÍSES SEM VISTO; CONFIRA

Vêneto também é o destino ideal para férias de conforto e relaxamento, graças às suas águas termais com valiosas propriedades terapêuticas: as suaves encostas das colinas de Euganean abrigam as instalações bem equipadas dos spas euganeanos: Abano, Montegrotto e Teolo, onde os hóspedes podem combinar tratamentos e terapias com agradáveis ​​excursões às áreas próximas.

Crédito: LucaLorenzelli/iStockVilla Duodo, uma das atrações de Monselice, perto de Pádua, na região de Vêneto

O que ver

Vêneto é uma região com inúmeras atrações naturais e artísticas, além de uma ampla variedade de locais e pontos turísticos.

A primeira parada em sua jornada de descoberta, naturalmente, deve ser Veneza, um Patrimônio Mundial da Unesco que também compreende sua lagoa, ilhas e o Grande Canal, ladeado por edifícios antigos e decorados que lembram o esplendor da antiga República Marítima.

Crédito: RTEMagicC/Italia.it O Carnaval de Veneza é uma dos mais tradicionais do mundo

Veneza, famosa por seu histórico Carnaval, vidro de Murano e renda de Burano, pode ser visitada a pé, através de pequenas pistas (chamadas calli) e por inúmeras pontes -ou de barco- de barcos a vapor a gôndolas, transportando passageiros pelos canais para admirar algumas das paisagens mais especiais do mundo.

Piazza San Marco, com sua Basílica exibindo mosaicos e cúpulas bizantinas; o Palácio Ducal, o labirinto de ruas marcadas por lojas e oficinas; igrejas decoradas com pinturas, esculturas e afrescos; museus e até as praças mais escondidas são inesquecíveis.

Crédito: Leonid Andronov/iStockVista panorâmica de Verona, uma das cidades que ficam na região do Vêneto

Outro patrimônio da lista da Unesco é o centro histórico de Verona, uma mistura única dos estilos arquitetônicos renascentista, medieval e romano.

Os monumentos mais famosos da cidade são a varanda romântica de Julieta, famosa pela tragédia de Shakespeare, e a arena, que se torna uma espetacular casa de ópera ao ar livre durante o verão.

Crédito: RossHelen/iStockEstátua de Julieta com o famoso balcão retratado na obra “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare

A natureza é outra das excelências do Vêneto: as Dolomitas foram recentemente incluídas na lista da Unesco devido à sua forma notável e à fascinante interação de luz entre seus picos e pináculos.

Este é o lugar ideal para os entusiastas do esqui: uma imensa área com quilômetros de pistas e resorts bem equipados – o primeiro entre eles, o exclusivo e elegante Cortina d’Ampezzo, a “pérola” das Dolomitas e um dos resorts de montanha mais famosos no mundo.

f

Crédito: Capela Scrovegni/iStockUm dos afrescos de Giotto na Capela Scrovegni, em Padova

Pádua, a cidade da cultura, oferece aos visitantes muitas atrações, desde a Basílica de Santo Antônio, um destino de turismo religioso, até a maravilhosa Capela Scrovegni, uma obra-prima atemporal inteiramente afrescada por Giotto. Seu Jardim Botânico do século 16, rico em ervas medicinais, também é um Patrimônio Mundial.

O centro histórico de Vicenza, caracterizado pelo estilo clássico do arquiteto Andrea Palladio, também recebeu o status de Unesco, juntamente com as maravilhosas casas imponentes que ele projetou, incluindo as impressionantes Villa Capra Valmarana e Villa Poiana, cercadas por grandes parques.

Crédito: Faabi/iStockMuralhas medievais de Castelfranco

Esta região tem muito mais surpresas reservadas para os visitantes de Belluno, Treviso e Rovigo. Até as cidades mais pequenas estão repletas de história e cultura: Asolo, uma pitoresca vila medieval; Possagno, dominado pelo mausoléu de Canova; e as cidades muradas de Cittadella, Monselice, Montagnana e Castelfranco Veneto, agora são parte da paisagem regional.

O que fazer

Montanha, mar ou colina: a região de Vêneto oferece férias emocionantes em um ambiente natural, com oportunidades para esporte, relaxamento e experiências agradáveis.

Das Dolomitas a Lessinia, resorts famosos como Cortina d’Ampezzo, Falcade, San Vito di Cadore e outros oferecem experiências inigualáveis ​​para os entusiastas de esportes de inverno: pistas cheias de adrenalina para esquiar ou praticar snowboard, rafting, escalada, trekking em todos os níveis, cursos especiais para esqui cross-country, caminhadas com raquetes de neve e emocionantes corridas de trenó de cachorro.

Crédito: DaLiu/iStockVista do Monte Antelao, com seus 3.263 m de atitude com o pequeno vilarejo de San Vito di Cadore ao seu pé

A costa dourada que se estende de Bibione a Cavallino é perfeita para se exercitar: vôlei de praia, vela, surf, esqui aquático e ciclismo em pinhais frescos e arredores intocados. Aproveite a vida noturna nos modernos bares e clubes de resorts turísticos. Os fãs de golfe encontrarão vários “greens” nas colinas, com o lago Garda ao fundo ou perto da costa.

Os amantes da natureza podem fazer excursões ou seguir trilhas nas áreas protegidas de Vêneto, como o Parque Nacional das Dolomitas de Belluno, conhecido por sua paisagem de tirar o fôlego, ou o Parque de Lessinia, onde você pode ver a fauna típica do sopé dos Alpes.

Crédito: RobertBreitpaul/iStockLago di Braies, na região dos Alpes italianos

Você pode visitar muitos lugares enquanto pratica mountain bike, incluindo o Planalto Asiago, que é atravessado por uma rede de trilhas com diferentes níveis de dificuldade, em meio a paisagens extraordinariamente bonitas.

O charmoso delta do Pó e as outras áreas da lagoa, dominadas pelo reflexo do céu na água e povoadas por centenas de espécies de pássaros, são um verdadeiro paraíso para quem gosta de observar pássaros e fotografar a natureza, enquanto as margens do lago Garda, cercada pela vegetação mediterrânea típica, oferece muito espaço para esportes aquáticos, vela, canoagem e mergulho.

foto

Você pode desfrutar de uma estadia relaxante nos muitos spas da região, incluindo a famosa Terme Euganee (Euganean Spas), com tratamentos e terapia de beleza para restaurar o equilíbrio entre corpo e mente.

Os amantes da boa comida podem seguir as muitas trilhas do vinho: de Bardolino a Pramaggiore, de Conegliano a outras áreas que se tornaram conhecidas por sua produção de vinho, parando nas vinícolas para provar excelentes vinhos e produtos típicos.

Crédito: Flavio Vallenari/iStockVista dos parreirais de Bardolino com o lago di Garda ao fundo

A agenda de eventos está sempre cheia; alguns desses eventos são reconhecidos mundialmente, especialmente a Bienal e o Carnaval de Veneza, seguidos de exposições e mostras de arte, vários festivais religiosos e de vilarejos e feiras de alimentos (sagre), até mesmo nas menores vilas da região.

O que comer

Embora a culinária seja diferente de uma província para outra, a comida da região é baseada em alguns ingredientes comuns: arroz, legumes e principalmente polenta.

Crédito: Radicchio vermelho /iStockO radicchio vermelho de Treviso

Polenta, particularmente amada pelos nativos de Vêneto, é preparada e consumida com carne, peixe ou queijo. O feijão de Lamon (província de Belluno) é um produto típico da região, assim como os aspargos de Bassano del Grappa, o aipo de Verona e o radicchio vermelho de Treviso, que se tornou um ingrediente universal mesmo fora de Treviso.

Outra especialidade desta província é a soapa calda, uma sopa quente com pombo e frango; nas áreas próximas dos Alpes, você também pode comer cogumelos e veados, enquanto o platô de Asiago é conhecido por seu queijo.

Crédito: Olga_Gavrilova/iStockMercado de peixes frescoes em Veneza

Na lagoa, por outro lado, são frutos do mar.

Entre os pratos típicos da região estão o risoto com vieiras, camarões e chocos, saor (sardinha marinada com vinagre e cebola), bacalhau seco ou bacalhau ao estilo Vicenza. A enguia cozida (bisato) é uma especialidade veneziana.

Crédito: Bulgnn/iStockVêneto produz ótimos vinhos tintos e brancos

Existem muitas sobremesas típicas, incluindo bolinhos, zaletti (biscoitos de polenta), carnaval galani (doces) e o pandoro de Verona que mais tarde se tornou nacionalmente famoso.

Vêneto também possui uma produção extensa e valiosa de vinhos tintos e brancos, incluindo Amarone di Valpolicella, Breganze Bianco, Bardolino e Soave, para citar apenas alguns.

Os vinhos com passas são melhor representados pelo Recioto di Soave; os vinhos espumantes (espumante) também são os favoritos, em especial o Prosecco da Conegliano-Valdobbiadene. A produção de grappa é notável em Bassano del Grappa e em Coneglian,

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.