Roteiro de 7 dias para conhecer Mendoza, na Argentina

Localizada aos pés dos Andes, região argentina abriga 1000 produtores de vinho

Por: Redação | Comunicar erro

Mendoza, na Argentina, é reconhecida mundialmente por sua produção de vinhos. Com mais de mil vinícolas abertas à visitação, é, inclusive, a maior produtora da América Latina, se destacando principalmente pela uva Malbec.

Mas nem só de vinho vive a região argentina. Com diversas belezas naturais em paisagens que se dividem entre rios, lagos, montanhas nevadas e deserto, a cidade argentina rende um roteiro incrível que agrega dois dos fatores mais buscados pelos brasileiros quando viajam para fora: neve e vinho.

Crédito: pawopa3336/iStockVinhedo nos arredores de Mendoza, na Argentina, com a Cordilheira dos Andes ao fundo

Com ajuda do pessoal da Brasileiros em Ushuaia, operadora especializada em destinos da Patagônia argentina, elaboramos um roteiro de sete dias para você descobrir todas as maravilhas dessa cidade. Confira abaixo:

Dia 1 – Bodegas

Crédito: DivulgaçãoReserve um dia para visitar as vinícolas e degustar os melhores vinhos argetinos

É imperdível visitar as regiões de cultivo de uva na cidade. Vale a pena fazer um roteiro com guia visitando desde as vinícolas mais antigas até as modernas e degustar os melhores vinhos locais.

Dia 2 – Alta Montanha

O circuito permite conhecer a região de Potrerillos, Uspallata e Valle Cordilheirano com suas incríveis formações e coloridos montes. Percorrendo a Rota Internacional 7, o percurso leva, ainda, até o grande cordão frontal da Cordilheira dos Andes e ao centro de Esqui Los Penitentes, Puente del Inca com suas fontes de águas termais e sulfurosas.

Crédito: MartinIsaac/iStockO monte Aconcagua é o pico mais alto das Américas, com 6.962 m de altitude

Por fim, há uma parada no Observador do Cerro Aconcagua, o “gigante da América”, com 6.962 metros seguindo para Las Cuevas, a última cidade Argentina antes da fronteira com o Chile.

Dia 3 – Villavicencio

Outro circuito pela Ruta 7, dessa vez indo na direção noroeste. O percurso passa por um caminho histórico que já foi o ponto geográfico de uma das colunas do Exército Libertador em direção ao Chile, modelo do elo e o monumento de Canota.

Crédito: Leandro Kibisz/Wikimedia CommonsCruz de Paramillos é ideal para apreciar a enorme beleza da Cordilheira dos Andes

Depois, chega-se aos caracoles as mais de 350 curvas de Villavicencio (caracoles). O pitoresco caminho vai desde o hotel com seus jardins até a Cruz de Paramillos, a 3.200 metros. A vista do alto é incrível!

Dia 4- Vinho e Oliva

É impossível conhecer todas as vinícolas de Mendoza em apenas um dia, então separar mais um ou dois dias para fazer um tour por adegas como a Tempus Alba, a Olivícola Pasrai, a Bodega Luigi Bosca e a Clos de Chacras, é indispensável.

Crédito: DivulgaçãoRestaurante da bodega Clos de Chacras

Dia 5 – Vinhos e sabores de Maipú

Em um terceiro dia dedicado ao produto mais famoso da região, é possível visitar espaços como a Bodega Trapiche, a Bodega Sin Fin e a fábrica de azeite Zuelo de Familia Zuccardi.

Dia 6 – Atuel Canyon

Depois de um verdadeiro mergulho no enoturismo, que tal um passeio diferente? Esse roteiro segue em direção às terras do sul chegando a San Rafael –a 230 quilômetros de Mendoza. O percurso visita ainda a ilha do rio Diamante e o Cânion do rio Atuel com sua incrível combinação de cor, formas e suas paredes rochosas derivadas da erosão.

Dia 7 – City tour

Crédito: DivulgaçãoVista da cidade de Mendoza, com os Andes ao fundo

Por último, vale a pena fazer um passeio pela cidade antiga, descobrindo seus pontos turísticos mais interessantes como a Alameda Microcentro, o Bairro Cívico, o Parque General San Martin, o Cerro Gloria, e muito mais.

Dicas extras

Os brasileiros que visitam Mendoza não precisam de visto ou passaporte para entrar na Argentina, podendo viajar somente com carteira de identidade dentro da validade de dez anos. Também não é exigida nenhuma vacina.

A moeda utilizada é o peso argentino, mas em Mendoza, assim como outras cidades já bastante preparadas para o turismo, o dólar também é bem aceito em lojas.

1 / 8
1
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
2
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
3
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
4
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
5
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
6
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
7
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …
8
07:44
Saiba tudo sobre os métodos anticoncepcionais
Prevenção é essencial quando o assunto é relação sexual. Hoje, há outros modos de prevenção que vão além da pílula e …