San Francisco tem museu que é um paraíso para os ‘instagramers’

A piscina de granulados é a atração mais procurada e fotografada do 'Museu do Sorvete'

Por: Redação

O Museu do Sorvete é uma das atrações inusitadas e muito concorridas de San Francisco. Como os ingressos são vendidos exclusivamente pela internet, é preciso se programar com antecedência para visitar o espaço que virou fixo desde 2017 após passar por Nova York, Miami e Los Angeles.

Pensando nesse agradável e único passeio, San Francisco Travel (órgão responsável pelo turismo da cidade) preparou algumas dicas de tudo que você precisa saber para se aventurar nesse doce museu. Confira abaixo:

O museu

Crédito: Divulgação/MOICPiscina do Museu do Sorvete de San Francisco

O Museu do Sorvete (MOIC, na sigla em inglês) foi fundado por Mary Ellis Bunn e Manish Vora, que chegaram à conclusão de que Nova York já não tinha mais coisas novas para fazer. Para eles, nada teria tanto potencial para conectar os millennials a um projeto de arte como experiência do que um evento cuja temática fosse o sorvete.

A primeira instalação foi inaugurada em 2016, em um espaço de 465 m² no Meatpacking District, em Manhattan. Os ingressos esgotaram em três dias. Sentindo o cheirinho do sucesso, a dupla mirou outras cidades, como Miami, Los Angeles e agora San Francisco.

Crédito: Divulgação/San Francisco TravelAs instalações do Museu do Sorvete foram pensadas nos millennials

O que você vai encontrar

A piscina de granulados é a atração mais procurada e fotografada, mas o museu também oferece muitas outras salas e delícias. As atividades do espaço foram artisticamente criadas para mostrar as guloseimas favoritas de todos em uma escala inimaginável e de um jeito totalmente imersivo.

As versões temporárias do MOIC tinham paletas de picolé, uma homenagem à jujuba nas cores do arco-íris e uma galeria de bananas suspensas. As instalações de lá são sazonais, então, sempre há um motivo para conferir algo novo (e doce!).

Crédito: Divulgação/San Francisco TravelA piscina de granulados é a atração mais procurada e fotografada

Confira o Cafe1905C, localizado na entrada e aberto ao público nos horários de funcionamento do museu. Homenageando o famoso tom de rosa da escala Pantone do MOIC, o local serve delícias como sorvetes com sabores da casa, guloseimas e bebidas com sabores inspirados nas obras.

Em épocas temáticas, o museu entra no clima e prepara novas atrações, como grandes árvores natalinas, por exemplo. Vale visitá-lo nessas épocas!

O ingresso para visitar o Museu do Sorvete custa US$ 38 (R$ 150). As entradas são vendidas exclusivamente pela internet (museumoficecream.com).

Como chegar

Crédito: Divulgação/San Francisco TravelE é claro, tem sorvete de verdade também

Localizado a alguns quarteirões da Union Square e bem próximo à Market St., é fácil chegar ao Museu do Sorvete de San Francisco a pé partindo de qualquer ponto do centro da cidade, especialmente pela proximidade com as estações Powell St. e Montgomery e do BART. As vagas para estacionar na rua são escassas na região, mas há vários estacionamentos rotativos a alguns quarteirões do museu.

Se você pretende fazer outros programas no mesmo dia, sugerimos um roteiro com outros pontos turísticos pra conhecer em San Francisco.

Union Square

Crédito: IStockVista panorâmica da Union Square

Fazer compras é um esporte que se leva a sério na região da Union Square, que oferece lojas de departamentos, boutiques de luxo e lojas de souvenir para turistas. A praça em si é um oásis urbano e serve de palco para eventos que vão desde shows a filmes. Além disso, é um lugar privilegiado para observar a movimentação da cidade em qualquer dia da semana. A praça também concentra os teatros da cidade, com pérolas como o American Conservatory Theater (ACT) e o The Curran.

Chinatown

Crédito: SmithsonianA Chinatown é um dos bairros históricos de San Francisco

Saindo do Museu do Sorvete, a apenas quatro quarteirões subindo a Grant Ave., está o Dragon’s Gate, o pórtico da lendária Chinatown de São Francisco. De chás a lojas com itens de jade e ervas medicinais, Chinatown é uma aventura sem fim que deve ser vivenciada por todos que visitam a cidade.

SoMa

Crédito: DivulgaçãoInterior do Museu de Arte Moderna de San Francisco

A maior concentração de obras de arte a céu aberto e museus da Costa Oeste aguarda os visitantes bem do outro lado da Market St. Do internacional Museu de Arte Moderna de San Francisco (SFMOMA) aos pequenos e riquíssimos, como  Museu da Diaspora Africana (MoAD) e o Museu Judaico Contemporâneo, essa região é a meca dos museus como nenhum outro lugar do mundo. Não deixe de dar uma passada no Yerba Buena Gardens, o espaço verde mais vivo e relaxante do centro de San Francisco e palco de shows e apresentações gratuitas no verão.