CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Viajar depois dos 60: engane o relógio e viaje!

Para nós que já vivemos seis, sete ou mais décadas, parece que o tempo corre ainda mais depressa.

Por: Mariuccia Ancona Lopez, do blog Tempo de Viaja

O tempo está passando rápido demais? Começou a semana e logo já é sexta-feira? Esta parece ser uma percepção de quase todos, porém é mais intensa nos mais velhos.

Para nós que já vivemos seis, sete ou mais décadas, parece que o tempo corre ainda mais depressa. E dá, sim, uma sensação de angústia. Uma aflição, consequência do tempo psicológico, que é como nossa mente percebe a passagem do tempo.

Crédito: Arquivo pessoalO relógio astronômico medievalda cidade de Praga, na República Tcheca

Angústia que vem da repetição de tarefas iguais todo santo dia. Porque o tempo, de verdade, não existe e isso que a gente considera como tempo, medido pelas horas que a Terra gira em torno de si é apenas um parâmetro da astronomia.

Crédito: Arquivo pessoalEstação de trem na Suécia

Quer um exemplo? Você desembarca pela manhã no seu destino de férias, passeia o dia todo, vê cenários diferentes escuta um outro idioma, percebe formas e jeitos totalmente diversos do seu lugar de origem. No final do dia, apenas 12 horas após a sua chegada, a sensação é de estar há pelo menos dois dias por lá. E esta sensação continua a se repetir durante toda sua permanência. Três dias parecerão uma semana, dez dias equivalem a um mês e assim por diante.

Ao viajar você quebra o círculo vicioso, a lenga-lenga de todo dia e oferece à sua mente a oportunidade do novo.

Muitos especialistas indicam várias formas para combater essa angústia do tempo que parece correr mais depressa. Entre elas, jardinagem, ioga, meditação, esporte, atividades físicas, artesanato, novas amizades. E viajar. Sim porque viajar é buscar algo novo, é se entregar ao inusitado, é ter que aprender novas coisas sejam novas palavras numa língua estrangeira, sejam caminhos para os passeios, sejam novos hábitos. É exercitar corpo e mente e liberar adrenalina e endorfina. Seu corpo agradece e sua alma, devidamente nutrida de felicidade, ainda mais.

É tempo de viajar, viu? Vamos lá!

A jornalista Mariuccia Ancona Lopez dá dicas sobre viajar depois dos 60 no blog Tempo de Viajar

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.