Cresce o número de adolescentes grávidas na periferia de São Paulo

Um levantamento feito pela Unicef aponta um crescimento no número de meninas grávidas entre 15 e 19 anos nas regiões periféricas de São Paulo.

A situação é inversa nos bairros mais próximos ao centro da cidade, onde os registros caem ano após ano.

Dos dez distritos mais pobres de São Paulo, em 2009, 25% do total de bebês tinham mães adolescentes. Em 2017, esse número subiu para 31%.

Entenda mais sobre o tema no vídeo acima.