Últimas notícias:

Loading...

Casa do Hip Hop de Diadema completa 23 anos. Confira a programação

O VilaMundo é uma iniciativa do Instituto Acqua em parceria com a Catraca Livre

Por: Redação

O domingo (07/08) será marcado pela grande comemoração do aniversário de 23 anos da Casa do Hip Hop de Diadema. O evento será partir das 9 horas e o primeiro  no local com atividades presenciais desde o início da pandemia de Covid-19 e consolida a retomada das oficinas no equipamento.

Crédito: Foto: Dino SantosEvento contará com campeonato de basquete, disputa de breaking e show de artistas como Rincon Sapiência e Dexter. Foto: Divulgação.

“Esse equipamento é um pouco fora da curva, formou muitas pessoas, muitos jovens, não apenas na questão do hip hop, mas como ser humano, ser pessoas dignas e não partir para o lado errado da vida”, afirmou o coordenador do equipamento, Jean B. “A reconstrução da casa, depois de um tempo sombrio, é reflexo das políticas públicas que estão acontecendo em Diadema e vão se refletir no Brasil no ano que vem, quando vamos voltar a respirar”, completou

Jean B é filho de Nelson Triunfo, grande nome do hip hop nacional, e sua trajetória de vida pessoal se mistura à do equipamento. “Cresci aqui dentro, então me sinto muito à vontade em estar aqui. E ao mesmo tempo, tenho um pouco de preocupação, porque cheguei (a coordenador) num momento ruim da casa, quando ela estava abandonada e já não tinha mais tanto impacto social como teve nos anos 1990”, ponderou.

O coordenador destacou que assumiu o comando da Casa com a missão de reviver o equipamento que é o mais importante da América Latina. “A primeira casa da América Latina. Então é uma missão bem complicada e bem árdua. A gente vem tendo sucesso. A galera está voltando a frequentar a Casa, as pessoas estão conscientes de que a Casa está aberta, então a gente está num processo de reconstrução muito árduo e que me dá até frio na barriga de pensar no caminho que temos pela frente”, declarou.

Jean afirmou que o tempo todo se lembra dos grandes momentos da Casa, dos grandes nomes que já passaram por lá e que isso tem dado força para tocar o trabalho e fazer com que o equipamento continue a transformar a vida das pessoas da cidade, especialmente dos jovens que vivem nas periferias.

O secretário de Cultura de Diadema, Deivid Couto, reforçou que a Casa do Hip Hop de Diadema é uma referência para a região e para o Brasil. “Sendo a primeira casa da linguagem na América Latina, traz consigo todo um histórico de ação cultural e perspectiva de futuro para seus frequentadores”, afirmou. “Temos muito orgulho da revitalização que fizemos no nosso primeiro ano de gestão, e sobretudo das ações que temos desenvolvido desde o início dos trabalhos”, completou. “Comemorar mais um aniversário da Casa em grande estilo demonstra todo o cuidado e olhar diferenciado que esse importante equipamento público cultural da nossa cidade merece”, finalizou.

A festa começa 9 horas da manhã com o campeonato de basquete 1×1 OnFire. Por volta de 11h, começa a seleção de B-Boy´s e B-Girls, que vai escolher os oito competidores que vão disputar um prêmio em dinheiro com outros oito convidados, todos ex-ganhadores da batalha de breaking. Todas essas atividades vão acontecer nas dependências externas da casa, que no seu interior, vai ter empreendedores ligados à economia solidária, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, e também à Secretaria de Segurança Alimentar, que vão vender alimentos e diversos produtos. “A parceria com as outras secretarias é muito importante, porque além de auxiliar o trabalho de quem trabalha com a economia solidária, apresenta a casa para quem ainda não a conhece”, afirmou Jean.

A partir das 15h40, a festa toma a rua, com apresentação de artistas da cidade, como O Cálice, 3KVolts, Lokomotiva K36, Kalemam City e Renan Inquérito, além da batalha de MCs com os convidados Zuluzão, Winnit, Motta e Nisque, além dos MCs selecionados durante o mês de julho nas batalhas que ocorrem em diferentes pontos da cidade. A festa vai ter ainda shows de Rincon Sapiência e Dexter, dois dos grandes nomes do hip hop nacional. Diariamente, a Casa do Hip Hop oferece diferentes oficinas, além daquelas que são a base da cultura hip hop: MC, DJ, grafite e break. Os munícipes também podem fazer aulas de capoeira, samba rock, trança afro (afro empreendedorismo), balé e oficinas de percussão voltada para escola de samba.

SERVIÇO
Aniversário da Casa do Hip Hop de Diadema
Dia 7 de agosto, a partir das 9 horas.
Rua Vinte e Quatro de Maio, 38, Canhema.
Telefone 4075-3792

DicaVilaMundo: Quer ficar por dentro de mais iniciativas culturais, sociais e sustentáveis? Siga o Instituto Acqua no Facebook e Instagram

Compartilhe:

?>