Nosso jeito de comemorar o aniversário de uma cidade

Por: Redação | Comunicar erro

Para homenagear São Paulo, o Catraca Livre, em parceria com a USP Cidades e Agência Tudo, homenageou com o Prêmio Cidadão SP 12 personalidades, em diferentes categorias, que fizeram de seu cotidiano a luta não só uma cidade melhor. Mas um mundo melhor.

Braz Nogueira e Maurício Vargas foram os maiores vencedores, escolhidos pelos júri do prêmio e o popular.

No evento realizado no Cine Caixa Belas Artes e com show de João Carlos Martins, apresentado por Marcelo Tas, houve uma homenagem especial a André Sturm, por ter salvo aquele cinema e as exposições que idealizou no Museu da Imagem e Som. Apoio: Caixa Econômica Federal.

1. Categoria Educação: Braz Nogueira

Seguindo a ideia de “uma escola sem muros”, os espaços da instituição de ensino foram reorganizados, o que propiciou mudanças tanto nos alunos quanto nos professores. Depois da reestruturação e da mudança metodológica propostas por Nogueira, a escola começou a seguir os seguintes princípios: escola como centro de liderança na comunidade onde está inserida, “tudo passa pela educação”, autonomia, responsabilidade e solidariedade.

2. Categoria Negócios/ Empreendedorismo: Kuniko Kohakura Yonaha

O pastel de feira é um dos maiores patrimônios de São Paulo. E são poucas as pessoas que podem afirmar que fazem o melhor pastel da cidade. Na verdade, é só uma: Dona Maria. Quer dizer, é assim que é conhecida a japonesa Kuniko Kohakura Yonaha, que chegou ao Brasil em 1963, quando ainda era proibido vender pastel nas feiras de SP – a prefeitura alegava que os botijões de gás eram perigosos.

3.  Categoria Cultura: Mel Lisboa

A atriz tem sido destaque na cena cultural por participar da Companhia Pessoal do Faroeste, no coração da cracolândia, região central de São Paulo.  Ela fez sucesso em 2001 quando interpretou Anita, uma jovem misteriosa que se envolvia com o personagem de José Mayer.

4.Categoria  Intervenção Urbana: Stela Goldenstein

Diretora Executiva do projeto “Águas Claras do Rio Pinheiro”. A ideia do projeto é aprofundar as discussões e o conhecimento coletivo sobre a questão da poluição do rio Pinheiros.

5. Categoria  Comunicação: Leonardo Sakamoto

É jornalista e doutor em Ciência Política pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Cobriu conflitos armados e o desrespeito aos direitos humanos no Brasil, no Timor Leste, na Angola e no Paquistão.

6. Categoria  Bem-Estar: Drauzio Varella

Respeitado médico cancerologista, natural de São Paulo, nascido no ano de 1943. Durante 20 anos, dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer (SP) e, de 1990 a 1992, o serviço de Câncer no Hospital do Ipiranga.

7. Categoria Tecnologia: Mauricio Vargas

Mauricio Vargas teve uma má experiência com um serviço. A partir daí, o empresário decidiu criar um portal para que cada consumidor pudesse relatar sua indignação diante de uma empresa. O Reclame Aqui foi criado em 2000 e hoje é mais do que um site para reclamar.

8. Categoria  Infantil: Wellington Nogueira

Ele introduziu no Brasil a iniciativa de palhaços a serviço da saúde nos hospitais.

9. Categoria Inclusão Social: Thiago Mundano

Há alguns anos, o artista passou a dedicar seu trabalho em algo que considera essencial para São Paulo: os catadores de material reciclável e suas carroças.

10. Categoria Mobilidade: Mara Gabrilli

Publicitária e psicóloga, ela perdeu a mobilidade do pescoço para baixo, um desafio diário que também se transformou em luta política por inclusão. Em 1997, fundou a ONG Projeto Próximo Passo e passou a ser referência na promoção da acessibilidade para deficientes físicos, pesquisa para cura de paralisias e projetos de inclusão social para atletas com deficiência.

11. Categoria Meio Ambiente: Renata Falzoni

Renata é ativista do transporte em bicicletas. Em 1989 fundou o Night Biker´s Club do Brasil e, em janeiro de 98, liderou a comitiva de ciclistas da Campanha Bicicleta Brasil, Pedalar é um Direito

12. Categoria Mobilização: Cecilia Lotufo

Cocriadora do Movimento Boa Praça e Conselheira eleita do Conselho Participativo Municipal e do CADES da Subprefeitura de Pinheiros. O Movimento  é uma iniciativa de moradores dos bairros Alto de Pinheiros, Lapa, Vila Romana e Vila Anglo que buscam uma cidade mais humana.

Jurados – a escolha do vencedor será feita através do seguinte juri:

Miguel Luiz Bucalem: USPCidades e presidente do juri desta edição
Maurício Magalhães: Agência Tudo
Gilberto Dimenstein: Catraca Livre
Lucas Fostes: Brasil Criativo
Anna Dietzsch: urbanista
Natacha Costa: Aprendiz
João Paulo Nogueira: Horas da Vida
Baixo Ribeiro:  Choque Cultural
Leão Serva: Folha de S.  Paulo

Compartilhe:

1 / 0