3 dias de festival de fotografia gratuito no IMS Paulista

O Festival Zum vai ter feira de fotolivros, palestras, oficinas e exposições de fotógrafos do mundo todo!

Por: Redação Comunicar erro
Até
30
de setembro 2018
Sexta - Sábado - Domingo
Diversos horários

Quem ama arte fotográfica já tem um programão para o fim de semana. Entre os dias 28 e 30 de setembro, o IMS Paulista recebe um festival de fotografia gratuito, que reúne grandes nomes da área para palestras, oficinas e exposições.

IMS Paulista
Crédito: Pedro Vannucchi - IMSCom uma grande variedade de atividades, que vão do cinema à música, sem esquecer da gastronomia, o IMS Paulista tem a fotografia como a grande protagonista

É o Festival Zum, que também oferece uma feira de fotolivros no sábado, das 13h às 19h, e no domingo, das 12h às 19h, com a participação de 35 editoras, como Travessa, Casa Plana, Masp, Olhavê, Livro Inventado, Sismo, Bazar do Tempo e Motta Press.

Os debates abordam os mais diversos assuntos. Na sexta, dia 28, às 19h30, a fotojornalista italiana Letizia Battaglia fala sobre violência e máfia, contando detalhes sobre a documentação que fez da máfia de Palermo a partir dos anos 1970, com mediação de Laura Capriglione.

Nos dias 29 e 30, das 10h às 20h, acontece na biblioteca a Exposição da Convocatória de Fotolivros 2018. No dia29, às 11h, editores e autores comentam destaques da Convocatória de Fotolivros de 2018.

Os debates do sábado começam às 15h com o artista Nuno Ramos falando sobre a política da imagem, com mediação de Agnaldo Farias. Ele comenta os novos trabalhos, como foco em televisão e redes sociais. Depois, às 17h, Virginia de Medeiros e Jaime Lauriano abordam gênero, sexo e classe, discorrendo sobre obras que abordam esses universos. Por fim, às 19h, a fotógrafa norte-americana Susan Meiselas, da agência Magnun, discute o jornalismo em contexto com mediação de Dorrit Harazim. Ela faz um balanço de seus projetos, com foco nos violentos conflitos da América Latina, sobretudo na Nicarágua e El Salvador.

No domingo, dia 30, as conversas também começam às 15h, com o fotógrafo nipo-brasileiro Tatewaki Nio comenta seu projeto sobre as influências arquitetônicas e a migração humana entre Nigéria, Benin e Brasil. Mais tarde, às 16h30, Sofia Borges apresenta “A infinita história: oficina-performance”.

Os ingressos para os debates no Cineteatro, que acontecem durante o festival gratuito de fotografia, são distribuídos com 60 minutos de antecedência. Acompanhe a programação completa do Festival ZUM aqui.