FLUP: Gilberto Gil, Liniker e mais em debates e batalha de poesia

Cinema GRÁTIS: Cinefantasy exibe 64 filmes do universo fantástico

Filme "Mata Negra" é um dos brasileiros exibidos no festival
Até
11
de novembro 2018
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Diversos horários

site: www.centrocultural.sp.gov.br

telefone: (11) 3397-4002

email: ccsp@prefeitura.sp.gov.br

facebook: www.facebook.com

Centro Cultural

8ª edição do evento reúne 64 produções do Brasil, Guatemala, Polônia, França, Portugal, Reino Unido, Espanha, Moldávia, Tailândia, China e Argentina

Está chegando a 8ª edição do Cinefantasty, festival GRATUITO que reúne filmes de vários países que exploram o universo fantástico. Este ano, entre os dias 6 e 11 de novembro, espere encontrar no CCSP – Centro Cultural São Paulo obras de fantasia, terror e ficção científica, que se dividem em três sessões diárias.

Foto do filme "Mata Negra", mostrando uma mulher com o rosto ensanguentado
Crédito: ReproduçãoFilme “Mata Negra” é um dos brasileiros exibidos no festival

Quem AMA esse tipo de produção encontra 64 produções longas e curtas metragens do Brasil, da Guatemala, da Polônia, da França, de Portugal, do Reino Unido, da Espanha, da Moldávia, da Tailândia, da China e da Argentina. Basta chegar com antecedência e pegar o ingresso.

O festival é dividido em 8 mostras competitivas: Animação, Espanha Fantástica, Estudantes e Amadores, Fantasia, Ficção Científica, Horror, Mulheres Fantásticas e Longas.A homenageada desta edição é a brasileira Juliana Rojas, diretora de diretora de filmes como “Sinfonia da Necrópole”, “Trabalhar Cansa” e “As Boas Maneiras”.

Entre os nacionais, destacam-se “O Barco”, de Petrus Cariry, que retrata uma mulher que decifra o futuro por meio dos seus 26 filhos; e os de terror “A Mata Negra”, de Rodrigo Aragão, sobre uma garota que encontra um livro de magia; e “Terra e Luz”, dirigido por Rennè França, que é ambientado em um futuro pós-apocalíptico, quando seres humanos foram exterminados por criaturas que se assemelham a vampiros.

Já entre os internacionais,  os destaques ficam para o premiado thriller português “Uma Vida Sublime”, de Luís Diogo, sobre um médico com uma vida perfeita que tenta combater a tristeza dos outros com dois métodos radicais, e “Eullenia”, que explora uma tragédia pessoal e, com isso, faz uma crítica ácida aos magnatas tailandeses. O filme tem direção de Paul Spurrier (de “P”), primeiro diretor ocidental a dirigir um longa em tailandês.

Confira a programação completa no site.

Compartilhe:

Autor: Por: Redação