John Lennon no MIS: exposição revela dia a dia do ex-Beatles

Após sete meses fechado, o Museu da Imagem e do Som reabre respeitando todos os protocolos de segurança e higiene

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Está preparade para o retorno de mais uma megaexposição em São Paulo? O Museu da Imagem e do Som (MIS) reabre com a mostra “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”, inaugurada em 13 de março de 2020 – e suspensa temporariamente desde 17 de março, devido à pandemia da Covid-19.

A exposição é uma grande comemoração aos 80 anos de nascimento e 40 anos de legado do ex-Beatles e um dos maiores músicos da história!

John Lennon em Nova York por Bob Gruen no MIS
Crédito: Bob GruenO MIS apresenta, pela primeira vez no país, a exposição “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”

A mostra exibe imagens do fotógrafo Bob Gruen, que acompanhou o dia a dia de John Lennon em Nova York. Gruen é um dos maiores fotógrafos da cena rock’n’roll mundial ainda em atividade!

De John Lennon a Johnny Rotten; de Muddy Waters aos Rolling Stones; de Elvis a Madonna; de Bob Dylan a Bob Marley; de Tina Turner a Debbie Harry, ele capturou a cena musical durante mais de quarenta anos em fotografias que se tornaram reconhecidas mundialmente.

A conexão dos dois artistas acontece pouco tempo após o cantor se mudar para NY, em 1971. Nessa época, Gruen se tornou fotógrafo e amigo pessoal de John Lennon e Yoko, fazendo fotos de sua vida profissional e de momentos em família.

Em 1974, ele criou as imagens icônicas do cantor vestindo uma camiseta da cidade de Nova York em frente à Estátua da Liberdade, fazendo o sinal de paz – duas das imagens mais populares de Lennon.

John Lennon em Nova York por Bob Gruen no MIS
Crédito: Bob GruenNuma grande comemoração aos 80 anos de nascimento e 40 anos de legado de John Lennon, um dos maiores músicos da história, a exposição exibe imagens do fotógrafo Bob Gruen

“John Lennon em Nova York por Bob Gruen” ocupa dois andares do MIS e exibe mais de 130 imagens, além de uma seleção inédita de 40 fotos vintage que são expostas em ampliações originais feitas pelo fotógrafo.

Durante o percurso, os visitantes acompanham uma trilha sonora com sucessos de Lennon, entre eles “Power to the People” e “Whatever Gets You Thru the Night”.

O público também confere uma linha do tempo que vai da chegada de John e Yoko em Nova York, em 1971, quando se instalaram no bairro de Greenwich Village, ao dia 8 de dezembro de 1980, quando o cantor foi assassinado, na entrada do edifício Dakota.

Dividida em sete áreas e apresentada em ordem cronológica, a exposição conta com curadoria do jornalista Ricardo Alexandre. Entre elas estão: “New York City” (primeira época de John e Yoko em Nova York, marcada por maior atividade política e problemas com a imigração); “Lost Weekend” (período entre 1973 e 1975, em que John e Yoko ficaram separados); e “Dono de casa” (Yoko fica grávida e Lennon se retira da vida pública – parte das fotos mais íntimas e exclusivas está nessa seção).

Medidas de segurança e higiene

Neste primeiro momento a exposição fica aberta em horário reduzido e com capacidade de 60%, em respeitos às orientações sanitárias. Para acessar o MIS os visitantes terão a temperatura aferida na entrada, deverão utilizar máscaras de proteção, manter distância de dois metros entre as pessoas, respeitar a capacidade máxima de cada sala e ter atenção às lixeiras específicas para descarte de máscaras e lenços.

A exposição segue até 31 de janeiro de 2021 com visitas abertas de sexta-feira a domingo, das 12h às 18h. Às sextas a entrada é gratuita e nos demais dias os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Todos os ingressos devem ser reservados e comprados pela internet.

A loja do MIS, onde o público encontra o catálogo da exposição “John Lennon em Nova York por Bob Gruen”, permanece aberta nos mesmos horários e também segue todos os protocolos sanitários.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado? ❤


SP tem outra super exposição em cartaz, se liga: