Últimas notícias:

Loading...

Fotógrafo Miguel Rio Branco ganha exposição no IMS Paulista

As 200 fotografias selecionadas para a mostra refletem sobre sexualidade, violência, dor e solidão

Ouça este conteúdo

Até 16 de maio de 2021

Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo

Terça a sexta, das 13h às 18h | Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Site: ims.com.br

Telefone: (11) 2842-9120

Miguel Rio Branco, um dos mais importantes fotógrafos brasileiros contemporâneos, ganhou uma potente exposição no IMS Paulista. Chamada de “Palavras cruzadas, sonhadas, rasgadas, roubadas, usadas, sangradas”, a mostra reúne 200 trabalhos que refletem sobre sexualidade, violência, dor e solidão.

Miguel Rio Branco
Crédito: Miguel Rio Branco/ site IMS PaulistaSérie “Billy’s Triptych”, de 1984

O artista transita por diversas linguagens, como desenho, pintura e cinema, e já trabalhou com nomes como Júlio Bressane e Arnaldo Jabor. Seus registros fotográficos se distanciaram da simples função documental, assumindo tons poéticos e sensoriais.

Para a exposição, Rio Branco teve o desafio de olhar para toda sua produção e estabelecer novas conexões e diálogos. E ele contou com a ajuda de Thyago Nogueira, curador de Fotografia Contemporânea do IMS.

Desta forma, o público conhece diversas facetas de sua obra, desde imagens raras em preto e branco, capturadas em Nova York nos anos 1970, até seus trabalhos mais recentes, com características mais experimentais.

Nova York, Miguel Rio Branco
Crédito: Miguel Rio Branco/ site IMS PaulistaSérie “New York Sketches”, capturada na década de 70

Entre 1980 e 1982, Miguel Rio Branco foi correspondente da Magnum Photos, em Paris. Outros de seus feitos notáveis foram as publicações dos livros “Dulce Sudor Amargo”, “Nakta”, “Livro Silencioso” e “Maldicidade”, entre outros. Além disso, suas fotografias já foram impressas em inúmeras revistas, como Stern, National Geographic, Geo, Aperture, Photo Magazine, Europeo e Paseante.

Atualmente, suas obras integram coleções de importantes instituições ao redor do mundo, como Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte de São Paulo, Centro George Pompidou (Paris), San Francisco Museum of Modern Art, Stedelijk Museum (Amsterdã), Museum of Photographic Arts of San Diego e Metropolitan Museum of New York.

A exposição no IMS Paulista fica em cartaz até 16 de maio. Para visitá-la, é necessário reservar o ingresso com antecedência por meio deste link. A entrada é gratuita. Os horários disponíveis são de terça a sexta, das 13h às 17h30 e, aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h30. Lembrando que a instituição fecha às 18h.

Protocolos de segurança

Para garantir a segurança do público e da equipe, o uso de máscaras é obrigatório durante todo o tempo em que as pessoas estiverem no centro cultural. Haverá medição de temperatura logo na entrada do prédio e quem estiver com temperatura a partir de 37,5º será orientado a procurar atendimento médico. As pessoas devem seguir um percurso único, orientado previamente no agendamento e na entrada, e o distanciamento mínimo entre o público é de 2 metros.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado? ❤


Descubra outros eventos para curtir em segurança em SP:

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.