Arte na cidade: confira várias exposições em São Paulo

Obra Arco trave, de Lorenzo Scavone, integra exposição Rios, no MIS
Até
10
de outubro 2018
Segunda - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
diversos horários
array(3) { ["address"]=> string(22) "São Paulo, SP, Brasil" ["lat"]=> string(11) "-23.5505199" ["lng"]=> string(18) "-46.63330940000003" }

Diversos locais em São Paulo

São Paulo, SP, Brasil

Cidade

Fotos ou pinturas? Figurativa ou abstrata? Clássica ou moderna? A Catraca Livre preparou uma listinha para te ajudar a decidir qual mostra visitar

As artes pulsam nas ruas da cidade. Todos os dias inauguram dezenas de exposições em São Paulo. Fotografias, pinturas, esculturas, desenhos, vídeos ou instalações;  interativas ou mais contemplativas; de arte clássica ou contemporânea;  de arte mais figurativa ou mais abstrata; individual ou coletiva; e sobre os mais diferentes assuntos. Para te ajudar a escolher qual(is) delas visitar, a Catraca Livre preparou uma listinha amiga com várias mostras em cartaz. Olha só:

  • 1. Movimento, de Marco Aurélio Rey

    Crédito: DivulgaçãoLegenda: Obra exposta na Galeria Arte Aplicada

    Após seis anos de pausa, o artista paulistano Marco Aurélio Rey, expõe suas obras na Galeria Arte Aplicada, no bairro de Cerqueira César. Desde sua última individual, o artista participou de mostras coletivas de renome internacional, como as ocorridas em Tokyo, no Metropolitan Museum of Art; em Florença, na Basílica de San lorenzo e na Bienal de Firenze . Sua última exposição individual aconteceu no ano passado em Barcelona, na Galeria Aragon 232.

    A exposição “Movimento”, ressalta a importância da natureza e a busca incessante, mas nem sempre menos tempestuosa, pelo simples.

    Movimento
    Galeria Arte Aplicada | Rua Haddock Lobo, número 1406 – Cerqueira César
    Visitação: 29 de setembro a 10 de outubro, de segunda a sábado, das 13h às 19h
    Grátis

  • 2. Impressões Brasileiras, de Durval Pereira

    Crédito: divulgaçãoLegenda: Exposição "Impressões Brasileiras" comemora centenário do artista impressionista paulista Durval Pereira

    A exposição “Impressões Brasileiras” homenageia o centenário de nascimento do premiado artista paulistano Durval Pereira, considerado um dos mais importantes representantes do Impressionismo no país. Com curadoria de Lut Cerqueira, a mostra reúne cerca de 220 telas que espelham a experiência do pintor e a importância de sua contribuição para a arte.

    Nascido em 1918, na Mooca, Pereira participou dos mais reconhecidos Salões de Arte do mundo. Suas telas são encontradas em acervos da Alemanha, Itália, Espanha, Suécia, África do Sul e países da América Latina, ao lado de outros grandes gênios da pintura. Na França, por exemplo, seus quadros dividem a galeria do Museu dos Independentes com obras de Manet, Gauguin, Toulousse-Lautrec, Van Gogh e outros.

    “Sesi – Durval Pereira – Impressões Brasileiras/100 Anos”
    Memorial da América Latina – Galeria Marta Traba – Portão 2 – Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda
    Visitação: até 16 de setembro, de terça a domingo, das 9h às 18h
    Grátis

  • 3. Sergio Free na Galeria Alma da Rua

    Crédito: Divulgação - Galeria Alma da RuaLegenda: Sergio Free faz exposição na Galeria Alma da Rua até 15 de setembro

    A mostra “Sociedade Alternativa”, de Sergio Free, apresenta obras que beiram o realismo. As cenas retratadas por ele parecem fotografias da arquitetura da periferia paulistana, revelando o descaso do poder público e dos donos dos imóveis, com suas paredes com tinta antiga, pichações e calçadas quebradas.

    Por meio destes trabalhos, Free propõe as seguintes reflexões: onde vivemos, onde queremos viver e o que queremos do futuro de nossa cidade?

    “Sociedade Alternativa” – Sergio Free
    Galeria Alma da Rua – Rua Gonçalo Afonso, 96 – Beco do Batman
    Visitação: até 15 de setembro, das 12h às 19h
    Grátis

     

     

  • 4. Thiago Bortolozzo na Galeria Virgílio

    Crédito: Richard Long und Ich - Divulgação - Galeria VirgílioLegenda: A fotografia registra uma ação realizada com garrafas de cervejas vazias encontradas na praça Görlitzer Platz no bairro de Kreuzberg em Berlim

    A exposição “Pedestre”, de Thiago Bortolozzo, apresenta fotografias e esculturas que tensionam questões da arquitetura e espaço urbano com foco nas relações políticas, sociais e históricas.

    O artista trabalha com diversas temporalidades, transformações e reversibilidades do espaço da cidade, transitando pelas mais diferentes linguagens e técnicas para dar corpo a propostas, que podem ir de grandes intervenções artísticas a delicadas aquarelas.

    “Pedestre” – Thiago Bortolozzo
    Galeria Virgílio – Rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros
    Visitação: de 11 de setembro a 6 de outubro, de de gunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 17h
    Grátis

  • 5. Felipe Góes na Galeria Virgílio

    Crédito: Divulgação - Galeria VirgílioLegenda: Pintura 237 integra exposição de Felipe Góes na Galeria Virgílio

    A exposição “Bennu”, de Felipe Góes, apresenta uma série de nove trabalhos com cenários que se dissolvem ao longo do processo da pintura. Áreas alagadas podem tornar-se planícies e nuvens transformam-se em manchas indefinidas de cor, por exemplo.

    Os trabalhos buscam desconstruir os processos tradicionais da pintura de paisagem ao recusar práticas como a utilização de fotografias de referência, a observação de lugares existentes e a aplicação de títulos que direcionem a interpretação das imagens.

    “Bennu” – Felipe Góes
    Galeria Virgílio – Rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros
    Visitação: de 11 de setembro a 6 de outubro, de de gunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 17h
    Grátis

  • 6. Minerva Cuevas no Galpão Videobrasil

    Crédito: Reprodução - MInerva CuevasLegenda: "Dissidência" é a primeira grande individual de Minerva Cuevas no Brasil

    A mostra “Dissidência” é a primeira grande individual da mexicana Minerva Cuevas no Brasil. A artista mescla ativismo e arte – e o Galpão Videobrasil selecionou algumas de suas obras videográficas para integrar a exposição.

    Cuevas usa humor e ironia para abordar temas políticos e ecológicos, apropriando-se da linguagem do marketing e da publicidade. É frequente em seus trabalhos o diálogo com ícones da cultura pop.

    Com apoio da galeria mexicana Kurimanzutto, a mostra explora um momento no Brasil marcado por alterações graves na legislação referentes ao uso de agrotóxicos, ao desmatamento da Amazônia e à demarcação de terras indígenas.

    “Dissidência” – Minerva Cuevas
    Galpão Videobrasil – Av. Imperatriz Leopoldina, 1150 – Vila Leopoldina
    Visitação: até 15 de dezembro, de terça a sábado, das 12h às 18h
    Grátis

  • 7. Antonio Dias na Galeria Nara Roesler

    Crédito: Divulgação - Galeria Nara RoeslerLegenda: Exposição do Antonio Dias na Galeria Nara Roesler vai até o dia 3 de novembro

    A exposição “Tazibao e outras obras”, de Antonio Dias, tornou-se uma homenagem ao artista falecido no último 1º de agosto. Com curadoria de Paulo Sergio Duarte, a mostra apresenta uma síntese da produção de Dias, começando com “Black Mirror” (1968), e “Arid” (1969), até trabalhos de 2013, incluindo sete filmes em Super 8 realizados de 1971 a 1974. Há também uma inédita no Brasil: “Ta Tze Bao”, de 1972.

    “Tazibao e outras obras” –  Antonio Dias
    Galeria Nara Roesler – Avenida Europa, 655 – Jardim Europa
    Visitação: até 3 de novembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 15h
    Grátis

     

  • 8. Santídio Pereira na Galeria Estação

    Crédito: João Liberato - Divulgação - Galeria EstaçãoLegenda: Exposição "O olhar da memória", de Santídio Pereira, fica em cartaz na Galeria Estação até 22 de setembro

    Na mostra “O Olhar da Memória”, Santídio Pereira apresenta 14 xilogravuras inéditas realizadas em 2017 e 2018. A maioria das imagens é formada por pássaros da caatinga piauiense, região na qual o artista viveu até os 8 anos de idade.

    Nascido em 1996, desde os 9 anos o jovem gostava de desenhar nas paredes de casa. Aos 14, passou a se dedicar à xilogravura. Essa é a segunda individual de Santídio que a Galeria Estação organiza.

    “O Olhar da Memória” – Santídio Pereira
    Galeria Estação – Rua Ferreira de Araújo, 625
    Visitação: até 22 de setembro de 2018, de segunda a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados, das 11h às 15h
    Grátis

     

  • 9. Lorenzo Scavone no MIS

    Crédito: Lorenzo Scavone - Divulgação - MISLegenda: Obra Arco trave, de Lorenzo Scavone, integra exposição Rios, no MIS

    Lorenzo Scavone é o artista que integra a quarta edição programa Nova Fotografia 2018 do MIS, destinado aos novos talentos da área, até 21 de outubro. Chamada de “RIOS”,  a mostra tem uma seleção de imagens captadas durante o Carnaval na cidade do Rio de Janeiro.

    Os opostos coexistem em vários cantos da cidade: a multidão e o isolamento. O barulho e o silêncio. Durante poucos dias, uma realidade farsesca toma conta da paisagem urbana, subvertendo a vida cotidiana. Todas as imagens são compostas em dípticos, fortalecendo o impacto sobre elas.

    “RIOS” – Lorenzo Scavone
    MIS – Museu da Imagem e do Som – Avenida Europa, 158 – Jardim Europa
    Visitação: até 22 21 de outubro, de terça a sábado, das 10h às 22h; aos domingos e feriados, das 9h às 20h
    Grátis

  • 10. Melvin Edwards no MASP

    Crédito: Alex Gray - Divulgação - MASPLegenda: Obra "Ibadan Oke" integra exposição de Melvin Edwards no MASP

    A exposição “Fragmentos Linchados”, de Melvin Edwards, contempla mais de cinco décadas de produção do artista.   Aos 80 anos, ele é um dos principais escultores em atividade no mundo.

    Em suas obras, discute temas como racismo, direitos civis, violência e diáspora africana. Esta é sua maior exposição fora dos Estados Unidos, conde nasceu, composta por 37 esculturas que remetem ao contexto rural do sul do país. Os trabalhos exibidos são formados por objetos existentes de metal —como ferramentas, facas, ganchos e peças de máquina— soldados uns aos outros, criando
    obras que se situam na fronteira entre a abstração e figuração.

    “Fragmentos Linchados” – Melvin Edwards
    MASP – Avenida Paulista, 1578 –  Bela Vsta
    Visitação: até 22 de novembro, de quarta a segunda, das 10h às 18h, e as terças, das 10h às 20h
    Ingresso: R$35 (inteira) e R$17 (meia-entrada) – às terças e quartas, a entrada é gratuita

  • 11. Exposição "Mãe Preta", na Funarte

    Crédito: Marc Ferrez - Divulgação - FunarteLegenda: Obra "Modos de Olhar", de Marc Ferrez, integra exposição Mãe Preta, na Funarte

    A exposição “Mãe Preta”, em cartaz na Galeria Mario Schenberg, na Funarte, tem o objetivo de revelar os elos entre a condição social da maternidade durante a escravidão e as vozes de mulheres e mães negras na contemporaneidade. Para isso, reúne fotografias, vídeos, instalações, performances e literatura.

    As artistas visuais Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa buscam contrapor a representação romantizada das “mães pretas” e da maternidade em arquivos históricos do período escravocrata. O ponto de partida foram as imagens fotográficas do acervo do Instituto Moreira Salles, do Rio de Janeiro, e releituras de livros com gravuras de Jean-Baptiste Debret, Johan Moritz Rugendas e outros artistas. Isabel e Patricia criaram intervenções nestas imagens com objetos óticos, como lupas e lentes, que destacam a complexidade das relações das amas-de-leite com as crianças brancas de seus senhores e das mulheres escravizadas e seus próprios filhos dentro de contextos domésticos, urbanos e rurais.

    A mostra, inédita em São Paulo, já passou por Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Depois, ela segue para São Luís, no Maranhão.

    “Mãe Preta” – Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa
    Galeria Mario Schenberg – Funarte – Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos
    Visitação: de 5 de outubro a 25 de novembro, de segunda a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados e domingos, das 11h às 21h
    Grátis

Exposição revela maloca de Adoniran Barbosa no Farol Santander

Compartilhe:

Autor: Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em cultura em suas várias linguagens.