2ª Feira do Podrão reúne as melhores comidas de rua do Rio

Arte na cidade: confira várias exposições em São Paulo

Exposição "A Biblioteca à Noite" fica em cartaz no Sesc Avenida Paulista entre 3 de outubro e 10 de fevereiro de 2019
Até
28
de outubro 2018
Segunda - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
diversos horários

Cidade

Fotos ou pinturas? Figurativa ou abstrata? Clássica ou moderna? A Catraca Livre preparou uma listinha para te ajudar a decidir qual mostra visitar

As artes pulsam nas ruas da cidade. Todos os dias inauguram dezenas de exposições em São Paulo. Fotografias, pinturas, esculturas, desenhos, vídeos ou instalações;  interativas ou mais contemplativas; de arte clássica ou contemporânea;  de arte mais figurativa ou mais abstrata; individual ou coletiva; e sobre os mais diferentes assuntos. Para te ajudar a escolher qual(is) delas visitar, a Catraca Livre preparou uma listinha amiga com várias mostras em cartaz. Olha só:

  • 1. Minerva Cuevas no Galpão Videobrasil

    Crédito: Reprodução - MInerva CuevasLegenda: "Dissidência" é a primeira grande individual de Minerva Cuevas no Brasil

    A mostra “Dissidência” é a primeira grande individual da mexicana Minerva Cuevas no Brasil. A artista mescla ativismo e arte – e o Galpão Videobrasil selecionou algumas de suas obras videográficas para integrar a exposição.

    Cuevas usa humor e ironia para abordar temas políticos e ecológicos, apropriando-se da linguagem do marketing e da publicidade. É frequente em seus trabalhos o diálogo com ícones da cultura pop.

    Com apoio da galeria mexicana Kurimanzutto, a mostra explora um momento no Brasil marcado por alterações graves na legislação referentes ao uso de agrotóxicos, ao desmatamento da Amazônia e à demarcação de terras indígenas.

    “Dissidência” – Minerva Cuevas
    Galpão Videobrasil – Av. Imperatriz Leopoldina, 1150 – Vila Leopoldina
    Visitação: até 15 de dezembro, de terça a sábado, das 12h às 18h
    Grátis

  • 2. Antonio Dias na Galeria Nara Roesler

    Crédito: Divulgação - Galeria Nara RoeslerLegenda: Exposição do Antonio Dias na Galeria Nara Roesler vai até o dia 3 de novembro

    A exposição “Tazibao e outras obras”, de Antonio Dias, tornou-se uma homenagem ao artista falecido no último 1º de agosto. Com curadoria de Paulo Sergio Duarte, a mostra apresenta uma síntese da produção de Dias, começando com “Black Mirror” (1968), e “Arid” (1969), até trabalhos de 2013, incluindo sete filmes em Super 8 realizados de 1971 a 1974. Há também uma inédita no Brasil: “Ta Tze Bao”, de 1972.

    “Tazibao e outras obras” –  Antonio Dias
    Galeria Nara Roesler – Avenida Europa, 655 – Jardim Europa
    Visitação: até 3 de novembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 15h
    Grátis

     

  • 3. Lorenzo Scavone no MIS

    Crédito: Lorenzo Scavone - Divulgação - MISLegenda: Obra Arco trave, de Lorenzo Scavone, integra exposição Rios, no MIS

    Lorenzo Scavone é o artista que integra a quarta edição programa Nova Fotografia 2018 do MIS, destinado aos novos talentos da área, até 21 de outubro. Chamada de “RIOS”,  a mostra tem uma seleção de imagens captadas durante o Carnaval na cidade do Rio de Janeiro.

    Os opostos coexistem em vários cantos da cidade: a multidão e o isolamento. O barulho e o silêncio. Durante poucos dias, uma realidade farsesca toma conta da paisagem urbana, subvertendo a vida cotidiana. Todas as imagens são compostas em dípticos, fortalecendo o impacto sobre elas.

    “RIOS” – Lorenzo Scavone
    MIS – Museu da Imagem e do Som – Avenida Europa, 158 – Jardim Europa
    Visitação: até 22 de outubro, de terça a sábado, das 10h às 22h; aos domingos e feriados, das 9h às 20h
    Grátis

  • 4. Melvin Edwards no MASP

    Crédito: Alex Gray - Divulgação - MASPLegenda: Obra "Ibadan Oke" integra exposição de Melvin Edwards no MASP

    A exposição “Fragmentos Linchados”, de Melvin Edwards, contempla mais de cinco décadas de produção do artista.   Aos 80 anos, ele é um dos principais escultores em atividade no mundo.

    Em suas obras, discute temas como racismo, direitos civis, violência e diáspora africana. Esta é sua maior exposição fora dos Estados Unidos, conde nasceu, composta por 37 esculturas que remetem ao contexto rural do sul do país. Os trabalhos exibidos são formados por objetos existentes de metal —como ferramentas, facas, ganchos e peças de máquina— soldados uns aos outros, criando
    obras que se situam na fronteira entre a abstração e figuração.

    “Fragmentos Linchados” – Melvin Edwards
    MASP – Avenida Paulista, 1578 –  Bela Vsta
    Visitação: até 22 de novembro, de quarta a segunda, das 10h às 18h, e as terças, das 10h às 20h
    Ingresso: R$35 (inteira) e R$17 (meia-entrada) – às terças e quartas, a entrada é gratuita

  • 5. Exposição "Mãe Preta", na Funarte

    Crédito: Marc Ferrez - Divulgação - FunarteLegenda: Obra "Modos de Olhar", de Marc Ferrez, integra exposição Mãe Preta, na Funarte

    A exposição “Mãe Preta”, em cartaz na Galeria Mario Schenberg, na Funarte, tem o objetivo de revelar os elos entre a condição social da maternidade durante a escravidão e as vozes de mulheres e mães negras na contemporaneidade. Para isso, reúne fotografias, vídeos, instalações, performances e literatura.

    As artistas visuais Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa buscam contrapor a representação romantizada das “mães pretas” e da maternidade em arquivos históricos do período escravocrata. O ponto de partida foram as imagens fotográficas do acervo do Instituto Moreira Salles, do Rio de Janeiro, e releituras de livros com gravuras de Jean-Baptiste Debret, Johan Moritz Rugendas e outros artistas. Isabel e Patricia criaram intervenções nestas imagens com objetos óticos, como lupas e lentes, que destacam a complexidade das relações das amas-de-leite com as crianças brancas de seus senhores e das mulheres escravizadas e seus próprios filhos dentro de contextos domésticos, urbanos e rurais.

    A mostra, inédita em São Paulo, já passou por Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Depois, ela segue para São Luís, no Maranhão.

    “Mãe Preta” – Isabel Löfgren e Patricia Gouvêa
    Galeria Mario Schenberg – Funarte – Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos
    Visitação: de 5 de outubro a 25 de novembro, de segunda a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados e domingos, das 11h às 21h
    Grátis

  • 6. Exposição "Arte Atual 2018 - Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas"

    Crédito: Adriano Motta, Cadu , Eduardo Berliner e Paulo Vivacqua - DivulgaçãoLegenda: Obra de Adriano Motta, Cadu Berliner e Vivacqua exposta no Instituto Tomie Ohtake

    A exposição “Arte Atual 2018 – Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas”, em cartaz no Instituto Tomie Ohtake entre os dias 10 de outubro e 20 de novembro, reúne uma série de obras produzidas coletivamente por Adriano Motta, Cadu, Eduardo Berliner e Paulo Vivacqua. O grupo, com distintos repertórios, passou um ano montando a exposição, que agora integra o programa Arte Atual.

    A mostra propõe a investigação dos atributos simbólicos do carrossel, elemento que conjuga características visuais, espaciais e sonoras comuns aos artistas do projeto, trazendo também metáforas do tempo cíclico e da infância. O público encontra desenhos, pinturas, objetos, vídeos e esculturas produzidos por esses artistas.

    “Arte Atual: Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas” – Adriano Motta, Cadu, Eduardo Berliner e Paulo Vivacqua
    Instituto Tomie Ohtake- Av. Faria Lima 201 – Pinheiros
    Visitação: de 10 de outubro a 20 de novembro, de terça a domingo, das 11h às 20h
    Grátis

  • 7. Exposição "Lilian Camelli – Tempos Idos e Vividos"

    Crédito: João Liberato - DivulgaçãoLegenda: Obra "El Viento", de Lilian Camelli, integra exposição na Galeria Estação

    A artista Lilian Camelli nasceu no Paraguai, mas está em São Paulo desde 1983. Para a exposição “Lilian Camelli – Tempos Idos e Vividos”, em cartaz na Galeria Estação entre os dias 3 de outubro e 1º de novembro, ela parte de fotografias ou lembranças para desenvolver pinturas que remetem sobretudo ao universo feminino, retratos de sua família e outras memórias afetivas. As cerca de 50 pinturas reunidas foram selecionadas pela escritora e crítica de arte Vera Novis, que assina a sua primeira curadoria no espaço.

    Exposição “Lilian Camelli – Tempos Idos e Vividos”
    Galeria Estação – Rua Ferreira de Araújo, 625 – Pinheiros
    Visitação: de 3 de outubro a 1º de novembro, de segunda a sexta, das 11h às 19h, e aos sábados, das 11h às 15h
    Grátis

  • 8. Exposição "Untaught Beauty por por João Arraes"

    Crédito: João Arraes - DivulgaçãoLegenda: Obra "Folhagens", de João Arraes, está na exposição "Untaught Beauty""

    A exposição “Untaught Beauty” revela outra faceta do fotógrafo de moda João Arraes. A galeria Micasa recebe sete fotografias autorais em que ele busca imagens naturais, passando sobretudo pela abstração. Para isso, diversas plantas foram fotografadas se valendo apenas de técnica e olhar, sem recursos de pós edição.

    Exposição “Untaught Beauty” por João Arraes
    Micasa – Rua Estados Unidos, 2109 – Jardins
    Visitação: de 4 de outubro a 4 de novembro, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 17h
    Grátis

  • 9. Exposição em realidade virtual "A Biblioteca à Noite"

    Crédito: Cortesia Ex Machina - Divulgação Sesc Avenida PaulistaLegenda: Exposição "A Biblioteca à Noite" fica em cartaz no Sesc Avenida Paulista entre 3 de outubro e 10 de fevereiro de 2019

    O multiartista Robert Lepage, fundador da Ex Machina, e o escritor argentino Albertto Manguel se uniram para criar uma exposição imersiva com realidade virtual que revela o lado mítico e filosófico das bibliotecas reais e imaginárias. “A Biblioteca à Noite” fica em cartaz no Sesc Avenida Paulista entre 3 de outubro de 2018 e 10 de fevereiro de 2019. Os visitantes fazem uma viagem cenográfica e virtual por 10 espaços, de Sarajevo até a Cidade do México, passando pela mítica biblioteca de Alexandria até o fundo dos mares a bordo do Nautilus, das “Vinte Mil Léguas Submarinas”, de Júlio Verne.

    Exposição “A Biblioteca à Noite”
    Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119 – Bela Vista
    Visitação: de 3 de outubro a 16 de fevereiro, de terças a sábado, das 10h30 às 21h, e aos domingos e feriados, das 10h30 às 18h30
    Entrada gratuita – Necessário reserva online antecipada

  • 10. Exposição "bauhaus imaginista: Aprendizados Recíprocos"

    Crédito: Divulgação - Sesc PompeiaLegenda: A obra "Tapete", de Paul Klee, integra a exposição exposição "bauhaus imaginista: Aprendizados Recíprocos",no Sesc Pompeia

    Exposição “bauhaus imaginista: Aprendizados Recíprocos”
    De 25 de outubro a 6 de janeiro de 2019, de terça a sexta, das 10h às 21h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
    Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93 – Pompeia
    Grátis

    Para comemorar o centenário da Bauhaus, escola de arquitetura, artes e design, que foi fundada na Alemanha em 1919 e fechada pelo regime nazista 14 anos depois, o Sesc Pompeia recebe a exposição “bauhaus imaginista: Aprendizados Recíprocos”. A mostra é um dos quatro “capítulos” do projeto internacional de pesquisa dos curadores Marion von Osten (Berlim) e Grant Watson (Londres) para celebrar a data.

    O capítulo “Aprendizados Recíprocos” nvestiga as relações entre arte e o artesanato populares e pré-coloniais com professores e estudantes da Bauhaus. Para isso, parte do desenho “Tapete”, de Paul Klee (1906-1940), feito em 1927. Os visitantes encontram cerâmicas, têxteis, desenhos, utensílios domésticos populares, cartazes, fotografias, materiais gráficos, publicações de época, correspondências, obras audiovisuais, entre outros. A exposição também aborda a história de três escolas progressistas de artes: Black Mountain College (EUA), Instituto de Arte Contemporânea (Brasil) e Casablanca (Marrocos).

    Esta exposição tem contribuição da curadora, pesquisadora e escritora Luiza Proença, que já ocupou cargos de curadoria no Museu de Arte de São Paulo (Masp), na 31º Bienal de São Paulo e de projetos no Instituto Lina Bo e P.M. Bardi.

Exposição revela maloca de Adoniran Barbosa no Farol Santander

Compartilhe:

Autor: Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em cultura em suas várias linguagens.