Filmes, exposições e shows com temática LGBT+ agitam a zona leste

Mostra Excêntrica cria debates e questionamentos sobre corpo, sexualidade, identidades e arte

Por: Redação Comunicar erro
Até
27
de outubro 2018
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Diversos horários

Representatividade importa! Por isso, entre os dias 2 e 27 de outubro, a Oficina Cultural Alfredo Volpi, localizada na zona leste de São Paulo, recebe a 5ª edição da Mostra Excêntrica, um dos mais importantes eventos com temática LGBT+existentes na cidade.

Homem negro representando a Madame Satã
Crédito: Roniel Felipe - Divulgação - Mostra ExcêntricaEspetáculo "Cartas A Madame Satã Ou Me Desespero Sem Notícias Suas”, da Cia Os Crespos, integra programação da Mostra Excêntrica
Homem em close no palco
Crédito: Divulgação - Mostra ExcêntricaEspetáculo "Dama da Noite" integra programação da Mosta Excêntica
Drag Sasha Zimmer
Crédito: Divulgação - Mostra ExcêntricaDrag Sasha Zimmer faz performance na Mostra Excêntrica
Mona Brutal
Crédito: Alexandre Berranha - Divulgação - Mostra ExcêntricaRapper Mona Brutal se apresenta na Mostra Excêntrica

Idealizada pelo Coletivo Sankofa, a intensa programação envolve teatro, cinema, performance, música, exposição e debate. E o melhor de tudo: as atividades são GRATUITAS. A ideia é discutir temas como corpo, sexualidade, identidade e arte.

Entre os destaques estão os shows da rapper Monna Brutal, no dia 6, às 19h, e do rapper Rico Dalasam, no dia 27, às 20h. Tem ainda performances drags de Alexia Twister, Lavinia Storm, Sasha Zimmer e Akira Werneck no dia 27, às 15h.

Além dos shows, o público pode conferir a exposição “Novas Mitologias”, em que o artista Bruno Marcitelli apresenta uma coleção de imagens inspiradas em pinturas clássicas. Todas foram recriadas sob a perspectiva da contemporaneidade: corpos gays, negros, trans e periféricos clamam para si o protagonismo das narrativas e reconfiguram de modo crítico e criativo a própria História da Arte. As obras pertencem ao acervo do Museu da Diversidade Sexual.

Para quem curte teatro, três espetáculos com temática LGBT+ estão previstos na mostra. No monólogo “Dama da Noite”, adaptação do conto de Caio Fernando Abreu com Luiz Fernando de Almeida, um ser humano não se sente parte do mundo e reflete sobre  amor, sexo, solidão e AIDS. A classificação do espetáculo é 18 anos e a duração é de 60 minutos. Ele é exibido no dia 10, às 20h.

Em “Cartas a Madame Satã Ou Me Desespero Sem Notícias Suas”, a cia Os Crespos retrata um homem negro que se relaciona com a mítica figura de Madame Satã, interpretado por Sidney Santiago. O espetáculo é exibido no dia 17, às 20h, e tem duração de 35 minutos e classificação 14 anos.

No dia 19, às 19h, o Coletivo Bixa Pare apresenta a performance teatral “#2017-445”. O título faz referência ao fato de terem sido registradas 445 mortes por LGBTfobia em 2017. O espetáculo é classificação livre e dura 45 minutos.

Acompanhe a programação completa com temática LGBT+ da Mostra Excêntrica no evento do Facebook.