Últimas notícias:

Loading...

Conheça o MAUP, primeiro museu de arte urbana a céu aberto do Rio

Museu de Arte Urbana do Porto reúne cerca de 50 grafites de grandes dimensões, espalhados por Santo Cristo, Boulevard Olímpico e Gamboa

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Saca só o primeiro museu de arte urbana a céu aberto do Rio! Batizado de MAUP (Museu de Arte Urbana do Porto), ele reúne cerca de 50 grafites de dimensões monumentais, que dão cor e vida ao Boulevard Olímpico, ao Santo Cristo e à Gamboa.

Idealizado por Andre Bretas e Joa Azria, nomes importantes por trás da revitalização da região portuária por meio do grafite, o MAUP tem no acervo obras catalogadas que podem ser vistas em dois roteiros a pé.

O percurso do Boulevard Olímpico pode ser feito em duas horas e inclui cerca de 20 obras de artistas como a carioca Panmela Castro, grafiteira e ativista feminina conhecida por suas pinturas de protesto contra a violência doméstica e pela bandeira da sororidade; Eduardo Kobra, autor do mural “Etnias”, que entrou para o “Guinness” como o maior grafite do mundo; o carioca autodidata Andre Kajaman, um dos organizadores do projeto ”Meeting of Favela”, o maior evento colaborativo de grafite do mundo; entre muitos outros.

Já o roteiro do Santo Cristo leva aproximadamente quatro horas e percorre os murais que vão da Gamboa até o Boulevard (cerca de 50), incluindo grandes empenas pintadas pelos artistas internacionais Brusk (França) e Pantonio (Portugal); as artes dos paulistas Titi Freak e Luna Buschinelli; além de trabalhos do duo brasileiro Cosmic Boys e da artista plástica francesa Mademoiselle Maurice, que ficou famosa por suas instalações feitas com origami.

Na plataforma digital do MAUP, você também tem acesso a todo o acervo e pode ver onde cada obra está localizada através de uma busca rápida pelo nome do artista. Além de imagens dos murais, dá para ver a descrição das artes com título, data da pintura e técnica utilizada. Quem quiser, também pode optar por um tour guiado, que é pago e pode ser marcado no site.

Rolé irado, né?! Viva a arte urbana!

Quer outros rolés bacanas na Cidade Maravilhosa?