Últimas notícias:

Loading...

Teatro Oficina estreia ‘O Bailado do Deus Morto’ online e ao vivo

Espetáculo tem apenas seis apresentações e é transmitido via Zoom

Ouça este conteúdo

Até 02 de setembro de 2020

Quarta - Domingo

Domingos, às 18h | Quartas, às 21h

Os 59 anos do Teatro Oficina, comemorados no dia 16 de agosto, chegam com novidade. O grupo estreia uma versão online e ao vivo de “O Bailado do Deus Morto”, texto icônico de Flávio de Carvalho.

Teatro Oficina - O Bailado do Deus Morto online

Crédito: Cassandra Mello/ divulgação“O Bailado do Deus Morto” ganha uma versão diferente digital e ao vivo

O espetáculo reflete sobre o patriarcado e a religiosidade, provocando reflexões sobre o medo e a morte de um Deus animal que se transfigura com a mecanização do mundo. Pensada para a inauguração do Teatro da Experiência, em 1933, a peça foi censurada após o fim da primeira apresentação.

Nessa encenação online, quem assina a direção é o Marcelo Drummond. No elenco estão Roderick Himeros (Lamentador), Sylvia Prado (Mulher do Deus) e Marcelo Dalourzi (Deus animal).

O coro é formado por Camila Fonseca, Danielle Rosa, Fernanda Taddei, Kael Studart, Kelly Campello, Luana Della Crist, Sonia Ushiyama, Victor Rosa. No time de músicos estão Felipe Botelho (baixo, programações e voz), Amanda Ferraresi (violoncelo e voz) e Moita Mattos (guitarra).

Teatro Oficina - O Bailado do Deus Morto

Crédito: Cassandra Mello/ divulgaçãoElenco e músicos contracenam direto de suas casas na versão digital da peça

Era justamente “O Bailado do Deus Morto” que estava em cartaz no espaço da companhia no Bixiga antes deles decidirem interromper as atividades por conta da pandemia de COVID-19. Agora, os artistas se redescobrem ao enfrentar o desafio de redimensionar a peça para o mundo digital ao vivo.

Se quiser assistir, corra para garantir o ingresso. São apenas seis apresentações, que acontecem entre 16 de agosto e 2 de setembro, sempre aos domingos, às 18h, e às quartas, às 21h. As entradas custam a partir de R$ 10 e podem ser compradas aqui.

Teatro Oficina O Bailado do Deus Morto

Crédito: Cassandra Mello/ divulgaçãoO grupo já estreou outras montagens desse texto

O dinheiro arrecadado pela peça – e pelas demais ações do grupo durante o isolamento social – vai auxiliar na campanha Proteja o Teatro Oficina, voltada para a manutenção de um fundo emergencial para a companhia e o espaço. Clique aqui para conhecer e contribuir.

Em agosto de 2019, o Oficina foi convidado para participar da exposição “Flávio de Carvalho – O Antropófago Ideal”, na galeria Almeida e Dale, e escolheu encenar essa obra. A companhia já havia trabalhado em outras versões da peça em duas ocasiões: na Bienal de São Paulo de 2010 e no Festival de Arte Serrinha em Bragança Paulista.

  • Teatro Oficina na pandemia

A companhia está bastante atuante no mundo digital durante a pandemia. Eles criaram podcasts com rádio teatro que podem ser acessados pelo público na Rádio Uzona.

A TV Uzyna, vanguarda das transmissões ao vivo e das apresentações online, está a todo vapor. No Instagram, o grupo promove as “Lives Antropófagas”, encontros entre artistas e tecnoartistas que trabalharam no Oficina ao longo da sua história.

Quer mais dicas de programas virtuais imperdíveis?

 

 

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.