Bixiga de Adoniran Barbosa tem passeios para todos os gostos

Escadaria do Jazz acontece sempre uma vez por mês, aos sábados
Até
05
de agosto 2018
diversos horários

Diversos locais em São Paulo

São Paulo, SP, Brasil

Cidade

Publicidade

Música, feira de antiguidades, teatro, museu e muito mais! Confira o que o bairro mais italiano de São Paulo tem a oferecer

Escadaria do Bixiga cheia de gente
Crédito: reprodução - Facebook (@escadariadojazz)Escadaria do Jazz acontece sempre uma vez por mês, aos sábados

Considerado um dos bairros mais tradicionais da cidade, o Bixiga tem mil encantos muitas vezes escondidos em suas ruas simpáticas. Eternizada na música do saudoso sambista Adoniran Barbosa (1910-1982), a região abriga um poderoso circuito cultural, reflexo de sua forte tradição gastronômica, teatral e musical.

O bairro foi fundado por imigrantes italianos em 1878, quando Antônio José Leite Braga, o antigo proprietário daquelas terras decidiu lotear parte do terreno. Como ele tinha cicatrizes no rosto provocadas pela varíola, doença antigamente conhecida por bexiga, seu apelido era Antonio Bexiga, uma provável explicação para o nome da região.

O loteamento foi inaugurado no dia 1º de outubro daquele ano, com a presença do imperador Dom Pedro II. Os principais interessados em comprar os pedaços de terra eram os refugiados que chegavam da Itália, sobretudo da região da Calábria, e não tinham interesse em trabalhar nos latifúndios de café no interior do estado.

Agora que você já sabe um pouquinho da história do Bixiga, bora explorar a terra de Adoniran?

  • 1. Mundo Pensante

    Crédito: Fernando EduardoLegenda: Metá Metá faz show no Mundo Pensante, no dia 14 de julho

    Uma das baladas mais amadas da cidade, o Mundo Pensante é um polo musical eclético, que recebe shows e festas para pessoas de diferentes gostos, do jazz ao samba, quase sempre por um preço camarada.

    Metá Metá
    Mundo Pensante – Rua Treze de Maio, 830, Bela Vista
    14 de julho, a partir das 23h
    R$30 (lote 1) e R$40 ( lote 2 e na porta)
    Venda pela internet aqui.

    Depois de uma temporada na Europa, a banda Metá Metá desembarca no palco do Mundo Pensante para apresentar aos fãs canções de seus três discos Metá Metá (2011), Metal Metal (2012) e MM3 (2016). Este será o primeiro show em São Paulo depois da viagem. Formado por Juçara Marçal (voz), Thiago França (sax) e Kiko Dinucci (guitarra), o grupo faz um som minimalista, com influências da música africana, do jazz e do rock.

    Selvagens à Procura da Lei
    Mundo Pensante – Rua Treze de Maio, 830, Bela Vista
    19 de julho, a partir das 20h
    R$20 (lote 1) e R$25 (na porta)
    Venda pela internet aqui.

    Os roqueiros cearenses do Selvagens à Procura da Lei fazem um show em comemoração aos cinco anos de seu disco homônimo, que traz canções como “Amigos Libetinos”, “Adeus é tudo que eu preciso ouvir”, “Mucambo Cafundó”, “Casona”, “Semana Passada”, “Jamoga”, “Surpresa”, “Doce/Amargo” e “Aprendendo a Mentir”. A banda, que já teve um álbum eleito como o melhor do ano pelos leitores da revista Rolling Stone, é formada por Rafael Martins (voz e guitarra), Gabriel Aragão (voz, guitarra e teclado), Caio Evangelista (voz e baixo) e Nicholas Magalhães (voz e bateria).

    Baleia
    Mundo Pensante – Rua Treze de Maio, 830, Bela Vista
    26 de julho, a partir das 20h
    R$15 (lote 1) e R$25 (na porta)
    Venda pela internet aqui.

    Novo expoente do rock nacional, a banda carioca Baleia apresenta aos fãs as canções de seus segundo disco, ATLAS (2016), que recebeu elogios até do escritor angolano Valter Hugo Mãe. Com uma mistura de pop, rock e experimentalismo, o álbum traz faixas como “Hiato”, “Duplo Andantes”, “Triz (Ida)”, “Volta”, “Estrangeiro”, “Língua”, “Véspera” e “Salto”. O grupo é formado por Cairê Rego, David Rosenblit, Felipe Ventura, Gabriel Vaz, João Pessanha e Sofia Vaz.

  • 2. Escadaria do Jazz

    Crédito: reprodução - Facebook (@escadariadojazz)Legenda: Escadaria do Jazz acontece sempre uma vez por mês, aos sábados

    Escadaria do Jazz recebe Dom Orione
    Escadaria do Bixiga – entre as ruas Treze de Maio e o Morro dos Ingleses
    14 de julho, das 14h às 20h
    Grátis

    Um sábado por mês, a escadaria que liga a rua Treze de Maio ao Morro dos Ingleses recebe o projeto Escadaria do Jazz, que convida artistas talentosos do blues e do jazz para apresentar ao público seus trabalhos. Nesta edição, o convidado é o guitarrista Duca Belitani, que aproveita o show para lançar How Long (2018), o seu sexto disco em 35 anos de estrada. Ele é acompanhado por Benigno Sobral (baixo), Ulisses da Hora (batera) e Ricardo Scaff (gaita).

  • 3. Feira de Antiguidades do Bixiga

    Crédito: reprodução - Facebook (@feiradobixigaoficial)Legenda: A Feira de Antiguidades do Bixiga acontece todos os domingos

    Feira de Antiguidades do Bixiga
    Praça Don Orione, SN, Bela Vista
    Todos os domingos, das 9h às 18h
    Grátis

    Desde 1984, a praça Don Orione recebe todos os domingos a Feira de Antiguidades, com cerca de 200 expositores, que vendem roupas, móveis de época, lustres, revistas, brinquedos, artigos de decoração, chapéus, assessórios, arte, livros, prataria e tudo o que você conseguir imaginar. O visitante também encontra barraquinhas de comida, como os tradicionais canolis italianos.

    Quase um patrimônio da cidade de São Paulo, a feira pode ser comparada a outros eventos mundialmente conhecidos como o Mercado das Pulgas de Paris, na França; a Feira de Santelmo de Buenos Aires, na Argentina; e até o bairro de Camden Town em Londres, na Inglaterra.

  • 4. Teatro Sérgio Cardoso

    Crédito: Cacá Bernardes - divulgaçãoLegenda: "A Visita da Velha Senhora" fica em cartaz no Teatro Sergio Cardoso entre 3 de agosto e 30 de setembro

    Inaugurado em 13 de outubro de 1980, o Teatro Sergio Cardoso está instalado no mesmo edifício em que funcionava o antigo Cine Teatro Espéria, que estava abandonado em 1954, quando a atriz Nydia Licia e seu marido, o ator Sérgio Cardoso, resolveram reformá-lo em uma caminhada pelo pelo Bixiga na volta das gravações do filme “O Incêndio”. Na época, eles deram o nome de Teatro Bela Vista ao espaço.

    Dança
    “Heurói”, do Núcleo Luz
    11 e 12 de julho, às 21h
    Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista
    Duração: 80 minutos | Classificação: livre
    Entrada grátis, com distribuição de ingressos uma hora antes

    Com direção de Chris Belluomini, o espetáculo mostra a jornada de um herói que não tem superpoderes, nem saídas mirabolantes. Ele tem o encanto e a vulnerabilidade da sua humanidade. O que lhe confere grandeza é sua infinita capacidade de se reinventar diante daquilo que não dá certo, daquilo para o qual não estava preparado.

    Música clássica
    Concerto de Cameristi Veneti
    30 de julho, às 20h
    Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista
    Duração: 60 minutos | Classificação: 10 anos
    Entrada grátis, com distribuição de ingressos uma hora antes

    Formada por instrumentistas vindos de várias cidades do Vêneto, na Itália, a orquestra de solistas toca um repertório do Barroco ao Moderno.

    Teatro
    “A Visita da Velha Senhora”, da NIA Teatro, com Denise Fraga
    3 de agosto a 30 de setembro
    Às sextas, às 21h; aos sábados, às 17h e às 21h; e aos domingos, às 18h
    Duração: 120 minutos | Classificação: 14 anos
    Teatro Sérgio Cardoso – Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista
    Ingressos: de R$30 a R$80

    Os cidadãos de Güllen, uma cidade arruinada, esperam ansiosos a chegada da milionária que prometeu salvá-los da falência. No jantar de boas-vindas, Claire Zachanassian impõe uma condição: doará um bilhão à cidade se alguém matar Alfred Krank, o homem por quem foi apaixonada na juventude e que a abandonou grávida por um casamento de interesse. Ouve-se um clamor de indignação e todos rejeitam a absurda proposta. Claire, então, decide esperar, hospedando-se com seu séquito no hotel da cidade.

    Direção: Luiz Villaça
    Elenco: Denise Fraga, Tuca Andrada, Fábio Herford, Romis Ferreira, Eduardo Estrela, Maristela Chelala, Renato Caldas, Beto Matos, David Taiyu, Luiz Ramalho, Fernando Neves, Fábio Nassar e Rafael Faustino

  • 5. MUMBI - Museu Memória do Bixiga

    Crédito: Davi Moreno - Facebook (@museudobixiga)Legenda: Museu da Memória do Bixiga foi reinaugurado em 2017, mas só tem aberto para visitas agendadas

    MUMBI – Museu Memória do Bixiga
    Rua dos Ingleses, 118, Bela Vista
    Abre para visitação com horário marcado.
    Agende sua visita pelo e-mail [email protected].
    Entrada no esquema “pague quanto puder”

    Inaugurado em 1981 por Armando Puglisi (1931-1994), o Museu Memória do Bixiga tem o objetivo de preservar a história do bairro e dos moradores. Com a ajuda do fotógrafo Paulo Santiago, o fundador reuniu recortes de jornais, fotos, relatos de história oral e objetos pessoais dos moradores. O acervo pode ser manuseado pelo público.

    Com a morte de Puglisi e sem recursos financeiros, o espaço ficou fechado em 2000. Em 2017, graças a um grupo de moradores e admiradores do bairro, o museu foi reaberto e agora luta pela restauração de seu acervo.

  • 6. Museu dos Óculos Gioconda Giannini

    Crédito: reprodução - Facebook (@museudooculos)Legenda: Museu dos Óculos Gioconda Giannini expõe mais de 300 peças de diferentes épocas

    Museu dos Óculos Gioconda Giannini
    Rua dos Ingleses, 108 – Bela Vista
    Entrada gratuita
    Visitação: de segunda a Sexta, 9h às 18h, aos sábados, 9h às 13h

    Situado em um casarão da década de 1920, o Museu dos Óculos foi fundado em 1966 por Gioconda Giannini, um esteta ótico que já moldou a expressão de muita gente famosa, como o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e os apresentadores Boris Casoy, Ana Maria Braga e Carlos Tramontina. Na casa existe um acervo com mais de 700 peças – aproximadamente 300 delas ficam expostas. Entre os óculos estão algumas raridades, como uma peça chinesa original do século 18 e réplicas em madeira do século 13.

    Os visitantes também encontraram óculos que foram usados por Elis Regina, Hebe Camargo, José Wilker e outras celebridades, além de documentos, imagens, livros e aparelhos médicos antigos.

  • 7. Casa Jardim Secreto

    Crédito: reprodução - Facebook (@casajardimsecreto)Legenda: A Casa Jardim Secreto surgiu em 2017, quando 50 marcas que expunham na feira resolveram procurar um espaço fixo

    A Casa Jardim Secreto é a sede de uma feira de artesanatos, moda, design e vários outros produtos hipsters que acontece desde 2013. O evento deixou de ser itinerante em 2017, quando cerca de 50 marcas abriram um financiamento coletivo para inaugurar o espaço. Além dos produtos, o visitante pode consumir comidinhas e bebidas na casa.

    Bazar de Desapegos
    Casa Jardim Secreto – Rua Conselheiro Carrão, 374, Bixiga
    13 de julho, a partir das 12h
    Grátis

    Se você é daquelxs que ama herdar roupas, sapatos, livros e objetos diversos de outras pessoas, não pode perder a edição de julho do Bazar de Desapegos. Todos os itens expostos são vendidos por apenas R$10.

Publicidade

Compartilhe:

Autor: Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em cultura em suas várias linguagens.

Publicidade

Cafés e doces japoneses em SP

Conheça o Sesc Av. Paulista

Bar com os drinks mais loucos de SP

Publicidade