Poetas Ambulantes recitam poesias sobre SP no Sesc Av. Paulista

Atividade apresenta dois repertórios do coletivo, 'Essepê' e 'Poesia pra Cá'. Apresentação do dia 22 foi cancelada por problemas técnicos

Por: Redação Comunicar erro

Conhecido por recitar poesia no transporte público, o coletivo Poetas Ambulantes apresenta poemas sobre a vida na metrópole em frente ao Sesc Avenida Paulista, na região central de São Paulo. Os encontros acontecem nos domingos, dias 22 e 29 de julho, em plena Paulista Aberta, a partir das 15h. A entrada é gratuita.

Integrantes do coletivo Poetas Ambulantes em vagão da linha Amarela do metrô
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)Poetas Ambulantes é inspirado nos vendedores dos mais variados produtos que percorrem as linhas de ônibus, metrô e trem de São Paulo

Com direção de Beto Bellinati, o espetáculo “Poetas Ambulantes à Rua” é composto pelos repertórios “Essepê” e “Poesia pra Cá”. Eles apresentam uma série de poemas – autorais e de poetas conhecidos clássicos e contemporâneos – que traduzem a cidade de São Paulo ao narrar as mazelas e delícias de se viver na cidade cinza. Outro tema das rimas é os desafios e as conquistas de ser um artista independente.

Logo depois desses “saraus”, o grupo convida artistas para um bate-papo sobre literatura periférica e/ou marginal. No dia 22, participam da conversa Débora Garcia e Beto Bellinati, com mediação de Jefferson Santana. Já no dia 29, os convidados são Pedro Tostes e Ryane Leão, e a mediadora, Carol Peixoto.

Poetas Ambulantes se apresentam para pessoas sentadas na avenida Paulista
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)Poetas Ambulantes recitam poesias dos repertórios “Essepê” e “Poesia pra Cá”
Poetas Ambulantes se apresentam para pessoas sentadas na avenida Paulista
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)Saraus são seguidos por bate-papo sobre literatura marginal e/ou periférica
Poetas Ambulantes se apresentam em frente ao Sesc Avenida Paulista
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)O coletivo Poetas Ambulantes costuma se apresentar em trens, no metrô e em ônibus
Thiago Peixoto falando ao microfone
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)O coletivo Poetas Ambulantes foi criado em 2012
Poetas Ambulantes se apresentam em frente ao Sesc Avenida Paulista
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)Poetas Ambulantes se apresentam em frente ao Sesc Avenida Paulista nos dias 22 e 29 de julho
Poetas Ambulantes se apresentam em frente ao Sesc Avenida Paulista
Crédito: Renata Armelin - Facebook (@PoetasAmbulantes)“Essepê” e “Poesia pra Cá” têm poemas sobre as delícias e os dissabores de se viver em São Paulo, a cidade cinza

Poesia no Trem

Criado em 2012, o Poetas Ambulantes é inspirado nos comerciantes que vendem vários tipos de produtos no transporte público. Formado por Mel Duarte, Carol Peixoto, Jefferson Santana, Mari Shaphanato e Thiago Peixoto, o grupo recita as poesias em intervenções em várias linhas de trem, metrô e ônibus.

Além de tornar a viagem dos passageiros mais agradável, o coletivo tem a missão de aproximar a poesia do cotidiano dessas pessoas. Eles já se apresentaram em vários festivais como a Flip (Festival Literário Internacional de Paraty), Flipoços (Festival Literário de Poços de Caldas), o Fliporto (Festival Literário de Pernambuco) e o Circuito Sesc de Artes.