Instituto Tomie Ohtake promove maratona cultural acessível e gratuita

Confira a programação completa do Programa de Acessibilidade do Instituto

Por: Redação
Nos dias
19/09 - 10/09
17/09 - 18/09 - 21/09 - 20/09 - 24/09 - 25/09
2020
Confira horários na programação

São Paulo é a capital brasileira que pulsa cultura, mas nem todo mundo tem acesso a todas as opções. Além de muitas atrações serem caras, muitos espaços não são adaptados a pessoas com deficiências. Pensando nisso, o Tomie Ohtake promove, durante o ano todinho, o Programa de Acessibilidade.

público no saguão do Tomie Ohtake participando do programa de acessibilidade
Crédito: DivulgaçãoTomie Ohtake realiza programação de atividades artísticas com foco nas pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social

O projeto realiza ações culturais que estimulam o acesso e a participação de todos os públicos em atividades artísticas, com foco nas pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social, e assim busca criar espaços de encontro, diversidade e invenção de novos mundos.

O Programa de Acessibilidade do Tomie Ohtake tem uma rica grade de atividades gratuitas (mas com vagas limitadas). Muitas delas integram o festival de acessibilidade Sem Barreiras e também a 13° Primavera de Museus!

Se identificou com o programa? Então, confira a programação de setembro e saiba como fazer sua inscrição:

  • 17 de setembro, às 11h

No Colo – Propostas artísticas para bebês

projeto no colo do programa de acessibilidade do tomie ohtake
Crédito: Divulgação‘No Colo’ são abordagens multissensoriais para bebês de até 18 meses e seus acompanhantes

Inspirada nas exposições em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, a proposta é elaborada com paisagens sonoras multi-instrumentais para bebês de até 18 meses e seus acompanhantes.

As inscrições gratuitas abrem no dia 12 de setembro e podem ser feitas pelo site do Tomie Ohtake.

+ CULTURA: CONHEÇA O THEATRO MUNICIPAL EM UM TOUR GUIADO E GRATUITO

  • 18 de setembro, das 10h às 12h
  • 25 de setembro, das 10h às 12h

Ouvir para ver a cidade

pessoas com ou sem deficiência visual passeiam pela cidade na atividade ouvir para ver a cidade do tomie ohtake
Crédito: DivulgaçãoPessoas com ou sem deficiência visual são estimuladas sonoramente em passeios pelas ruas de São Paulo

A atividade propõe descobertas poéticas de lugares específicos da cidade, exercitando o uso comum de espaços públicos por pessoas com diferentes capacidades, com e sem deficiência visual. Um dos objetivos é instigar os grupos a explorarem o espaço urbano e seu patrimônio material e imaterial com foco na criação de autonomia.

O passeio sensorial faz parte do Sem Barreiras – Festival de Acessibilidade e Artistas com Deficiência (18) e da 13ª Primavera dos Museus (25). As inscrições para o dia 18 são feitas aqui; já as inscrições para o dia 25 poderão ser feitas a partir de 11 de setembro neste link.

  • 19 de setembro, das 14h às 16h
  • 24 de setembro, das 10h às 12h

Contação de histórias em Libras

a educadora Isadora Borges contando uma história em libras no programa de acessibilidade do tomie ohtake
Crédito: DivulgaçãoAs contações de histórias em Libras, realizadas pela educadora Isadora Borges, incentivam o desenvolvimento do vocabulário das artes em Língua brasileira de sinais (Libras)

Você sabia que as contações de histórias são importantes práticas na formação de todas as crianças? É nesse momento que se inicia a aprendizagem e se cria um caminho infinito de descobertas e compreensão do mundo.

As contações em Libras, realizadas pela educadora Isadora Borges, incentivam o desenvolvimento do vocabulário das artes em Língua brasileira de sinais no cotidiano das crianças e professores, favorecendo a construção da sensibilidade artística e histórica utilizando recursos narrativos.

A atividade também integra o Sem Barreiras – Festival de Acessibilidade e Artistas com Deficiência e a a 13ª Primavera de Museus.

As inscrições podem ser feitas aqui para o dia 19 de setembro; e, a partir do dia 11, aqui, para a contação do dia 24.

  • 20 de setembro, das 18h30h às 20h
  • 21 de setembro, das 10h às 12h

Bolsa de Artista Tomie Ohtake – Lançamento

bolsa confeccionada com sobras de tecido da indústria de móveis
Crédito: DivulgaçãoAtividade nova, o Bolsa de Artista foi desenvolvido para criar experiências artísticas para crianças com ou sem deficiência visual

O jogo de atividades Bolsa de Artista Tomie Ohtake foi desenvolvido para proporcionar experiências artísticas para crianças com e sem deficiência visual, com diversos recursos para atividades individuais ou em grupo.

Confeccionadas com sobras de tecido da indústria de móveis, cada bolsa é única e vem com caderno de atividades, livro ilustrado sobre a história da artista Tomie Ohtake, audiodescrição, além de tintas, telas, pincéis, papéis e texturas.

Os materiais, encontrados em qualquer papelaria, podem ser repostos e também acrescidos de outros, de acordo com o desejo de cada criança ou adulto mediador.

Essa é outra atividade que integra o Sem Barreiras – Festival de Acessibilidade e Artistas com Deficiência. Para participar, basta se inscrever por aqui.

  • 24 de setembro, às 14h

Bolsa de Artista Tomie Ohtake – Divulgação de acervos e coleções

criança lendo em braille texto sobre a atividade bolsa de artista do tomie ohtake
Crédito: DivulgaçãoNo Bolsa de Artista as crianças também exploram o livro ilustrado e materiais organizados para divulgação da trajetória da artista Tomie Ohtake

Neste Bolsa de Artista Tomie Ohtake, a ideia é pensar em materiais, publicações, jogos e outras mídias para promover exposições, coleções e acervos museológicos para públicos jovens e crianças ao explorar o livro ilustrado e materiais organizados para divulgação da trajetória da artista Tomie Ohtake.

Essa atividade integra a 13ª Primavera de Museus e não precisa de inscrições prévias.

Quer mais uma dica?

O Instituto Tomie Ohtake tem outros cursos incríveis de arte e cultura durante 2º semestre. Confira aqui como conseguir desconto na sua matrícula!

1
BH: Jetiboca tem café incrível a R$ 3, pão de queijo e muito amor
Um dos lugares mais incríveis e inusitados no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é o Mercado Novo. Há …
2
3 trilhas no Rio com vistas de tirar o fôlego
Esse vídeo é para os amantes de ecoturismo, ou mesmo para quem quer começar a fazer trilhas e se conectar …
3
Parque da Pedra Branca no RJ: a maior floresta urbana do país
Pega um calçado confortável, passar protetor e repelente e Colaí nessa caminhada pelas trilhas do Parque da Pedra Branca, a …
4
Roteiro zen para fugir do caos de SP
Viver em SP é estar sempre ligadão no 220. Mas é legal dar uma freada no corre corre, né não? Colaí …
5
3 rolés pra curtir no Baixo Tijuca no Rio de Janeiro
A região do Baixo Tijuca tem muito o que oferecer quando o assunto é cerveja gelada! Colaí que eu tenho as …
6
Arena Digital de Curitiba: cinema e planetário no mesmo lugar
Ver as estrelas, mergulhar no fundo do mar, conhecer de pertinho todo o sistema solar. Tudo isso é possível em …
7
Uma voltinha no Mercado Público de Porto Alegre
Mais do que um ponto turístico, o Mercado Público de Porto Alegre concentra consumo, crença, cultura e tradição no centro …
8
3 jóias gastronômicas antigas de São Paulo
Afinal, panela velha é a que faz comida boa? Se depender da Casa Mathilde, da Padaria Santa Tereza e do …